Publicidade

 Defensivos Agrícolas por estado

 Defensivos Agrícolas por cidade

Defensivos Agrícolas

Você está vendo Defensivos Agrícolas em Inconfidentes

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Defensivos Agrícolas na cidade de Inconfidentes em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Defensivos Agrícolas em outra região.
Minas Gerais
X
Inconfidentes
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Defensivos Agrícolas em Inconfidentes/MG

Detalhes sobre a cidade de Inconfidentes

No Sul de Minas, a sede 441 km distante de Belo Horizonte, o município se assenta numa área de 145 quilômetros quadrados. O Rio Moji-Guaçu é o principal curso d'água, e a vida econômica tem por base a agropecuária, destacando-se a produção de alho, leite, café e feijão, mas desenvolve também atividades industriais de extração de felspato, quartzos, caulim e areia para vidros. Tudo surgiu quando, em 1909, o Governo do Estado doou à União 810 hectares de terras, para criação de uma colônia agrícola para estrangeiros. Os bandeirantes, estabelecidos às margens do rio Moji-Guaçu, atraídos pelo ouro das Gerais, foram os primeiros habitantes da região onde se situa Inconfidentes. Foi a agricultura, entretanto, e não mais a mineração, a atividade que obteve os melhores resultados. O cultivo do solo constituiu a base econômica do povoado de Mogi-Acima, antiga denominação de Inconfidentes. As terras destinadas à atividade agrícola, desapropriadas pelo governo do Estado, foram doadas ao governo federal, para instalar naquele local uma colônia agrícola - Núcleo Colonial de Ouro Fino - onde colonos estrangeiros viriam a ser a grande maioria. O nome atual foi dado na primeira década do século XX, em homenagem aos heróis da Inconfidência Mineira, com destaque para Alvarenga Peixoto, antigo proprietário de uma fazenda na região. Nesta mesma época, iniciou-se a construção da primeira capela do núcleo. O distrito de Inconfidentes foi criado em 1953 e o município emancipa-se em 1962, desmembrando-se de Ouro Fino. O potencial natural de Inconfidentes é constituído, principalmente, pelas nascentes que drenam o rio Moji-Guaçu.

Foi a agricultura, entretanto, e não mais a mineração, a atividade que obteve os melhores resultados. O cultivo do solo constituiu a base econômica do povoado de Mogi-Acima, antiga denominação de Inconfidentes. As terras destinadas à atividade agrícola, desapropriadas pelo governo do Estado, foram doadas ao governo federal, para instalar naquele local uma colônia agrícola - Núcleo Colonial de Ouro Fino - onde colonos estrangeiros viriam a ser a grande maioria.

O nome atual foi dado na primeira década do século XX, em homenagem aos heróis da Inconfidência Mineira, com destaque para Alvarenga Peixoto, antigo proprietário de uma fazenda na região. Nesta mesma época, iniciou-se a construção da primeira capela do núcleo. O distrito de Inconfidentes foi criado em 1953 e o município emancipa-se em 1962, desmembrando-se de Ouro Fino.


Geografia

Localiza-se a 869 metros de altitude e seu clima é tropical de altitude, com média anual de 18°C. No Sul de Minas, o município se assenta numa área de 145 quilômetros quadrados. O Rio Moji-Guaçu é o principal curso d'água.

Rodovias

A principal rodovia que corta o município é a MG-290. Outra importante rodovia é a MG-295.


Economia

Tem por base a agropecuária, destacando-se a produção de alho, leite, café e feijão, mas desenvolve também atividades industriais de extração de felspato, quartzos, caulim e areia para vidros. Tudo surgiu quando, em 1909, o Governo do Estado doou à União 810 hectares de terras, para criação de uma colônia agrícola para estrangeiros. Os bandeirantes, estabelecidos às margens do rio Moji-Guaçu, atraídos pelo ouro das Gerais, foram os primeiros habitantes da região onde se situa Inconfidentes.

Mais detalhes sobre Inconfidentes

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado