Fechar[X]

Publicidade
 Produtos Agrícolas por estado
 Produtos Agrícolas por cidade
Produtos Agrícolas em Aracaju Produtos Agrícolas em Amparo de São Francisco Produtos Agrícolas em Aquidabã Produtos Agrícolas em Arauá Produtos Agrícolas em Areia Branca Produtos Agrícolas em Barra dos Coqueiros Produtos Agrícolas em Boquim Produtos Agrícolas em Brejo Grande Produtos Agrícolas em Campo do Brito Produtos Agrícolas em Canhoba Produtos Agrícolas em Canindé de São Francisco Produtos Agrícolas em Capela Produtos Agrícolas em Carira Produtos Agrícolas em Carmópolis Produtos Agrícolas em Cedro de São João Produtos Agrícolas em Cristinápolis Produtos Agrícolas em Cumbe Produtos Agrícolas em Divina Pastora Produtos Agrícolas em Estância Produtos Agrícolas em Feira Nova Produtos Agrícolas em Frei Paulo Produtos Agrícolas em Gararu Produtos Agrícolas em General Maynard Produtos Agrícolas em Gracho Cardoso Produtos Agrícolas em Ilha das Flores Produtos Agrícolas em Indiaroba Produtos Agrícolas em Itabaiana Produtos Agrícolas em Itabaianinha Produtos Agrícolas em Itabi Produtos Agrícolas em Itaporanga d`Ajuda Produtos Agrícolas em Japaratuba Produtos Agrícolas em Japoatã Produtos Agrícolas em Lagarto Produtos Agrícolas em Laranjeiras Produtos Agrícolas em Macambira Produtos Agrícolas em Malhada dos Bois Produtos Agrícolas em Malhador Produtos Agrícolas em Maruim Produtos Agrícolas em Moita Bonita Produtos Agrícolas em Monte Alegre de Sergipe Produtos Agrícolas em Muribeca Produtos Agrícolas em Neópolis Produtos Agrícolas em Nossa Senhora Aparecida Produtos Agrícolas em Nossa Senhora da Glória Produtos Agrícolas em Nossa Senhora das Dores Produtos Agrícolas em Nossa Senhora de Lourdes Produtos Agrícolas em Nossa Senhora do Socorro Produtos Agrícolas em Pacatuba Produtos Agrícolas em Pedra Mole Produtos Agrícolas em Pedrinhas Produtos Agrícolas em Pinhão Produtos Agrícolas em Pirambu Produtos Agrícolas em Poço Redondo Produtos Agrícolas em Poço Verde Produtos Agrícolas em Porto da Folha Produtos Agrícolas em Propriá Produtos Agrícolas em Riachão do Dantas Produtos Agrícolas em Riachuelo Produtos Agrícolas em Ribeirópolis Produtos Agrícolas em Rosário do Catete Produtos Agrícolas em Salgado Produtos Agrícolas em Santa Luzia do Itanhy Produtos Agrícolas em Santa Rosa de Lima Produtos Agrícolas em Santana do São Francisco Produtos Agrícolas em Santo Amaro das Brotas Produtos Agrícolas em São Cristóvão Produtos Agrícolas em São Domingos Produtos Agrícolas em São Francisco Produtos Agrícolas em São Miguel do Aleixo Produtos Agrícolas em Simão Dias Produtos Agrícolas em Siriri Produtos Agrícolas em Telha Produtos Agrícolas em Tobias Barreto Produtos Agrícolas em Tomar do Geru Produtos Agrícolas em Umbaúba

 
Você está vendo Produtos Agrícolas em laranjeiras

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Facebook


Produtos Agrícolas na cidade de laranjeiras em Sergipe.


Foram encontrados 0 anúncio‎s. Clique no menu ao lado para consultar Produtos Agrícolas em outra região.



<< Voltar Avançar >>
Página 1 de 1



Produtos Agrícolas em laranjeiras-SE

Detalhes sobre a cidade de Laranjeiras

Depois que as tropas de Cristóvão de Barros arrasaram com as nações indígenas, por volta de 1530, muitos ‘colonos’ acabaram se fixando às margens do Rio Cotinguiba. Essas terras pertenciam à Freguesia de Socorro. Naquela região, mais ou menos uma légua da sede, foi construído um pequeno porto e, por conta das inúmeras e frondosas laranjeiras à beira do rio, moradores e viajantes começaram a identificar o local como porto das laranjeiras.

A movimentação pelo rio Cotinguiba era intenso e, logo, o porto passou a ser parada obrigatória. Em torno dele o comércio ganhava espaço, principalmente a troca de escravos, e as primeiras residências eram construídas. Mas a partir de 1637, o pequeno povoado das Laranjeiras também sofreu com os ataques e depois com o domínio holandês. Muitas casas foram destruídas, mas o porto, um ponto estratégico, foi preservado. Só por volta de 1645 os holandeses deixam Sergipe.

O porto das Laranjeiras fez retornar o progresso ao povoado que se reerguia com grande velocidade depois da passagem dos holandeses. Em 1701, os padres jesuítas construíram a primeira igreja com convento. Ela ficava à margem esquerda do Riacho São Pedro, um pouco afastada do porto. Eles procuravam sossego e deram nome ao lugar de ‘Retiro’. Os jesuítas fizeram uma outra igreja num dos pontos mais altos do povoado. Em 1731, em cima de uma colina, os padres ordenaram a construção da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Comandaroba, uma verdadeira obra-prima da arquitetura colonial.

Por conta da cana-de-açúcar, do coco, do gado, do comércio e, principalmente do porto, o povoado das Laranjeiras tinha conseguido um nível extraordinário de desenvolvimento. Até os moradores da sede da freguesia de Socorro, a quem Laranjeiras pertencia, semanalmente iam fazer feira nas Laranjeiras. Só em 7 de agosto de 1832, em decorrência da grande influência política dos proprietários de terras e comerciantes, a Assembleia Geral da Província toma uma decisão polêmica. Transforma o povoado em vila independente. E em vez de desmembrá-la da freguesia de Socorro, os deputados anexaram o território de Nossa Senhora do Socorro ao de Vila de Laranjeiras.

Os socorrenses tentaram de todas as formas reagir, e em 19 de fevereiro de 1835, Socorro é transformado em vila, sendo suas terras desmembradas das de Laranjeiras, que foi reduzida à Freguesia do Sagrado Coração de Jesus das Laranjeiras. No entanto, esse retrocesso não impediu que o progresso avançasse e é justamente nesse momento que Laranjeiras começa a atingir seu mais alto grau de desenvolvimento. Em 6 de fevereiro daquele ano é transformado em Distrito de Paz, e em 11 de agosto de 1841 Laranjeiras passa a ser sede de comarca. O primeiro juiz foi Manuel Filipe Monteiro.

Em 1836 foi criada em Laranjeiras a primeira Alfândega de Sergipe. Praticamente todos os produtos produzidos em Sergipe eram exportados por lá, maior centro do Estado. Mas Laranjeiras tinha na indústria açucareira a sua principal fonte de renda. Apesar de pequeno territorialmente, o município chegou a ser o maior produtor de açúcar cristal de Sergipe. Eram centenas de engenhos e depois usinas. Os primeiros foram Dira, Ibura, Camassary e Comandaroba. Nas décadas de 30, 40 e 50 se destacavam três grandes usinas: a da Varzinha, a São José Pinheiro e a Sergipe. A grandiosidade das três pode ser vista na produção. Dos 61 milhões de cruzeiros conseguidos em Laranjeiras, em 1956, somente as três foram responsáveis por 41 milhões de cruzeiros.



Mais detalhes sobre Laranjeiras
Consulte abaixo as categorias divididas por estado

Atendimento Online MF Rural