Publicidade

 Defensivos Agrícolas por estado

 Defensivos Agrícolas por cidade

Defensivos Agrícolas

Você está vendo Defensivos Agrícolas em Piranguinho

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Defensivos Agrícolas na cidade de Piranguinho em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Defensivos Agrícolas em outra região.
Minas Gerais
X
Piranguinho
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Defensivos Agrícolas em Piranguinho/MG

Detalhes sobre a cidade de Piranguinho

A história de Piranguinho se iniciou no fim do século XIX, época que o Brasil era Império, governado por D. Pedro II. O país passava nessa época a hegemonia da produção de café que deslocava para a região sudeste e investimentos na modernização da economia.

Embora estudiosos focalizem a produção de café como único responsável pelo surto desenvolvimentista, sabe-se atualmente que a economia brasileira mostrava uma significativa diversificação.

Apesar de estarem voltados para o suprimento do mercado interno, esses outros produtos também foram responsáveis pelo desenvolvimento desse processo de modernização do Brasil. No intuito de facilitar o escoamento de produtos, principalmente agrícolas, foram instaladas estradas de ferro em diversas regiões do país, melhorando, o sistema de comunicações e transportes.

Assim, diversas regiões de Minas Gerais assumiram novos contornos políticos, sociais e econômicos.

A região onde se localiza o município de Piranguinho até meados do século XIX, era propriedade da Baronesa Leocádia de Lourenço e estava subordinada a São Caetano da Vargem Grande (atual Brasópolis). Posteriormente a localidade acabou se tornando alvo de interesse por parte das autoridades responsáveis em desenvolver o projeto "Rede Mineira de Viação". Tal empreendimento visava à construção de uma estrada-de-ferro que ligasse Itajubá a Santa Rita do Sapucaí estendendo a malha ferroviária a outras regiões do estado.

Nessa época a região era provida de ricas matas que continham madeiras de lei, como como Jacarandá, Jequitibá, Taiúva, Pereira, etc., úteis como dormentes na construção da ferrovia. Uma comissão feita por encarregados chefes do projeto, dirigiu-se à Baronesa no intuito de estabelecer uma parceria: Leocádia oferecia a madeira necessária às obras, bem como sua retirada, seu preparo e a mão-de-obra necessária; por fim , a proprietária construiria um engenho de serra movido à água para beneficiamento da madeira; a comissão construtora, por sua vez, se comprometeria a fornecer o projeto das instalações, a gerir a construção do engenho, retificar o curso do Ribeirão dos Porcos e represar suas águas permitindo o funcionamento do projeto. Foi dessa forma que a região acabou se tornando conhecida como "Engenho de Serra".

Acredita-se que a ferrovia começou a ser construída nos primeiros anos da década de 1880. A necessidade de trabalhadores para a empreitada atraiu um número significativo de pessoas. Dessa forma, inúmeros barracos de madeira e casas de pau-a-pique foram surgindo em torno do engenho para abrigar os trabalhadores do "Engenho de Serra" e também os da estrada-de-ferro, dando origem, assim, a uma pequena povoação.


Rodovias

A principal rodovia que corta o município é a BR-459 ligando Paraty (Rio de Janeiro)-RJ a Poços de Caldas-MG. Outra importante rodovia é a MG-295 liga o município as cidades vizinhas como Brasópolis, Paraisópolis e Cambuí.


Ligações externas
Página da prefeituraPiranguinho: Biblioteca do IBGE Mais detalhes sobre Piranguinho

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado