Publicidade

 Diversos por estado


Diversos na cidade de São Caetano do Sul em São Paulo

Foram encontrados 6 anúncios de Diversos na cidade de São Caetano do Sul em São Paulo.

Clique no menu ao lado para consultar Diversos em outra região.
São Paulo
X
São Caetano do Sul
X

Etanol Hidratado

Etanol HidratadoCota de 200.000 m3 de Etanol Hidratado por mês para o mercado interno.Contrato direto com a usina através de uma Trading administradora de 16 usinas no estado de Sã...

Preço: R$ 0,01

São Caetano do Sul/SP

Restos de madeira

Vendemos restos de madeira. Sobra de marcenaria. Retirar no local. Madeiras limpas, umas com pregos, outras de sobras de corte. Mais informação entrar em contato no telefone

Preço: R$ 100,00

São Caetano do Sul/SP

EXECUTAMOS PROJETOS RURAL , BNDES, CAPITAL DE GIRO, MAQUINAS AGRÍCOLAS, CUSTEIO ETC...

ATUANDO NO MERCADO DE CRÉDITO HÁ MAIS DE DEZ ANOS, A FOURP CORRETORA & CONSULTORIA ATUA NO MERCADO FINANCEIRO PRESTANDO ASSESSORIA PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO.TRABALHAMOS COM FUN...

Preço: R$ 500.000,00

São Caetano do Sul/SP

Parafusos e ferragens

Parafusos e fixadores.Tudo em fixadores, parafusos, porcas, arruelas, chumbadores, ganchos, olhais, mais de 10 mil itens. Somos fabricantes e importadores. Parafusos temos qualquer...

Preço: R$ 0,01

São Caetano do Sul/SP

Bobina Galvalume 0,40x1200mm

Bobinas galvalume importadas com espessuras de 0,40 e 0,47mm.Aceitamos cartão do BNDES.Faturamos 28/42/56.O preço citado é com ICMS de 18% (Para o estado de São Paulo), demais esta...

Preço: R$ 4,25

São Caetano do Sul/SP

LTN - LETRA DO TESOURO NACIONAL - SÉIRES H - M - R- Z

LTN - LETRA DO TESOURO NACIONAL , REPACTUADAS , SÉRIES , H - M - R - Z . JÁ NO NOME DO COMPRADOR REGISTRO. TEMOS LTNS SERIE H , M , R , Z REPACTUADAS. SÉRIE H = 50 MIL SÉRIE...

Preço: R$ 100.000,00

São Caetano do Sul/SP
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Diversos em São Caetano do Sul/SP

Detalhes sobre a cidade de São Caetano do Sul Fundação: 28 de julho de 1877Emancipação de Santo André: 24 de outubro de 1948

A região em que hoje se situa o município de São Caetano do Sul é ocupada desde o século XVI, quando era conhecida como Tijucuçu. Foi área de fazendas de moradores do antigo povoado, depois vila (1553), de Santo André da Borda do Campo, extinta por ordem do governador-geral. Sua população e seu predicamento de vila (município) foram transferidos para o povoado jesuítico de São Paulo de Piratininga- 1560.

A partir do começo do século 17, fazendeiros e sitiantes da hoje região do ABC começaram a migrar para o Vale do Paraíba, onde surgiriam as vilas de Taubaté e de Santana das Cruzes de Mogi (Mogi das Cruzes). Dois desses fazendeiros e criadores de gado doaram suas terras para o Mosteiro de São Bento da vila de São Paulo, um onde viria a ser São Bernardo e outro onde viria a ser São Caetano. Nesta última região, o doador foi o capitão Duarte Machado, em 1631, que participara da bandeira de Nicolau Barreto aos sertões dos índios Temiminó, em 1602, para captura e escravização de indígenas. Foi ele também membro da Câmara da Vila de Piratininga, onde exerceu a função de almotacel.

Quarenta anos depois, em 1671, Fernão Dias Paes Leme arrematou em leilão o sítio do falecido capitão Manuel Temudo, também no Tijucuçu, e o doou ao mesmo Mosteiro de São Bento. Formou-se, assim, a Fazenda do Tijucuçu, utilizada pelos monges beneditinos na criação de gado.

Em 1717, os monges ergueram no lugar onde está hoje a Matriz Velha de São Caetano uma capela dedicada a São Caetano di Thiène, o santo patrono do pão e do trabalho. Passou a fazenda a chamar-se Fazenda de São Caetano do Tijucuçu, depois apenas Fazenda de São Caetano. Alguns anos depois, em 1730, os monges fundaram ali uma fábrica de telhas, tijolos, lajotas, louças e adornos cerâmicos para ornamento de casas e igrejas na cidade de São Paulo. Esse material era diariamente transportado, pelo rio Tamanduateí, de um porto que havia na Fazenda para o Porto Geral de São Bento, onde é hoje a rua 25 de Março, ao pé da Ladeira Porto Geral. Até o século XVIII, o trabalho da fazenda era realizado por escravos indígenas e a partir dessa época também por escravos negros de origem africana. A fábrica funcionou até a década de setenta do século 19.

Ao redor da Fazenda desenvolveu-se o Bairro de São Caetano, no mesmo território da cidade de São Paulo. Foi recenseado pela primeira vez em 1765, quando o Morgado de Mateus determinou que se fizesse o censo da população da Capitania de São Paulo. Seus habitantes eram agricultores e tropeiros e recebiam os sacramentos na Capela de São Caetano.

Mais detalhes sobre São Caetano do Sul

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado