Outras Consultorias Rurais/Assessorias na cidade de Patos de Minas em Minas Gerais

Foram encontrados 1 anúncios de Outras Consultorias Rurais/Assessorias na cidade de Patos de Minas em Minas Gerais.

Clique no menu ao lado para consultar Outras Consultorias Rurais/Assessorias em outra região.
Minas Gerais
X
Patos de Minas
X

INSTALAÇÃO DE GEOMEMBRANAS E TUBOS DE PEAD

INSTALAÇÃO DE GEOMEMBRANAS E TUBOS PEAD,DURABILIDADE,QUALIDADE DE PROJETO,GARANTIA EXCELÊNCIA EM RESULTADOS,PISCICULTURA,RESERVATÓRIOS DE ÁGUA,ATERRO SANITÁRIO.

Preço: R$ 0,00

Patos de Minas/MG
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Outras Consultorias Rurais/Assessorias em Patos de Minas/MG

Detalhes sobre a cidade de Patos de Minas

O processo de colonização da região, ocupada hoje pelo município de Patos de Minas e distritos vizinhos teve início, provavelmente, na metade do século XVIII, período que antecede a descoberta do ouro nas regiões das minas com o movimento das entradas e bandeiras rumo às terras de Paracatu.

A picada de Goiás foi o primeiro caminho oficial aberto das Minas Gerais ao território de Goiás. A partir desse período, encontra-se registrada a denominação "Os Patos" para designar a povoação à beira desse caminho. O município surgiu às margens das fontes de águas do caminho de São João del-Rei a Paracatu em busca de ouro.

A doação de terras a Santo Antônio, em 1826, para edificação de um templo e para acomodar os povos, por parte de Antônio Joaquim da Silva Guerra e de sua mulher Luísa Correia de Andrade, propiciou a origem do Arraial de Santo Antônio da Beira do Paranaíba. A criação da vila ocorreu em 1866 e a instalação em 1868.

O surgimento da cidade

A cidade de Patos de Minas surgiu na segunda década do século XIX em torno da Lagoa dos Patos, onde segundo as descrições históricas existia uma enorme quantidade de patos silvestres. Os primeiros habitantes foram lavradores e criadores de gado, sendo muito visitados por tropeiros. O povoado, à beira do rio Paranaíba, cresceu, virou arraial e depois vila, a devota vila de Santo Antônio dos Patos.

Em 24 de maio de 1892, o presidente do estado de Minas Gerais eleva a vila à categoria de cidade de Patos de Minas. Em 1943, o governo do estado mudou o nome para Guaratinga, provocando insatisfação na população. Atendendo aos apelos populares em 3 de junho de 1945, muda novamente para Patos de Minas para distingui-lo de Patos da Paraíba, município mais antigo. Seu aniversário é comemorado em 24 de maio, ocasião em que se realiza a "Festa Nacional do Milho".

No início da década de 1930, com a ajuda do governador Olegário Maciel, sendo prefeito o Sr. Clarimundo José da Fonseca Sobrinho(Camundinho), foram construídos simultaneamente a Escola Normal, Escola Estadual Marcolino de Barros, Fórum e o Hospital Regional. Que deram uma dimensão nas áreas de educação, justiça e medico-hospitalar.

No pós-guerra e sobretudo na década de 1950, Patos registrou um notável crescimento, que fez o número de habitantes saltar de 64 mil, em 1950 para 97 mil em 1960. Um crescimento que deveria aumentar com a mudança da Capital Nacional para Brasília em abril de 60.

Ao invés de uma década de triunfo, uma década de frustração. Principalmente pela emancipação política de dois importantes distritos em 1963: Lagoa Formosa e Guimarânia. Muitos patenses mudaram-se para Brasília. Que reduziu drasticamente a população, cerca de 20 mil habitantes, e o animo do povo.

Na década de 1970, raiou a esperança de crescer e o município não perdeu a chance. A construção da BR-050 em 1972, da BR-365 em 1974 e a descoberta de uma gigantesca jazida de Fosfato na Rocinha abriu as portas para o desenvolvimento.

Os gaúchos implantaram suas fábricas de sementes em Patos, Agroceres em 1974, com a atividade reforçada pelo milho híbrido em 1975.

Mais detalhes sobre Patos de Minas

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado