Publicidade

 Alimentos em Geral por estado

 Alimentos em Geral por cidade

Alimentos em Geral

Você está vendo Alimentos em Geral em Itanhomi

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Alimentos em Geral na cidade de Itanhomi em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Alimentos em Geral em outra região.
Minas Gerais
X
Itanhomi
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Alimentos em Geral em Itanhomi/MG

Detalhes sobre a cidade de Itanhomi

Apesar de tantas lendas e estórias sobre o município, existe um grande fundo de verdade. Como exemplo falava-se na existência de um chefe indígena chamado Queiroga. Queiroga na verdade é uma planta nativa que existia às margens do Ribeirão Criciúma, atual Ribeirão Queiroga, do qual o nome é oriundo. Nunca se tem certeza desse Chefe Indígena Queiroga. Na verdade existiram índios nesta região, os Botocudos, uma subdivisão, da Tribo dos Aimorés que, como eram nômades, viveram determinado período nesta região, talvez devido à procura de novos campos de caça, e não em represália ao massacre de Pe. Ângelo, fato não comprovado.

Jerônimo, único índio conhecido, é um fato. Mas suas façanhas, puras lendas, a não ser a de que tenha falecido no povoado de Santa Rita do Caratinga para onde se mudou com toda a família quando Queiroga começou a crescer. Tudo o mais, se não é verídico e constatado, não deixa de ser uma manifestação sincera e dar a Itanhomi uma história, com a qual possam sobreviver os principais fatos de sua existência.São Francisco do Jatai é o melhor distrito de Itanhomi, sendo este o mais desenvolvido.

Origem

O primeiro documento de venda de parte das terras do Município foi feita em 24 de maio de 1835, no distrito d Conceição do Cuieté, Município de Caratinga, por Emídio Pereira de Miranda e Dona Luiza Alves do Nascimento pela quantia d 175$798 réis, cuja siza foi paga na coletoria de Barra do Bacalhau (Vermelho Novo) em 13 de julho de 1839, pela quantia de 17$579 réis.

E 24 de Agosto de 1860, D. Luiza alves do Nascimento vendeu suas terras para Arthur Batista do Nascimento pela importância de 190$000 réis. Esse, em 12 de Agosto de 1864, vendeu-as a Passífico Gomes do Amaral, em Barra do Manhuaçu, pela importância de 200$000 réis.

Por volta de 1890 começaram as terras a serem povoadas pelos brancos. Pelo que se sabe, a Primeira família foi a dos Bittencourt, proveniente de Floresta; a segunda foi a dos Goulart.

Em 23 de outubro de 1896, Passífico Gomes do Amaral vendeu-as a Timóteo Albino da Fonseca peo preço de 200$000 réis, escritura lavrada em Cuieté. Finalmente, Timóteo vendeu-as a José da Costas Ferraz, vulgo Coronel Pico, em 26 de maio de 1897, pela importância de 600$000 réis, escritura passada e Caratinga.

Na primeira década do século XX chegaram as famílias dos senhores: Eliziário Coelho Nicácio, José Fernandes da Silva, José Pinto Corrêa Júnior, Sebastião de Lima, a família Alves, Sr. Laudelino Braz, Elias Bragança, Messias Nogueira, Matias Nogueira e Serafim Motta.

No dia 10 de novembro de 1912, o Coronel Pico, por solicitação dos Senhores Eliziário Coelho Nicácio e José Fenandes da Silva, doou as terras para fundação do Patrimônio da cidade, juntamente com um alqueire para a fundação de Santa Luzia do Carneiro.

Pelo que podemos compreendr, já existia naquela época, no pequeno povoado sutuado às magens do córrego do Moinho batizadas pelas famílias já reconhecidas.

Religioso

No campo religioso, o Município conta com vários templos Católicos, Protestantes e Espíritas.

A religião católica é a que tem o maior número de adeptos, com igrejas distribuídas m todas as partes do Município.

Em 1906, através da interferência do Pe. Modesto Vieira, foi em Queiroga, construída uma Capela, ficando assim instalado o patronato da povoação.

O primeiro Padre do Patrimônio foi o Padre Manoel do Nascimento, transferido para cá em 1918, e em 1922 substituiu-o Pe. Abílio, já como vigário.

Desenvolvimento cultural

O ensino em Itanhomi foi iniciado, porrivelmente, em 1909, através do Pe. Modesto Viera. Na mesma década foi instalada uma escola Municipal, cujas primeiras professoras foram: D. Catura, D. Ilda de Araújo, D. Carlota de Andrade, etc.

Mais detalhes sobre Itanhomi

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado