Fertilizantes Agrícolas na cidade de Seropédica no Rio de Janeiro

Foram encontrados 3 anúncios de Fertilizantes Agrícolas na cidade de Seropédica no Rio de Janeiro.

Clique no menu ao lado para consultar Fertilizantes Agrícolas em outra região.
Rio de Janeiro
X
Seropédica
X

Minhoca vermelha da Califórnia (Eisenia Foetida) kit com 200 und.

MINHOCAS VERMELHA DA CALIFÓRNIAé uma espécie de minhoca adaptada ao material orgânico em decomposição. Esses vermes prosperam em vegetação podre, adubo e esterco. Nome científico: ...

Preço: R$ 40,00

Seropédica/RJ

Comércio de Fertilizantes em geral: Uréia

Amigo produtor, não deixe de adubar a sua plantação.Temos o melhor preço para matérias primas como Uréia, KCL, MAP, DAP, Super Simples, Super Triplo, Nitrato de Amônio, Sulfato de ...

Preço: R$ 0,01

Seropédica/RJ

Varredura de fertilizantes NPK (ótima qualidade)

A varredura de adubo NPK é a sobra dos misturadores e limpeza de boxes de formulados e de matéria prima, que durante o processo de mistura, formulação e ensacamento, sobram na prod...

Preço: R$ 450,00

Seropédica/RJ
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Fertilizantes Agrícolas em Seropédica/RJ

Detalhes sobre a cidade de Seropédica

A região de Seropédica era conhecida por produzir a melhor seda do mundo. O nome da cidade de Seropédica teve origem em 1875 e advém de um neologismo formado por duas palavras: sericeo ou serico, de origem latina, que significa seda, e pais ou paidós, de origem grega, que significa tratar ou consertar. Um local, portanto, onde se trata ou se fabrica seda. Naquela época, a terra era conhecida como segundo distrito. O nome da cidade veio então da antiga fazenda Seropédica do Bananal de Itaguaí. Lá, eram produzidos diariamente em larga escala e em uma produção respeitável cerca de 50 mil casulos de bichos bombysmori, mais conhecidos como bicho da seda.

Na propriedade do Sr. Luiz de Resende havia casulos das cores amarela, branca e esverdeada. A seda ainda era feita no estilo chinês. As lagartas ficavam nas folhas de amoreiras e eram muito bem tratadas até se transformarem em casulos. As máquinas que teciam a seda eram rústicas e o tratamento manual exigia grande habilidade. Mesmo com essa produção artesanal, a fazenda chegou a acumular cerca de 1,5 milhão de casulos. Em artigo publicado no Jornal Comércio da época, está documentado em ilustrações o trabalho realizado na fazenda, Seropédica do Bananal de Itaguaí e a qualificação da melhor seda do mundo.

Em 1938 começou a ser construída a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro utilizando um dos prédios da antiga Fábrica de Seda. Em 1948, a UFRRJ transfere seu campus para as margens da antiga Rodovia Rio-São Paulo, hoje BR-465, iniciando-se o desenvolvimento urbano de Seropédica.

Rua Rita Batista

A região permaneceu inexpressiva por muito tempo em vista das dificuldades de acesso, pois só era servido por uma linha férrea, com pouca movimentação de trens, sendo ligado ao município do Rio de Janeiro por uma estrada não pavimentada. A abertura da Rodovia Rio-Santos mudou o cenário, facilitando o deslocamento entre diversos municípios vizinhos.

A Emancipação

Em 1995, face a edição da Lei n.º 2.446 de 12 de outubro, Seropédica tornou-se município independente de Itaguaí, e foi instalado em 1º de janeiro de 1997. Com a emancipação, Seropédica teve sua economia movimentada e ganhou grandes obras de infra-estrutura assim como o incremento do comércio local.


Geografia

O município tem um único distrito-sede, ocupando uma área total de 268,2 quilômetros quadrados, correspondentes a 5,7% da área da Região Metropolitana. Localiza-se a oeste da Baixada Fluminense estando a uma altitude de 26 metros.

Mais detalhes sobre Seropédica

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado