(ver no mapa)
Visitas: 284
R$ 135,00

/Kilo

Todos produtos com nota fiscal. Entrega rapida. Faça sua cotação sem compromisso



MODO DE APLICAÇÃO: 
Abacaxi: Fazer o tratamento de mudas através de imersão por 3 minutos na calda de produto, aguardar a secagem e fazer o transplante. Depois, entre 45 e 60 dias após o transplante, fazer o tratamento na forma de esguicho no solo ao redor da base das plantas. Considerar o número de plantas / área a ser tratada e diluir a quantidade indicada de produto em um volume de água suficiente para a aplicação de 30 ml de calda por planta. 
Amendoim: utilizar pulverizador costal ou motor estacionário com bicos de jato cônico vazio e volume médio de calda de 200 L/ha. 
Alface: Regar as bandejas com mudas, 1 dia antes do transplante, nas doses acima recomendadas. A aplicação única deverá ser feita através de rega utilizando-se de 0,2 L de calda / bandeja de 288 furos ou 0,5 m² . 
Algodão: Pulverização terrestre: Utilizar pulverizador costal ou tratorizado com volumes de aplicação ao redor de 100 L/ha. 
Aplicação aérea / parâmetros a serem observados: 
Largura da faixa de aplicação – 15 m (Aeronave tipo Ipanema). 
Volume de aplicação – 30 a 50 L/ha. 
Densidade de gotas – 20 a 30 gotas / cm². Tamanho das gotas (DMV) – 200 a 400 µm. 
Altura de voo – 2 a 4 m acima do alvo. 
Condições meteorológicas: 
- Temperatura do ar abaixo de 30°C. 
- Umidade relativa do ar acima de 55%. 
- Velocidade do vento entre 5 e 18 Km/h. 
Observações: 
- Evitar sempre os horários que estiverem com turbulência forte, inversões térmicas e correntes de convecção. Obedecer ao regulamento previsto na Portaria 009 do Decreto Lei 86765 do Ministério da Agricultura. 
Batata: Aplicar 600 g/ha no sulco de plantio, ou 800 g/ha, antes da amontoa, em área total ou em jato dirigido na linha. Efetuar a amontoa logo após a aplicação. Aplicação foliar: Utilizar pulverizador costal ou motor estacionário com volumes de calda variando de 200 a 400 L/ha, no início da infestação. 
Melão, repolho, tomate: utilizar pulverizador costal ou motor estacionário com bicos de jato cônico vazio e volume médio de calda de 200 L/ha para aplicações foliares e de aproximadamente 60 ml/planta em aplicações em esguicho, ou por irrigação via gotejamento. 
Abobrinha, berinjela, pepino, pimentão e feijão-vagem: aplicar em forma de esguicho com volume médio de calda de 60 ml/planta, ou por irrigação via gotejamento. 
Arroz: Aplicação foliar com pulverizador costal, motor estacionário ou via aérea. 
Cana-de-açúcar: 
Para Cigarrinha: 
Aplicação terrestre: 
• Jato dirigido em ambos os lados da linha de plantio, de modo a atingir as ninfas, protegidas pela espuma, alojadas na base das plantas. 
• Realizar aplicação única por ocasião da colheita: 
Pulverização sobre a soqueira (com diluição): Pulverizar o produto sobre a soqueira das plantas por ocasião da colheita, utilizando volumes de calda entre 50-100 l/ha. 
Aplicação aérea: somente em condição de cana fechada, quando não mais permitir aplicação tratorizada. 
Aplicação aérea / parâmetros a serem observados: 
Largura da faixa de aplicação – 15 m (Aeronave tipo Ipanema). 
Volume de aplicação – 30 a 50 L/ha. Densidade de gotas – 20 a 30 gotas/cm². 
Tamanho das gotas (DMV) – 200 a 400 µm. 
Altura de voo – 2 a 4 m acima do alvo. 
Condições meteorológicas: 
- Temperatura do ar abaixo de 30°C. 
- Umidade relativa do ar acima de 55%. 
- Velocidade do vento entre 5 e 18 Km/h. 
Observações: 
- Evitar sempre os horários que estiverem com turbulência forte, inversões térmicas e correntes de convecção. 
- Obedecer ao regulamento previsto na Portaria 009 do Decreto Lei 86765 do Ministério da Agricultura. 
Para Cupim: 
Aplicação sobre os colmos (mudas) no sulco de plantio, cobrindo-os logo após o tratamento. 
Café: 
Para cigarras e bicho-mineiro: Fazer uma aplicação no período de novembro a março dependendo do histórico de ataque da praga na área. Usar a menor dose em períodos de baixa infestação. 
