Publicidade

 Defensivos Agrícolas por estado

 Defensivos Agrícolas por cidade

Defensivos Agrícolas

Você está vendo Defensivos Agrícolas em Cachoeira da Prata

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Defensivos Agrícolas na cidade de Cachoeira da Prata em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Defensivos Agrícolas em outra região.
Minas Gerais
X
Cachoeira da Prata
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Defensivos Agrícolas em Cachoeira da Prata/MG

Detalhes sobre a cidade de Cachoeira da Prata

Cachoeira do Macacos foi o primeiro nome desta cidade, por estar às margens do Ribeirão dos Macacos. Por volta de 1886, com a fundação da Cia. Têxtil Cachoeira do Macacos pelo Cel. Américo Teixeira Guimarães e outros, o povoado surgiu e cresceu no entorno da pequena indústria. Ao longo dos anos, o povoado cresceu em função da indústria e de um de seus filhos mais ilustres: "Dr. Geraldo Pereira da Rocha"; figura carismática e querida por sua história na cidade. Em 30 de dezembro de 1962, o município emancipa-se de Inhaúma e em 17 de dezembro de 1975, com uma área territorial de 61 km² teve sua denominação alterada para Cachoeira da Prata.


Cultura, Turismo, Esporte e Culinária de Cachoeira da Prata

A festa de Nossa Senhora do Rosário é realizada anualmente, durante nove dias de setembro, com barraquinhas e apresentações de congado e folia de reis, temos também a festa do glorioso São Judas Tadeu no dia 28 de outubro. Uma das festas tradicionais da cidade que podemos destacar também, é o carnaval que conta com vários blocos carnavalescos sendo destaques: o 007, o Breguenight, Caverna do Dragão, Os bacanas, Toca do Gato e Mondrongo. Uma cidade alegre, turística e hospitaleira, cidade de gente bonita e comida típica e gostosa: destaque para a empadinha "capa seca" e a galinha caipira com angu, quiabo e orapronobis. Cachoeira, como é conhecida por seus moradores, também possui alguns pontos de visitação: como o Cruzeiro, a represa do Ribeirão dos Macacos, um conjunto de casas estilo barroco e colonial com mais de 100 anos se destaca na famosa "Rua Velha" parte antiga da cidade, que nasceu com a criação do povoado em 1886, o bairro da Ariranha onde ainda se encontra alguns descendentes de escravos que ajudaram a construir a fábrica de tecidos, o estádio municipal "Dr. Geraldo Pereira da Rocha", que já foi palco de grandes jogos e eventos. A antiga pensão da saudosa D. Olga que abrigou tropeiros e viajantes, também se destaca. A igreja matriz cachoeirense, com belas pinturas no seu interior e o altar em carrara, também merece ser visitada. Cachoeira também é o celeiro de bons jogadores de futebol: tendo fundado em 1919, o Cachoeirense Futebol Clube. Em 1986, o Cachoeirense sagrou-se campeão da liga amadora de Sete Lagoas e região. O município de Cachoeira da Prata, fica a 96 km de Belo Horizonte, pela BR-040, 28 km de Sete Lagoas pela MG-238, 40 km de Maravilhas pela MG-238 e 620 km de Brasília pela BR-040. Cachoeira da Prata também se destaca no estado, por estar entre os menores municípios em área territorial do Brasil.


Curiosidades

"Cachoeira" como é conhecida, também foi um dos berços da indústria mineira. Em 1886, fazendeiros da região, liderados pelo Coronel Américo Teixeira Guimarães fundam a Companhia Cachoeira de Macacos (CCM - primeiro nome). Naquela época, as máquinas têxteis que eram importadas da Europa, quando chegavam ao Brasil, eram trazidas no lombo de burros até Cachoeira. Com o passar dos anos, o vilarejo cresceu no entorno da pequena fábrica de tecidos e diversas famílias já dependiam do sustento e do emprego proporcionados. Na verdade, este fato trouxe a Cachoeira diversos avanços em relação a municípios próximos. Como por exemplo o locomóvel, e já no século XX a televisão. Com o falecimento de Cel. Américo, Dr. Cristiano Guimarães (filho do Cel. Américo) traz Geraldo Pereira da Rocha (recém formado em Direito) de Sete Lagoas para assumir o controle da Companhia, que depois teve seu nome trocado para Companha Têxtil Cachoeira de Macacos e mais recentemente Cachoeira Velonorte. Dr. Geraldo como era conhecido, também era filho de um ex-gerente da companhia, Cirino Pereira da Rocha. No auge de sua produção, a companhia chegou a ter aproximadamente 600 funcionários, o que era um numerário a considerar, diante da pequena população do município. Na década de 80, a Companhia troca sua direção e não por acaso entra em profunda decadência. Era o início do fim. Hoje, trabalha com apenas 10% de sua capacidade instalada e está próxima de uma concordata. Diversos funcionários foram dispensados e uma grave crise instalou-se na região, agravada pelo desaquecimento da economia global. Em 7 de Abril de 2009 faleceu em Sete Lagoas Dr. Geraldo, figura onipresente na região e reconhecida por suas benfeitorias à cidade enquanto esteve a frente da Companhia.

Mais detalhes sobre Cachoeira da Prata

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado