Publicidade

 Defensivos Agrícolas por estado

 Defensivos Agrícolas por cidade

Defensivos Agrícolas

Você está vendo Defensivos Agrícolas em Santo Antônio do Aventureiro

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Foram encontrados 0 anúncios de Defensivos Agrícolas na cidade de Santo Antônio do Aventureiro em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Defensivos Agrícolas em outra região.
Minas Gerais
X
Santo Antônio do Aventureiro
X
Anterior
Página 1 de 0
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Defensivos Agrícolas em Santo Antônio do Aventureiro/MG

Detalhes sobre a cidade de Santo Antônio do Aventureiro

O município localiza-se na Mesorregião da Zona da Mata mineira, estando a sede distante 286 km por rodovia da capital Belo Horizonte.

Relevo, clima, hidrografia

A altitude da sede é de 630 m, possuindo como ponto culminante o Pico dos Cocais (1063 m). O clima é do tipo Tropical de altitude com chuvas durante o verão e temperatura média anual em torno de 19,3°C, com variações entre 15°C (média das mínimas) e 23°C (média das máximas). (ALMG)

O município integra a bacia do rio Paraíba do Sul, sendo banhado pelos rios Angu e Aventureiro.

Demografia

Dados do Censo - 2000

População Total: 3.514

Urbana: 2.037Rural: 1.477Homens: 1.805Mulheres: 1.709

(Fonte: AMM)

Densidade demográfica (hab./km²): 17,3

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 33,1

Expectativa de vida (anos): 68,6

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,1

Taxa de Alfabetização: 77,9%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,709

IDH-M Renda: 0,614IDH-M Longevidade: 0,726IDH-M Educação: 0,786

(Fonte: PNUD/2000)


História

As primeiras citações a respeito da existência de Santo Antônio do Aventureiro são da Diligência de São Martinho 1784, e narram a existência do córrego do Aventureiro. Segundo lendas, foi na margem desse córrego que José Xavier de Barros, fundou uma povoação no dia de Santo Antônio. O povoado mais tarde tornou-se uma vila e, em 1962, foi emancipado do município de Além Paraíba (ALMG).

A origem do nome refere-se que no século XVIII, no intuito de controlar o tráfico de ouro das Minas Gerais, a coroa portuguesa transformou as terras da região do Leste da Zona da Mata, em "Áreas Proibidas" onde era proibido fixar-se moradia, destruir as matas e matar os animais. Logo criou-se a prejorativa de "covil de onças", uma região muito perigosa que atraia somente aventureiros.

Mais detalhes sobre Santo Antônio do Aventureiro

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado