Publicidade

 Alimentos em Geral por estado

 Alimentos em Geral por cidade

Alimentos em Geral

Você está vendo Alimentos em Geral em Itutinga

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Alimentos em Geral na cidade de Itutinga em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Alimentos em Geral em outra região.
Minas Gerais
X
Itutinga
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Alimentos em Geral em Itutinga/MG

Detalhes sobre a cidade de Itutinga

O desbravamento da região, feito em 1760 por bandeirantes de Taubaté em busca do ouro marca o início de um povoado que deu origem ao Arraial de Santo Antônio da Ponte Nova – nome que se deve a construção de uma ponte de madeira sobre o Rio Grande. A primeira edificação de que se tem notícia no local foi de uma capela, erguida em 1794 sob a invocação de Santo Antônio. O distrito de Santo Antônio da Ponte Nova passou a figurar na paróquia de São Gonçalo do Ibituruna, até ganhar o grau de paróquia, em 30 de novembro de 1880. Neste mesmo ano (1880), o distrito foi integrado ao município de Lavras. A nove de setembro de 1923 (ou 1924, não se sabe ao certo), o distrito passou a se chamar Itutinga, que em língua tupi significa "cachoeira grande" (alguns historiadores preferem "cachoeira branca" ou ainda "salto grande"). Itutinga se incorporou nesta data ao município de Itumirim. A emancipação aconteceu por força da Lei 1.039, em 12 de dezembro de 1953. A instalação do município aconteceu em primeiro de janeiro de 1954, com o único distrito da sede. Seu primeiro prefeito foi Prudente Leite de Carvalho.



Geografia

Segundo o Censo de 2007, a população de Itutinga é de 4 051 habitantes.

A área do município é de 372,08 km².

Hidrografia

O município é banhado pelo Rio Grande e Rio Capivari. Possui instaladas duas usinas hidrelétricas (Itutinga e Camargos). Como a região é montanhosa, há diversas cachoeiras e corredeiras formadas por ribeirões e riachos.


Instrução pública

A primeira escola de Itutinga era conhecida como Instrução Pública. Criada em 1907, funcionava no local onde hoje é a Prefeitura Municipal. Em 1946 a instituição foi elevada a Grupo Escolar Jaime Ferreira Leite, através de decreto do governador Juscelino Kubistcheck. O nome da escola homenageava o cidadão itutinguense que tudo fez para sua criação e funcionamento. Devido a um crescente número de alunos, o grupo tornou-se pequeno demais. Em uma área doada pelo Sr. Cirilo Leite, foram então construídos dois prédios para receber todos os alunos. As aulas no antigo prédio terminaram em 1969. A nova instituição passou a ser a "Escola Estadual Jaime Ferreira Leite", principal colégio do município. Na década de 40, foi inaugurado o colégio Santo Antônio, em um casarão situado na praça, para receber os alunos que não tinham condições de se estabelecer em outra cidade. Guilhermina de Jesus, mais conhecida como Dona Sinhá, e sua filha, Conceição Aquino, dirigiram os estudos no colégio, que encerrou suas atividades na década de 50.


Energia elétrica

A primeira usina hidrelétrica de Itutinga funcionou de 1936 a 1953. Recebeu o nome de Distribuidora de Energia Ribeirão da Chácara, devido ao local em que estava instalada (ribeirão Grande, próximo ao Tanque do Moinho). A usina gerava uma tensão de 220 volts. No verão funcionava até o amanhecer e nas demais estações, das 18 às 23 horas. Até as 21 horas, a tensão era baixa devido ao uso intenso. Após dez anos de uso, a usina passou a fornecer energia também durante o dia. A distribuidora de energia foi instalada na praça da cidade.

As usinas hidrelétricas de Itutinga e Camargos

Entre 1933 e 1949, o curso do Rio Grande foi estudado para que se evidenciasse um projeto grandioso: a construção de duas usinas hidrelétricas nos limites do município de Itutinga. Confirmada a viabilidade do projeto, foi fundada em 1951, a Companhia de Eletricidade do Alto Rio Grande, que teve como finalidade a construção e exploração de aproveitamentos hidrelétricos na bacia do Rio Grande, notadamente na cachoeira de Itutinga. Saiu vencedora na concorrência, a Companhia Morrison Knudeen do Brasil S.A., que em abril de 1952, assinou contrato com a Cia. de Eletricidade para a construção da usina hidrelétrica de Itutinga. A distribuidora de energia até então utilizada pelo município foi desativada ao ser montada uma unidade que alimentava o acampamento da usina e também a cidade de Itutinga. A construção da Usina de Camargos, localizada acima da represa da Usina de Itutinga, iniciou-se em fevereiro de 1956. Uma grande quantidade de trabalhadores de diversas localidades se empenhou na construção das barragens. Em meados de 1954, o então governador do Estado de Minas Gerais, Juscelino Kubitscheck, inaugurou a Usina Hidrelétrica de Itutinga, composta de cinco comportas e uma tensão instalada de 48 kWh. A Usina Hidrelétrica de Camargos, composta de seis comportas e tensão instalada de 52 kWh, foi inaugurada em 1961. Uma subestação de Furnas também foi construída no município, sendo inaugurada em 1968, para sanar problemas de quedas de tensão.

Mais detalhes sobre Itutinga

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado

×

Para instalar o site no seu iPhone/iPad, pressione e depois Tela Inicial.