Publicidade

 Diversos por estado


Diversos na cidade de Amparo em São Paulo

Foram encontrados 2 anúncios de Diversos na cidade de Amparo em São Paulo.

Clique no menu ao lado para consultar Diversos em outra região.
São Paulo
X
Amparo
X

Palmeira Imperial

Vendo 5 palmeiras imperial sendo 3 com cerca de 20 metros de altura, com 2,60 m de circunferencia na base e duas jovens com 10 metros. Todas saudaveis e muito robusta.Excelente par...

Preço: R$ 10.000,00

Amparo/SP

Andaimes

Andaimes tubulares 1m altura X 1,5m de comprimento.

Preço: R$ 70,00

Amparo/SP
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Diversos em Amparo/SP

Detalhes sobre a cidade de Amparo

Amparo é um dos 11 municípios paulistas considerados estâncias hidrominerais pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Hidromineral, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.


História

No início do século XIX, famílias de Atibaia, Bragança e Nazaré fixam-se num bairro chamado Camandocaia, na região do Sertão de Bragança, possivelmente atraídos pela fertilidade das terras da região.

Foto de 1910 da Igreja Matriz, cuja construção foi iniciada em 1855.

Por volta de 1824, os moradores do retiro, com autorização do vigário capitular, constroem uma capela dedicada a Nossa Senhora do Amparo, que acabaria por dar nome à cidade.

Em 8 de abril de 1829, o bairro da capela de Nossa Senhora do Amparo ganha a condição de capela curada, data que é oficialmente considerada a fundação de Amparo. Com o crescimento dos anos seguintes, o aglomerado é elevado a condição de freguesia (1839).

1850 marca o início das lavouras de café, ciclo que impulsionaria a elevação da vila Nossa Senhora do Amparo à categoria de cidade em 1863.

Artur Piquerobi de Aguiar Whitaker, autor da alcunha Flor da Montanha (1929).

Nas décadas seguintes, a cidade prosperou com o café, ganhou serviço de correios, inaugurou um jornal ("Tribuna Amparense"), iluminação com lampiões a querosene e a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, para escoar sua crescente produção de cafeeira rumo ao porto de Santos.

Em 1878, Amparo recebe a visita de Dom Pedro II, que é hospedado pelo Barão de Campinas, já como a maior produtora de café do Brasil Império.

Na gestão (de 1897 a 1899), do intendente capitão Damásio Pires Pimentel, foi inaugurada em 8 de maio de 1898 a iluminação elétrica da cidade.

Mais detalhes sobre Amparo

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado