Site em português Site in English
HOME APRESENTAÇÃO CADASTRO COMPRAR VENDER CONTATO AJUDA LEILÕES LISTA RURAL BANNERS

LiveZilla Live Help

Pirambu - Sergipe

Veja mais detalhes de Pirambu

Município de Pirambu
[[Ficheiro:|270px|none|center|]]
""
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido Bandeira desconhecida
Hino
Aniversário
Fundação 1963
Gentílico pirambuense
Lema
Prefeito(a)
(2009 – 2012)
Localização
[[Ficheiro:|280px|center|Localização de Pirambu]]
Localização de Pirambu em Sergipe
Localização de Pirambu em Brasil
Pirambu
Localização de Pirambu no Brasil
10° 44' 16" S 36° 51' 21" O10° 44' 16" S 36° 51' 21" O
Unidade federativa  Sergipe
Mesorregião Leste Sergipano IBGE/2008 [1]
Microrregião Japaratuba IBGE/2008 [1]
Região metropolitana
Municípios limítrofes Não disponível
Distância até a capital 30 km
Características geográficas
Área 199,2 km²
População 8.608 hab. est. IBGE/2009 [2]
Densidade 45,39 hab./km²
Altitude 4 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC-3
Indicadores
IDH 0,652 médio PNUD/2000 [3]
PIB R$ 35.848 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capita R$ 4.088,00 IBGE/2005 [4]

Pirambu é um município brasileiro do estado de Sergipe.


Índice

Geografia

Para chegar a Pirambú é só atravessar o rio Sergipe na Ponte João Alves (Aracaju/Barra dos Coqueiros) e seguir pela SE-100, em um percurso de cerca de 25 quilômetros e aproveitas as paisagens lindas de dunas, praias e manguezais ou pela BR-101, no acesso a Japaratuba e roda 22 quilômetros e ainda por Carmópolis.

Localização: Pirambú está localizado no litoral sergipano, em sua porção centro-oeste e tem uma área territorial de 218 Km2. Pirambú encontra-se a 2 metros de altitude. Seus limites são ao Norte – Pacatuba, ao Sul – Santo Amaro das Brotas e Barra dos coqueiros, a Leste – Oceano Atlântico e a Oeste – Japaratuba e Carmópolis.

Povoados: Lagoa Redonda, Maribondo, Alagamar, Aguilhadas, Aningas. Baixa Grande, Água Boa, Bebedouro, Lagoa Grande. População: 7.143 habitantes - Censo Demográfico de 2000.

Relevo

A maioria de suas terras planas ou ligeiramente onduladas dominam o relevo do município ao sul. A topografia apresenta poucas elevações, estando suas altitudes oscilando entre 0 e 100 metros.

Hidrografia

O Japaratuba é o principal rio do município, tendo ainda os rios Pomonga, Sapucaia e Brito. Destacam-se ainda as lagoas, como a de Pirambú, Catu, Camurupim, Titaras, Redonda, Grande, Seca, Santa Isabel e a do Sangradouro, a maior de Sergipe, desaguando no Oceano Atlântico, no povoado Lagoa Redonda. Clima: O clima quente, com temperatura média anual de 28°C. apresenta um período chuvoso, que vai de março a agosto.

Lagoa Redonda

A lagoa fica a 19 km da cidade de Pirambu e recebeu o nome de Redonda devido ao seu formato circular, embora dê voltas e voltas no mangue. As dunas que derramam suas areias no riacho da lagoa, conhecido como “pequeno deserto”, transformam o lugar em um verdadeiro oásis. Do alto das dunas, a vista tem duas direções: uma para o mar e outra para o manguezal. Mas, além de apreciar a beleza, o melhor é descer as dunas de sandboard ou de skibunda – uma versão mais simples do primeiro, descendo sentado sobre uma prancha. Se tiver tempo, banhe-se durante cinco dias consecutivos nas águas da lagoa para encontrar um amor eterno e consolidar uma grande amizade. Assim diz a lenda e, para os supersticiosos, é um bom motivo para ficar na localidade, mas, para os aventureiros, os cinco dias são apenas um aperitivo diante de tanta beleza para apreciar. As dunas que derramam suas areias no riacho da lagoa, conhecido como “pequeno deserto”, transformam o lugar em um verdadeiro oásis. Do alto das dunas, a vista tem duas direções: uma para o mar e outra para o manguezal. Mas, além de apreciar a beleza, o melhor é descer as dunas de sandboard ou de skibunda – uma versão mais simples do primeiro, descendo sentado sobre uma prancha. Muitas pessoas acampam à beira do riacho só para praticar esse esporte radical. Não seria para menos, há um paredão de areia enorme que proporciona uma descida alucinante que acaba com um mergulho na lagoa. O acampamento é rústico, mas os aventureiros têm o suporte da Barraca do Ji, que libera o banheiro e prepara o almoço do pessoal com um cardápio de frutos do mar por R$15 um prato para duas pessoas. Se quiser um pouco mais de conforto, tem o Camping Paraíso da Lagoa Redonda, mais bem estruturado e a apenas 1 km do riacho, com preço de R$10 reais por pessoa. Seguindo em direção ao norte, o turista chega à Lagoa do Sangradouro, a maior de Sergipe, localizada a 22 km de Pirambu. Próxima à lagoa, cheia de lendas e histórias, está o Morro da Lucrécia. Os nativos contam que, há muitos anos, uma menina chamada Lucrécia foi engolida pela dunas e quem vai ao lugar sozinho costuma ouvir os seus chamados. A subida do morro e areia tem cerca de 25m e do topo a vista é surpreendente. Avista-se uma imensa cratera preenchida com uma porção de água – Lagoa Azul –, em meio ao deserto. A temperatura da lagoa é amena, o que propícia um banho bem relaxante.

Vegetação

É composta de uma vegetação litorânea muito variada, nas praias predominam os coqueiros e uma vegetação rasteira, com campos de dunas, matas de restinga e manguezais.

Economia

Pirambu foi a primeira cidade contemplada pelo projeto Sergipe de Todos em 2009. A Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais-Codise, esteve presente no estande da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, que abrigou técnicos da Secretaria e vinculadas. O evento aconteceu na Praça de Eventos de Pirambu, na última sexta-feira, 6.

Na Agricultura, há cultivo de diversos produtos, destacando-se as atividades de subsistência. Os principais produtos são o coco-da-baía, a mandioca e a mangaba. Na Pesca, Pirambú é um dos maiores centros pesqueiros de Sergipe, O camarão é exportado para diversas cidades. Na Pecuária encontramos pequenas criações de bovinos, ovinos, suínos, eqüinos, nuares, asininos, caprinos e galináceos.

O nome Pirambú vem de um peixe bastante comum na região, e originou-se de uma pequena colônia de pescadores que viviam basicamente da cultura da mandioca, do milho, do feijão e da batata-doce, bem como da pesca nos rios, lagoas e da beira da praia. “Segundo a ictiologia, Pirambú é um peixe teleóstico, percomorfo, das famílias dos pamadasídeos, h. plumiere (lac) de cor bronzeada, com listas azuis apenas na cabeça e parte anterior do corpo. Há quem afirme que Pirambú era o nome do cacique de uma tribo que habitou a antiga povoação” (MENDONÇA, 2002: 339). Como os demais municípios localizados entre os rios Sergipe e o São Francisco, Pirambú teve seu território constituído a partir da distribuição da Sesmaria por Cristóvão de Barros ao seu filho, Antônio Cardoso de Barros, em 1590, logo após a conquista de Sergipe, cujo marco se deu em 1575, quando foram derrotados os índios que habitavam a região Sul do Capitania de Sergipe Del Rey. O litoral de Sergipe era habitado pelos índios tupinambás e caetés, os quais povoaram as terras que mais tarde seriam chamadas de Pirambú, localizada entre a ilha de Santa Luzia e a Ponta dos Mangues, e a região de Ponta dos Mangues, onde seriam edificados os municípios de Barra dos Coqueiros e Pacatuba respectivamente. A atividade comercial era desenvolvida na base da troca. A pesca, principal atividade econômica de subsistência era praticada nos rios Japaratuba, Pomonga e em menor volume no Oceano Atlântico. Outra atividade era a caça de animais silvestres, facilmente encontrados na região.

Um grupo de políticos e lideranças da comunidade incorporou o sentimento da população de ver Pirambú independente politicamente de Japaratuba, levantando a bandeira da emancipação política: Dr. Euzápio Linhares, advogado, liderou um movimento do qual fazia parte o senhor João Dória do Nascimento, vereador de Japaratuba com base em Pirambú e Aguilhadas, Manuel Amaral Lemos, produtor rural, Abelardo do Nascimento, pescador, José Lauro Ferreira, camponês-pescador, Xavier dos Santos e outras personalidades lançaram a pedra fundamental para que Pirambú conquistasse sua independência. A Lei Estadual Nº 1.234 de 26 de Novembro de 1963, sancionada pelo então governador João de Seixas Dória (PSD) foi fruto de um Projeto apresentado pelo deputado estadual Nivaldo Santos (PSD). O novo município estava estabelecido nos seguintes limites: ao Norte com Pacatuba, ao Sul com Barra dos Coqueiros, a Oeste com Japaratuba e Santo Amaro das Brotas e a Leste com o Oceano Atlântico. O vereador João Dória do Nascimento saiu extremamente fortalecido deste processo, elegendo-se prefeito de Pirambú e tomando posse no dia 28 de agosto de 1965, após o município ter sido instalado em 8 de agosto do mesmo ano. Seu vice-prefeito foi o jovem Juarez Lopes Cruz, filho do então prefeito de Japaratuba Mário Trindade Cruz.

Atualmente o município de Pirambú é um dos mais proeminentes do Estado, contribuindo para isso suas praias paradisíacas, a Reserva Biológica de Santa Isabel e as transformações ocorridas a partir da administração da segunda metade da década passada. A exploração de petróleo em Pirambú data-se dos anos 70 e em 2002 em águas profundas

Prefeitos

O atual prefeito de Pirambu é José Nilton Vieira

Hoteis em Pirambu

Pousada Piramar R. Givaldo Moura da Silva, 85 Fone: (79) 3276-1027

Pousada Pirambu Residence Trav. 4 - Lot. Praia do Sol, S/nr Centro (79) 3276-1246

Pousada Brisa Mares (79) 3276-1115

Pousada Andra Rio Mar (79) 3276-1068

Pousada Praia do Sol (79) 3276-1455

pousada em pirambu

pousada praia bela : rua silva maria v.palmeira cruz/ 3276-1538

Projeto Tamar

A Primeira base do Tamar construído no Brasil foi instalada em 1982 em Pirambu Município de Sergipe. Com Monitoração de 56 km de praias de reprodução e alimentaçãode tartarugas marinhas.

No litoral Sergipano concentram-se a maioria das desovas da tartaruga-Oliva existente no Brasil. Em 1988 foi criada uma área da base de estudo em Santa Isabel, que serve de apoio para proteção das importantes classes animais e vegetais, com destaque as aves e tartarugas marinhas presentes na região, ainda possui um centro de Educação Ambiental que recebe em média 120 mil visitantes ao ano e muitos estudantes.

A Base possui quantro tanques com tartarugas marinhas em diversas fases de desenvolvimento; sala de palestras e projeção de filmes; ante-sala com um aquário marinho e seis aquários com peixes de água doce, representantes das espécies do entorno da Reserva; estacionamento e stand de divulgação das atividades culturais desenvolvidas com as comunidades do entorno; demais materiais educativos.

Serviço

Base de Pirambu/Se Reserva Biológica de Santa Isabel

Lagoa Redonda: Palco de estórias casamenteiras, a lagoa de formato redondo que lhe deu nome é de extrema beleza.




Quem nasce em Pirambu é pirambuense


Fonte: Wikipedia

Produtos em Sergipe





Alimentos em Geral Defensivos Agrícolas Implementos Mudas/Ramas Serviços
Alimentos para Nutrição Animal Diversos Instalações Rurais Peças/Aditivos/Acessórios Shopping MF Rural
Animais Embalagens Máquinas Pesadas Pneus Tratores Agrícolas
Caminhões Exportação/Importação Máquinas/Equipamentos Procuro/Compro/Troco Utensílios Agropecuários
Carrocerias/Furgões Fazendas/Imóveis Rurais Medicamentos Sementes Veículos
Colheitadeiras/Colhedoras Fertilizantes Agrícolas
Os anúncios que estão em nosso site são de vendedores cadastrados.br />
Efetue uma busca no site para verificar se existe algum produto ou serviço que deseja.

Para entrar em contato com eles basta clicar no anúncio e em seguida em "Fale com o Vendedor".

Caso tenha alguma dúvida sobre o funcionamento do site entre em contato conosco.

Continuar    Cancelar