Fechar[X]

Publicidade
 Produtos Agrícolas por estado
 Produtos Agrícolas por cidade
Produtos Agrícolas em Aracaju Produtos Agrícolas em Amparo de São Francisco Produtos Agrícolas em Aquidabã Produtos Agrícolas em Arauá Produtos Agrícolas em Areia Branca Produtos Agrícolas em Barra dos Coqueiros Produtos Agrícolas em Boquim Produtos Agrícolas em Brejo Grande Produtos Agrícolas em Campo do Brito Produtos Agrícolas em Canhoba Produtos Agrícolas em Canindé de São Francisco Produtos Agrícolas em Capela Produtos Agrícolas em Carira Produtos Agrícolas em Carmópolis Produtos Agrícolas em Cedro de São João Produtos Agrícolas em Cristinápolis Produtos Agrícolas em Cumbe Produtos Agrícolas em Divina Pastora Produtos Agrícolas em Estância Produtos Agrícolas em Feira Nova Produtos Agrícolas em Frei Paulo Produtos Agrícolas em Gararu Produtos Agrícolas em General Maynard Produtos Agrícolas em Gracho Cardoso Produtos Agrícolas em Ilha das Flores Produtos Agrícolas em Indiaroba Produtos Agrícolas em Itabaiana Produtos Agrícolas em Itabaianinha Produtos Agrícolas em Itabi Produtos Agrícolas em Itaporanga d`Ajuda Produtos Agrícolas em Japaratuba Produtos Agrícolas em Japoatã Produtos Agrícolas em Lagarto Produtos Agrícolas em Laranjeiras Produtos Agrícolas em Macambira Produtos Agrícolas em Malhada dos Bois Produtos Agrícolas em Malhador Produtos Agrícolas em Maruim Produtos Agrícolas em Moita Bonita Produtos Agrícolas em Monte Alegre de Sergipe Produtos Agrícolas em Muribeca Produtos Agrícolas em Neópolis Produtos Agrícolas em Nossa Senhora Aparecida Produtos Agrícolas em Nossa Senhora da Glória Produtos Agrícolas em Nossa Senhora das Dores Produtos Agrícolas em Nossa Senhora de Lourdes Produtos Agrícolas em Nossa Senhora do Socorro Produtos Agrícolas em Pacatuba Produtos Agrícolas em Pedra Mole Produtos Agrícolas em Pedrinhas Produtos Agrícolas em Pinhão Produtos Agrícolas em Pirambu Produtos Agrícolas em Poço Redondo Produtos Agrícolas em Poço Verde Produtos Agrícolas em Porto da Folha Produtos Agrícolas em Propriá Produtos Agrícolas em Riachão do Dantas Produtos Agrícolas em Riachuelo Produtos Agrícolas em Ribeirópolis Produtos Agrícolas em Rosário do Catete Produtos Agrícolas em Salgado Produtos Agrícolas em Santa Luzia do Itanhy Produtos Agrícolas em Santa Rosa de Lima Produtos Agrícolas em Santana do São Francisco Produtos Agrícolas em Santo Amaro das Brotas Produtos Agrícolas em São Cristóvão Produtos Agrícolas em São Domingos Produtos Agrícolas em São Francisco Produtos Agrícolas em São Miguel do Aleixo Produtos Agrícolas em Simão Dias Produtos Agrícolas em Siriri Produtos Agrícolas em Telha Produtos Agrícolas em Tobias Barreto Produtos Agrícolas em Tomar do Geru Produtos Agrícolas em Umbaúba

 
Você está vendo Produtos Agrícolas em riachao do dantas

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Facebook


Produtos Agrícolas na cidade de riachao do dantas em Sergipe.


Foram encontrados 0 anúncio‎s. Clique no menu ao lado para consultar Produtos Agrícolas em outra região.



<< Voltar Avançar >>
Página 1 de 1



Produtos Agrícolas em riachao do dantas-SE

Detalhes sobre a cidade de Riachão do Dantas

Com a colonização de Sergipe em 1590, através da expedição militar liderada por Cristovão de Barros, as terras onde hoje se encontra o município de Riachão do Dantas começaram a serem exploradas. O povoamento da Capitania de Sergipe se iniciou nas bacias dos rios Real e Piauí, esse último nasce na Serra das Aguilhadas, na região de Palmares (Antiga Fazenda pertencente aos frades carmelitas que hoje faz parte do território do município de Riachão do Dantas) devido a essa estratégia colonizadora, as terras riachãoenses já possuem seus primeiros sesmeiros em 1596, que de acordo com Felisbelo Freire foram Domingos Fernandes Nobre, Antônio Gonçalves de Santana e Gaspar Menezes, todos eles receberam terras no vale do rio Piauí. Apesar da colonização do território riachãoense ter sido preconizada seis anos após a conquista e colonização do território sergipano, o povoamento inicial das terras onde se encontram hoje o município não deu origem a conglomerados urbanos. Segundo ALVES (1959): A região (...) permaneceu até o início do século XIX, como zona de propriedades de criação de gado ou de engenhos de açúcar, sem aparecimento de aglomerados humanos com formas de vida em comum. (ALVES, 1959. P. 422) Através desse fragmento, percebemos que as sesmarias, quando passavam pelo processo de doação, se tornavam fazendas para criação de gado e engenhos de açúcar. Entre as grandes fazendas podemos elencar a de Palmares, que pertencia aos frades da Ordem Carmelita , e a de Maria Samba . Entre os engenhos destacamos o do Riachão (mais tarde Salgado) e o São José da Fortaleza . O modelo colonizador implantado em Sergipe explica a ausência de centros urbanos que segundo PASSOS SUBRINHO (1987): Era uma área parcamente povoada, tendo como principais atividades econômicas a lavoura de subsistência e a pecuária extensiva, que abasteciam a próspera região dos engenhos. (PASSOS SUBRINHO, 1987. P. 17) Corroborando com Passos Subrinho, FIGUEIREDO (1977) nos diz: Por mais de um século, Sergipe significou ‘currais de gado’, ‘meios de subsistência’ e ‘campos de criação’ complementares para a lavoura canavieira da Bahia. (FIGUEIREDO, 1977. p.21)

Outro fator que pode contribuir para o retardamento da povoação nas terras riachãoenses são as vias de comunicação, que naquela época havia uma grande deficiência em sua estrutura, ALVES (1959) complementa: Com escassas e poucos freqüentadas vias de comunicação, os terrenos daquela zona permaneceram isolados por mais de um século do contato com centros civilizados, não permitindo o aparecimento do comércio na sua forma de ação coletiva, que é o verdadeiro e autêntico criador e fomentador de cidades. (ALVES, 1959. p. 423)

Portanto, após anos de colonização baseado na estrutura fundiária, algumas áreas de criação de gado vão se transformar em núcleos populacionais, inclusive a Fazenda Riachão, pertencente a João Martins Fontes que é a origem da cidade de Riachão do Dantas. O início da povoação que deu origem a sede do atual município de Riachão do Dantas, foi originária do começo do século XIX. As terras pertenciam a João Martins Fontes margens do riacho Limeira. Nas terras da Fazenda Riachão, João Martins Fontes ergueu uma capela dedicada a Nossa Senhora do Amparo, porém o mesmo ainda habitava no engenho Campo da Barra, em Itabaianinha; todavia antes do ano de 1836, mudou-se para o Riachão. De acordo com REIS (1949): “Ao redor da capela, foram construídas as primeiras moradas, foi aumentando o povoado com a situação e plantação de sítios e edifícios dos primeiros engenhos da circunvizinhança.” (REIS, 1949. p. 6)

Para entendermos melhor sobre o surgimento de uma povoação ao redor de uma igreja católica, CRUZ (2009) nos apresenta uma das características que dá início à formação de núcleo populacional no período do Brasil Colônia, algo que vigorou também nos primeiros anos do Brasil Império com o surgimento e formação das vilas nesse período: No centro da praça da cidade, estava erguida a Igreja Católica Colonial, símbolo do fervor religioso dos portugueses. O templo inicialmente era rústico, mas depois ganhava detalhes ricos que demonstravam o poder e a opulência do Estado Colonial juntamente com a religião Católica Apostólica Romana. (CRUZ, 2009. p. 03)



Mais detalhes sobre Riachão do Dantas
Consulte abaixo as categorias divididas por estado

Atendimento Online MF Rural