Para cochonilhas-farinhentas: Fazer uma aplicação a partir de Julho dependendo da presença da praga na cultura. Fazer aplicação em esguicho utilizando volume de calda de 100 ml por planta. 
Aplicação em esguicho ou “Drench”: Diluir o produto na dose recomendada por ha em volume de água suficiente para aplicação de 50 ml/planta (metade em cada lado da planta). Usar pulverizador costal manual ou equipamento tratorizado corretamente calibrado e adaptado para aplicação no solo limpo, sob a copa do cafeeiro. 
Para cochonilhas-farinhentas: Diluir o produto na dose recomendada por ha em volume de água suficiente para aplicação de 100 ml/planta (metade em cada lado da planta). Usar pulverizador costal manual ou equipamento tratorizado corretamente calibrado e adaptado para aplicação no solo limpo, sob a copa do cafeeiro. 
Aplicação via água de irrigação por gotejo: Considerar a área abrangida por turno de rega, calcular e administrar a quantidade de produto necessária para a aplicação da dose recomendada por ha; seguir as instruções do fabricante para a regulagem do equipamento dosador. 
Citros: 
Para controle de Cigarrinha-da-CVC: Fazer o tratamento no início do aparecimento da praga, através de: 
1) Aplicação dirigida ao tronco da planta, com 50 ml de calda por planta, a 20 cm do solo. 
2) aplicação em sulcos (de 5 cm de profundidade) sob a copa, em ambos os lados da planta, fechando-os logo após o tratamento. 
Para controle de Cochonilha-Orthezia: aplicação via pulverização, procurando atingir toda a copa das plantas com um volume de 15 litros/planta. Melhor efeito de controle é obtido com a adição de 0,5% de óleo mineral. 
Para controle de Cochonilha-parlatoria, Cochonilha-pardinha e Psilídeo: Aplicação no tronco e ramos com um gasto em torno de 0,5 litro/planta, volume de calda suficiente para uma boa cobertura; ou em pulverização no solo na projeção da copa das plantas com volume em torno de 200 L/ha. 
Crisântemo: Motor estacionário ou pulverizador costal, com volumes de 500 a 1000 L/ha, assim que a praga apareça na cultura. 
Ervilha: aplicar 20 g/100 L em pulverização foliar, no aparecimento da praga, com volume de calda de 600 a 800 L/ha. Para ervilha de grão, aplicar de 150 - 200 g em pulverização foliar, no início do aparecimento da praga. 
Eucalipto: 
Cupim: Colocar as bandejas contendo as mudas em um estrado, e fazer a imersão, de preferência por meio mecânico, ou seja, através de uma talha (roldana), baixando a bandeja sobre o tambor contendo a calda inseticida. Após a imersão, deixar escorrer para o tambor, o excesso da calda, antes de levar as mudas para o campo. 
Vespa-da-galha: aplicar 300 g/100L em pulverização foliar, no aparecimento da praga, com volume de calda de 10 ml/m². 
Feijão: 
Pulverização terrestre: Recomenda-se utilizar barra tratorizada ou pulverizador costal com volumes de água de 100 a 200 L/ha. 
Pulverização aérea ou pivot: utilizar os parâmetros requeridos para essas modalidades de aplicação. 
Fumo: 
Aplicação em bandeja: Considerar o número de mudas por bandeja e a área que ocuparão no campo (ha) e administrar a quantidade de produto necessária para a aplicação da dose recomendada; Fazer o tratamento 2 dias antes do transplante através de rega com o produto diluído em água e gastando-se 400 ml de calda para cada bandeja de 200 mudas. 
Melancia: 
Pulverização foliar: Utilizar pulverizador costal ou tratorizado com volumes de aplicação de 500 L/ha. 
Aplicação em esguicho: aplicar na base da planta com volume de calda de aproximadamente 50 ml/cova, logo após a emergência da cultura, ou via gotejamento. Quando aplicado na forma de esguicho na base da planta, irrigar imediatamente após a aplicação. 
Tomate: Utilizar pulverizadores costal ou motor estacionário com bicos de jato cônico vazio e volumes de água entre 500 e 1000 L/ha, ou via gotejamento no início da infestação. 
INÍCIO, NÚMERO, ÉPOCA OU INTERVALO DE APLICAÇÃO: 
Abobrinha: Uma aplicação por esguicho, ou gotejo, logo após a germinação. Abacaxi: Uma aplicação na forma de imersão de mudas antes do plantio e uma aplicação entre 45 e 60 dias após o plantio. 
Amendoim: Aplicar no início do aparecimento da praga. Reaplicar se necessário até 3 aplicações. 
Algodão: Mosca-branca: Iniciar as aplicações logo no início da infestação. Repetir até 2 vezes a cada 14 dias, dependendo da infestação. 
Pulgão-do-algodoeiro: as aplicações de ACTARA 250 WG deverão seguir amostragens, onde avalia-se a porcentagem de plantas atacadas, considerando como planta atacada aquela que tiver pelo menos uma colônia se formando. Em cultivares suscetíveis ao mosaico das nervuras, em áreas sem a presença de plantas com “doença-azul” pode-se tolerar de 5 a 10% de plantas atacadas. Em áreas com 2 a 6% de plantas com “doença-azul” pode-se tolerar até 3 a 5% de plantas atacadas. Dedicar atenção especial às reboleiras iniciais ou em áreas de risco (próximas a soqueiras não destruídas, do ano anterior, de lavouras infestadas, ou até lavouras com cultivares tolerantes, em altas infestações). As avaliações das aplicações de ACTARA 250 WG deverão ser feitas 2 dias após sua aplicação sempre considerando as colônias. Para cultivares tolerantes ou resistentes ao mosaico-das-nervuras, a tolerância é de até 40% de plantas atacadas. Cuidados deverão ser tomados nestas áreas para não ser foco de disseminação para áreas de variedades suscetíveis. A dose de ACTARA 250 WG de 100 g do produto comercial por hectare é recomendada para as cultivares tolerantes à virose; e 200 g/ha para as suscetíveis à virose. Para evitar pulverizações excessivas na fase de desenvolvimento inicial, torna-se imprescindível o tratamento de sementes com um produto efetivo contra os pulgões, que dê uma proteção entre 20 a 30 dias após a emergência. Recomenda-se iniciar as aplicações com ACTARA 250 WG após este período, repetindo-as quando for atingido o nível de controle. 
Tripes: ACTARA 250 WG deve ser aplicado em forma de pulverização, quando forem encontradas, em média 5 ninfas por planta, durante os primeiros 30 dias da cultura. 
Arroz: 
Bicheira-da-raiz-do-arroz: Uma única aplicação logo após o início de irrigação. 
Percevejo-do-colmo: No início do aparecimento da praga. Se necessário fazer até 2 aplicações. 
Batata: 
Pulgão-verde: Iniciar as pulverizações de ACTARA 250 WG na dose de 50 g/ha, logo no início da infestação de pulgões. Repetir quando necessário até 3 vezes. 
Vaquinha-verde-amarela: Iniciar as pulverizações quando for constatada a entrada dos primeiros adultos na lavoura. Repetir quando necessário, até 3 vezes nas aplicações foliares e 2 nas aplicações ao solo. 
Berinjela: Uma aplicação por esguicho, ou gotejo, logo após o transplante. 
Café: 
Cigarras e Bicho-mineiro: Uma aplicação por ano, dependendo da praga após o início do período chuvoso.
Cochonilhas-farinhentas: Realizar aplicação única a partir de julho dependendo do histórico de ataque da praga na área. 
Cana-de-açúcar: Cigarrinha-das-raízes: 1 aplicação dirigida em linha, nos 2 lados das fileiras de plantas. 
Cupim: Uma aplicação no sulco, durante o plantio. 
Citros: A aplicação, tanto no sulco, quanto no tronco, deverá ser feita com solo úmido, a partir de setembro/outubro. Realizar aplicação única no tronco e até 2 aplicações foliares. 
Crisântemo: Iniciar aplicações com o aparecimento dos primeiros tripes. Repetir quando necessário, até 3 vezes. 
Eucalipto: Uma única aplicação. Imersão das mudas para cupim e aplicação foliar para vespada-galha. 
Ervilha: Aplicação foliar, repetir quando necessário, até no máximo 2 vezes. 
Feijão: 
Mosca-branca: Iniciar as aplicações logo no início da infestação. O número de aplicações depende da pressão da praga. As aplicações poderão ser repetidas até 2 vezes. Evite o plantio de feijão junto a lavouras antigas de feijão ou soja. Nestas condições, quando da colheita destas áreas, haverá uma migração muito grande de Mosca-branca para a nova cultura, tornando inevitável a transmissão da virose. Para evitar pulverizações excessivas na fase de emergência e desenvolvimento inicial, torna-se imprescindível o tratamento de sementes com um produto efetivo contra a Mosca-branca. Na ausência de um bom tratamento de sementes ou com sementes tratadas com produtos não específicos para Mosca-branca, poderá haver introdução da virose. Nessas condições, quando houver 60% de plântulas emergidas, aplicar um produto de contato para eliminar a população adulta migrante. Após a emergência total da cultura, iniciar as aplicações de ACTARA 250 WG, com intervalos de 7 dias. 
Vaquinha-verde-amarela: Iniciar as aplicações quando for verificada a presença de adultos no campo. 
Fumo: 
Canteiro: Para proteção das plantas no período inicial pré e pós-transplante, recomenda-se a aplicação na dose de 0,6 g/m2 de canteiro, no estádio de 4 a 6 folhas. Campo (esguicho no solo): Aplicar logo após o transplante. Usar a dose menor quando o produto for aplicado 30 dias após o transplante. Se a aplicação for feita imediatamente após o transplante, usar a dose maior. 
Rega de mudas em bandeja: Uma aplicação 2 dias antes do transplante na forma de rega sobre as mudas. 
Melancia: 
Aplicação via esguicho: realizar uma única aplicação via esguicho na base das plantas logo após emergência. 
Aplicação foliar: as aplicações deverão ser realizadas logo no início da infestação. Repetir até 3 vezes a intervalos de 7 dias, dependendo da infestação. 
Melão: Uma aplicação por esguicho, ou gotejo, logo após a germinação, seguida de até 2 aplicações foliares, quando necessárias. 
Morango: Fazer 2 a 3 pulverizações foliares com 15 a 20 dias de intervalo; a 1ª quando for detectada a presença da praga. 
Pepino, Pimentão, Feijão-vagem: Uma aplicação por esguicho, ou gotejo, logo após a germinação. 
Repolho: Uma aplicação por esguicho, ou gotejo, logo após a germinação, seguida de até 3 aplicações foliares, quando necessárias. 
Tomate: As aplicações deverão ser realizadas no início da infestação. Repetir a intervalo de 7 dias, dependendo da infestação até 2 aplicações. 
Trigo: Aplicação tratorizada quando for constatada a praga; repetir somente quando houver reinfestação, até 2 aplicações. 
Uva: Aplicação em esguicho ao redor do tronco. Aplicar em novembro e repetir a aplicação em janeiro. 
INTERVALO DE SEGURANÇA (período de tempo que deverá transcorrer entre a última aplicação e a colheita): 
Abacaxi (solo) 60 dias 
Abacaxi (imersão) (1) 
Abobrinha (solo) 45 dias 
Alface (foliar) 40 dias 
Algodão 21 dias 
Amendoim 42 dias 
Arroz 21 dias 
Batata (foliar) 10 dias 
Batata (solo) 89 dias 
Berinjela (solo) 40 dias 
Café 90 dias 
Cana-de-açúcar (foliar) 30 dias 
Cana-de-açúcar (solo) (1) 
Citros (foliar) 14 dias 
Citros (tronco) 180 dias 
Crisântemo UNA 
Ervilha (foliar) 3 dias 
Eucalipto UNA 
Feijão 14 dias 
Feijão-vagem (solo) 60 dias 
Fumo UNA Melancia (foliar e solo) 14 dias 
Melão (foliar) 7 dias 
Melão (solo) 64 dias 
Morango 1 dia 
Pepino (solo) 45 dias 
Pimentão (solo) 46 dias 
Repolho (foliar) 7 dias 
Repolho (solo) 70 dias 
Tomate (foliar) 3 dias 
Tomate (solo) 10 dias 
Trigo 42 dias 
Uva 45 dias 
(1)Não determinado devido a modalidade de uso. 
UNA uso não alimentar. 
INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: 24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes deste período, usar macacão de mangas compridas, luvas e botas. 
LIMITAÇÕES DE USO: Fitotoxicidade para as culturas indicadas: O produto não é fitotóxico para as culturas indicadas nas doses e condições recomendadas. Utilize este produto de acordo com as recomendações em rótulo e bula. Esta é uma ação importante para obter resíduos dentro dos limites permitidos no Brasil (referência: monografia da ANVISA). No caso de o produto ser utilizado em uma cultura de exportação, verifique, antes de usar, os níveis máximos de resíduos aceitos no país de destino para as culturas tratadas com este produto, uma vez que eles podem ser diferentes dos valores permitidos no Brasil ou não terem sido estabelecidos. Em caso de dúvida, consulte o seu exportador e/ou importador.

Atualizado em 19/02/2019

Você e mais 284 pessoas visitaram esse produto.

Atenção! O MF Rural não se responsabiliza pela negociação e venda deste produto "Actara 250 Wg Barrica 20KG" que é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
O MF Rural não realiza intermediação das vendas e compras, trocas ou qualquer tipo de transação feita pelos usuários deste Site, tratando-se de serviço exclusivamente de disponibilização de mídia para divulgação.
A transação é feita diretamente entre as partes interessadas.
Cabe ao consumidor assegurar-se de que o negócio é idôneo antes de realizar qualquer transação.
Ao negociar com qualquer pessoa ou empresa, sugerimos que não efetue qualquer pagamento através de transferência bancária ou outro tipo de pagamento sem a garantia da entrega do bem que está negociando.

Perguntas

Pergunta:
6/8/2019 16:12:03
Boa tarde gostaria comprar actara e verdadeiro pra revender.e ver as condições de pagamento e preço

Pergunta:
14/7/2019 21:28:39
Quero compra esse produto como faco

Pergunta:
8/7/2019 21:25:22
Compra de actara

Pergunta:
4/7/2019 14:33:52
Boa tarde! Vice so trabalha com barrica de 20kg?

Pergunta:
13/5/2019 20:56:15
Gostaria de comprar esse produto . Pfv retorne logo

Pergunta:
27/4/2019 14:12:36
eu queria saber esse actara de barrica de 20 KILO é umesmo da embalagem de um kilo que eu uso pra mosca branca no tometeiro

Pergunta:
12/3/2019 19:10:04
Boa noite!gostaria de entra em contato ,tem numero de telefone ou email?

Publicidade

Esta página contém anúncios de Actara 250 Wg Barrica 20KG.

O MF Rural é um site de anúncios de compra e venda de produtos agrícolas para todo Brasil, com relação de ofertas de insumos ou produtos agropecuários de interesse do produtor rural. Podem ser encontrados(as) produtos rurais usados ou novos com preços, fotos, vídeos, disponibilidade, cidade, estado de localização, quantidade e outros.

O sistema MF Rural é diferente de sistemas de classificados onde os produtos simplesmente são apresentados com alguns dados e os interessados em comprar ou vender entram em contato para realizar negócio. No MF Rural o sistema é de Mercado Físico, logo, todos os anúncios devem estar com valor de venda e caso um comprador queira negociar a mercadoria, através de nosso portal, ele consegue os dados como nome, telefone, cidade e e-mail do vendedor anunciante. Assim o interessado comprador decide como irá fechar negócio, se vai pagar preço à vista, à prazo, em parcelas, financiado, como vai ser o transporte ou frete, quem vai pagar o valor do frete, se vai levar em transporte próprio, enfim, todos os detalhes de uma negociação normal com revenda, loja ou particular.

Os produtos são separados por categorias, mas também por marca, tamanho, modelo, localização, preço, região, novos ou usados, etc. Criamos também páginas onde as ofertas ficam separadas por estado, ou município do Brasil. Veja em Actara 250 Wg Barrica 20KG

Muitas pessoas usam o MF Rural para pesquisar preços de Actara 250 Wg Barrica 20KG e conseguir fazer melhores negócios, adquirindo produtos mais baratos ao alcance de um clique. Essas pessoas procuram normalmente na internet pelos sites de busca onde encontrar, onde achar ofertas de algum produto, e fatalmente acabam caindo no site MF Rural, onde tem um grande número de anúncios bem diversificados. Muitas vezes encontram e conseguem adquirir produtos de qualidade, barato e com bom preço e condições que normalmente não encontrariam no comércio ou mercado local.

Portanto caso você pense algum dia, "quero vender" ou "quero comprar" produtos rurais, acesse sempre o site MF Rural, onde a comercialização ocorre entre os próprios negociantes e onde você pode encontrar muitas informações a respeito de mercado de Actara 250 Wg Barrica 20KG, assim como algumas notícias ou informativos da agricultura ou pecuária no Brasil. Com pouco trabalho você coloca toda sua produção à disposição de produtores rurais ou pessoas do Agronegócio de todo Brasil.

Na lavoura, no campo, na roça, na fazenda, no sítio, na chácara ou até mesmo em meio à sua plantação ou pastagem você consegue hoje acessar todas as ofertas rurais que estão no site MF Rural, através de um celular ou tablet conectado à Internet. Isso é cada vez mais tendência e o MF Rural coloca tudo isso disponível em seu próprio bolso. Também poderá encontrar Leilões de gado on-line, bovinos, equinos, ovinos, caprinos jumentos, e também Leilão de trator, máquinas e implementos agrícolas.

No MF Rural é muito fácil Comprar e Vender.