Publicidade

 Implementos por estado


Implementos na cidade de Maracaju no Mato Grosso do Sul

Foram encontrados 13 anúncios de Implementos na cidade de Maracaju no Mato Grosso do Sul.

Clique no menu ao lado para consultar Implementos em outra região.
Mato Grosso do Sul
X
Maracaju
X

Santa izabel de 7 hastes completo

Escarificador santa izabel 7 hastes completo

Preço: R$ 22.500,00

Maracaju/MS

Plantadeira TATU ULTRA 13x50cm

Vendo Plantadeira TATU modelo Ultra pivotada ano 2014 (Está com 13 linhas de 50cm, porém pode ser feito 15 linhas nela) pintura original, Plantadeira conservada, possui marcadores ...

Preço: R$ 56.000,00

Maracaju/MS

Abastecedor Adubo stara 14.000 Multiuso ano 2012

Pronto uso stara 14.000 kilos

Preço: R$ 68.000,00

Maracaju/MS

Plantadeiras auto transportável Fankhauser

Chassis 12 metros equipado com 22 linhas de 50 cm...discos de corte nova,pintura nova,lona nova,com terceira caixa de semente fina e com monitor de plantio. 

Preço: R$ 120.000,00

Maracaju/MS

Plantadeira Valtra 13x45

Plantadeira 13x45 pronta uso. Botinha adubo

Preço: R$ 0,02

Maracaju/MS

Plantadeira Modelo Tatu Ultra-Flex 15x45

Plantadeira. 2014. Toda REVISADA PEÇAS. ZERAS. PRONTAMENTE PRONTA PLANTIO

Preço: R$ 85.000,00

Maracaju/MS

Calcariadeira jan multiuso 12,000 com Taxa Variavel. Da veriom

Calcariadeira pronta uso

Preço: R$ 68.000,00

Maracaju/MS

Plantadeiras tatu Modelo pst3 de 9,10 ou 11 Linhas

2. Plantadeiras PST3 10x50 Pivotada. Com botinha zeras no adubo.  Boas para fazer tandem.  Tenho cambao juntalas. Vendo junto ou separado

Preço: R$ 25.000,00

Maracaju/MS

PULVERIZADOR AUTOPROPELIDO, MODELO MF 9030, ANO 2016, MARCA MASSEY FERGUSON

Pulverizador autopropelido, modelo MF 9030, com 30 metros de barra, 3.000 litros, sensor de barra, com 1.434 horas, com GPS, Corte de seção automático, ano 2016, super conservada, ...

Preço: R$ 530.000,00

Maracaju/MS

Pulverizador Jacto 3000 Litros Am 24 eletro Eletronico 2008

pulverizador semi novo65,000,00 sem usados. Com usado 75,000,00

Preço: R$ 65.000,00

Maracaju/MS

Plantadeira Modelo Planti Center Terraçus 11x45 Pivotada Ano 2011

Plantadeira Sem Detalhe. Foi. Revisada inteira. Pronta plantarMais detalhes maquina esta loja aqui maracaju ms. Jcb maquinas e implementos agricolas

Preço: R$ 65.000,00

Maracaju/MS

Grades Niveladoras

2 Grades niveladoras tatu 72x20 de Arrasto1-Grade Niveladora Tatu de arrasto 36 Discos de Arrasto 6,000,001-Grade niveladora tatu de arrasto 82x201- Grade 20x28 tatu de arrasto

Preço: R$ 25.000,00

Maracaju/MS

Plantadeira Valtra 13x50 Pivotada ano 2014

1-13x50 Com caixa braxiaria. Prontas plantio. Valor 70,000,00.

Preço: R$ 65.000,00

Maracaju/MS
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Implementos em Maracaju/MS

Detalhes sobre a cidade de Maracaju

Localiza-se a uma latitude 21º36'52" sul e a uma longitude 55º10'06" oeste, estando a uma altitude de 384 metros. Situa-se a 160 quilômetros de distância da capital do estado. Sua população estimada em 2007 em de 30.734 habitantes.

A única cidade no estado com seu perímetro urbano totalmente asfaltado, 8ª em qualidade de vida no Mato Grosso do Sul, uma cidade com toda estrutura para receber investimentos e empreendimentos. (um maracajuense que escreveu isso?)


História

Vindo de Uberaba, o Mascate João Pedro Fernandes, instalou-se em Mato Grosso, na Região de Santa Rosa, trouxera na bagagem uma pequena farmácia, além de vender remédios ele foi forçado pelas circunstâncias a tornar-se médico, atendendo toda região, no período o médico mais próximo estavam nos municípios de Nioaque e Campo Grande.

Em meados de 1923, passou a cogitar-se na região a mudança de João Pedro Fernandes para o povoado de Entre Rios(hoje Rio Brilhante). Os fazendeiros reuniram-se na Santa Rosa, onde decidiram fundar um patrimônio,”, onde construiriam uma casa e uma farmácia para João Fernandes, Ele acabou concordando, mas ao invés da construção de casa e farmácia, o então médico exigiu a construção de uma escola para as crianças da região, a escola foi intitulada “Associação Incentivadora de Instrução” nasce assim no dia 11 de junho de 1924 o “Distrito da Paz”. e quatro anos depois, Em 7 de julho de 1928 o distrito foi elevado a município, recebendo assim a transferência da Comarca de Nioaque .

Nome

Seu nome na língua Tupi-Guarani significa "Papagaio Verde da Cabeça Amarela"

MARACAJU

Breve estudo histórico

Depois do afastamento dos jesuítas espanhóis que tiveram as suas reduções desmanteladas por ação dos bandeirantes paulistas a principiar por Antônio Raposo Tavares, nos arbores do século XVI, a região de vacaria, no planalto da serra de Maracaju, onde se localiza o município, somente voltou a ser povoado, quando no primeiro lustro do século passado, Gabriel Franscisco Lopes e seus irmãos Joaquim e José, redescobriram aqueles campos, procedendo da então província de Minas Gerais, atravessando a região de Paranaíba. Gabriel Lopes trouxe logo depois o seu sogro Antônio Gonçalves Barbosa, que veio acompanhado pelo irmão Ignácio Gonçalves Barbosa e suas famílias e se estabelecendo nos campos que rapidamente se tornaram famosos atraindo novas levas de mineiros que em 1.860 se instalaram na região sudoeste do planalto, fundando os núcleos que receberam a denominação de Água Fria e Santa Gertudres. A invasão do Paraguai determinou o abandono das terra já cultivadas e dos extensos campos de pastagens, onde se iniciava a formação regulares de rebanhos, tendo os colonos retornados a Minas Gerais e Sudoeste de Mato Grosso, até a cessão das hostilidades e consequência retirada dos invasores. João Pedro Fernandes, radicando no lugar denominado São Bento, no atual município de Sidrolândia, em 1.922 transferiu-se com o seu comércio-farmácia Santa Rosa, povoado pertecente ao Município de Níoaque, a margem direita do Rio Brilhante. Algum tempo depois, em consequência de um surto de malária, resolveu estabelecer-se na zona que hoje compreende a cidade de Maracaju, alí instalando a sua farmácia, atendendo assim apelo dos habitantes da redondeza. Data daí de 1.923 a fundação do núcleo que hoje é a cidade de Maracaju. Espírito esclarecedor e empreendedor, João Pedro Fernandes compreendeu a necessidade de instalar uma escola que preenchesse a lacuna então existente. Contando com o apoio dos moradores da região, organizou ele a "Sociedade Incentivadora da Instrução de Maracaju" instalada em 25 de dezembro de 1.923. Nestor Pires Barbosa, entregou por doação a Sociedade, duzentas e quatro hectares de terras, para o fim especial de nelas serem construídas casas para abrigo das crianças que frequentassem a escola . Mais tarde foram adquiridos mais duzentas hectares, situadas as margens do córrego Mont`Avão sendo então edificado um confortável prédio para o funcionamento da escola. A nova povoação que assim surgiu, recebeu o nome de MARACAJU, topônimo do Planalto e da Serra em que se localizava. Os primeiros moradores da região de Maracajú foram, foram: João Pedro Fernandes, Franscisco Bernardes Ferreira , Dona Fé Fernandes, Marcos dos Santos, José Pereira da Rosa, Gilberto Teixeira Alves, José Adrião Juquita, Antônio José Fereira, Melanio Garcia Barbosa, José Pereira da Rosa Filho, Antonio Ferreira Ribeiro, Vitor Constantino Evanof, Antônio Aracaju, Saraiva Pereira da Rosa, Firmo Garcia de Limo, Olimpio Camargo, Bartolomeu Bueno da Costa, Abadio Romualdo, João Batista Pereira da Rosa, João Galberto Ferreira, Manoel Retamoso, Carlos Ferreira Tito, Arakaki Tokiti e Delfino Pereira Antonio. A resolução de nº 912 criou o Município de Nioaque, o distrito de Paz de Maracaju em 8 de Julho de 1.924. O crescente desenvolvimento da localidade em em poucos anos de vida, determinou a sua elevação a categoria de Município com território desmembrado do de Nioaque, pela Lei nº 987 de 7 de julho de 1.928, sendo instalada precisamente dois meses depois, isto é 7 de setembro de 1.928. A mesma lei nº 987, transferiu para Maracaju a sede da comarca de Nioaque, ficando o município que dava nome reduzido a termo da mesma comarca. O primeiro Prefeito Municipal que assumiu na data de sua instalação foi João Pedro Fernendes, um dos principais fundadores da cidade, a qual naquele mesma data, recebia a iluminação elétrica em funcionamento inaugural. A Lei nº 1.031 de 1º de Outubro de 1.929 eleva o então povoado à categoria de cidade e dá denominação de Maracajú à comarca de Níoaque com séde em Maracajú. O Decreto nº 115 de 31 de Dezembro de 1.937, por medida econômica, reduziu a comarca de Maracajú a termo de Campo Grande. Na divisão jurídica e Administrativa do Estado vigorante à 31 de Dezembro de 1.937, apresenta só o Município de Maracaju,com dois Distritos, o de homônimo, como séde e o de Vista Alegre, criado este pela Resolução nº 892 de 13 de Julho de 1923. Em 1.941 foi istalada na Cidade a Agência do Banco do Brasil e 25 de Abril de 1.944 a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (N.O.B.) inaugurou a estação ferroviária de Maracaju, localizada a três quilometros da cidade, realizações que muito contribuíram para o maior desenvolvimento da mesma. Por força do Decreto-Lei Federal nº5.839 de 21 de Setembro de 1.943, passou a constituir, juntamente com outros municípios, o Território Federal de Ponta Porã, voltando a ser reincorporado ao Estado de Mato Grosso em 1.946, por determinação das disposições Constitucionais Transitórias, que extinguira o mencionado Território. Como Território Federal, a cidade de Maracaju era designada para a sua capital, determinação essa, que foi transferida posteriormente para a cidade de Ponta Porã. Na divisão Territorial do Estado para vigorar no quinquênio 1.949-1.953, estabelecida pelo Decreto nº583 de 24 de Dezembro de 1.948, o Município de Maracaju , com séde da comarca de igual topônimo, era constítuido de dois Distrítos, o da séde e de Ervânia antiga Vista Alegre. Além dos primeiros moradores de Maracaju, ainda contribuíram, para seu progresso e desenvolvimento, os seguintes cidadãos: Nestor Pires Barbosa, Soriano Corrêa da Silva, Ataliba Pereira da Rosa, João Marcondes de Oliveira, Totó e Chico Marcondes, Francisco Alves Terra, João Vicente Muzzi, Américo Carlos da Costa, Antonio de Moraes Ribeiro, Adolpho Alves Ferreira, Adalberto Garcia de Souza, Arthur Ferreira Ribeiro, josé Ferreira de Lima, Franklin Ferreira Ribeiro, Hypolito Alves Ferreeira, Manoel Olegário da Silva, João da Matra Corrêa da Silva, José Ferreira Azambuja, Balbino Corrêa de Lima, Joaquim Ferreira Lucio, Horacio Halves Ferreira, Antonio Baptista de Souza, Gumercindo Garcia Barbosa, Marcos Roberto Ferreira, Jovino Faustino Silvério e muitos outros. Na sua história política-administrativa figuram como administradores municipais, sucedendo-se cronologicamente, os senhores João Pedro Fernandes, Basílio Braum, Jovino Faustino Silvério, Major J. Carlos de Araujo e Silva, João Pedro Fernandes, Manoel Ferreira de Lima, Francisco Bernardes, Sebastião Alves Corrêa, substituído em 1.955 por Domingos Marcondes Terra e posteriormente Aristides Martins Barbosa, Sebastião Corrêa Bueno, Francisco Bernardes Ferreira, Lourival Duarte de Alvarenga, Luiz Gonzaga Prata Braga, Jair do Couto e em 15 de novembro de 1.988 foi eleito alcáide municípal Luiz Gonzaga Prata Braga que assumiu o poder executivo municipal em 1 de janeiro de 1.989. Dr. Rogério Lopes Posser, eleito em 3 de Outubro de 1.992 e empossado em 1 de Janeiro de 1.993.

Mais detalhes sobre Maracaju

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado