Veja mais detalhes de Lajinha
Município de Lajinha
[[Ficheiro:|270px|none|center|]]
""
Brasão desconhecido
Bandeira de Lajinha
Brasão desconhecido Bandeira
Hino
Aniversário {{{aniversário}}}
Fundação 17 de dezembro de 1938
Gentílico lajinhense
Lema
Prefeito(a) Sebastião Moreira Bastos (PMDB)
(2009 – 2012)
Localização
Localização de Lajinha
Localização de Lajinha em Minas Gerais
Localização de Lajinha em Brasil
Lajinha
Localização de Lajinha no Brasil
20° 09' 03" S 41° 37' 22" O20° 09' 03" S 41° 37' 22" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Manhuaçu IBGE/2008 [1]
Região metropolitana
Municípios limítrofes Chalé, Ibatiba, Mutum e Iúna
Distância até a capital 377 km
Características geográficas
Área 429,303 km²
População 17.678 hab. est. IBGE/2009 [2]
Densidade 49,4 hab./km²
Altitude m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC-3
Indicadores
IDH 0,694 médio PNUD/2000 [3]
PIB R$ 95.383 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capita R$ 4.549,00 IBGE/2005 [4]

Lajinha é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

Índice

História

Teve como núcleo inicial a antiga fazenda São Domingos, de propriedade de Francisco Tomás de Aquino Leite Ribeiro - o Comendador Leite.

Em 1882, o fazendeiro deu início ao patrimônio que, legado aos descendentes, veio mais tarde a formar a cidade de Lajinha. Após a morte do comendador e em decorrência da abolição da escravatura, a fazenda esteve em estado de abandono. Nos primeiros anos deste século, restava apenas uma cultura de café sem tratos.

Segundo a tradição, foi Francisco Mateus Laranja quem dirigiu os trabalhos de derrubada da mata onde viria a crescer o povoado. Em 1910, o desbravador, junto com José Lucas de Barros, recebeu de Antônio Pedro Garcia, genro do Comendador Leite, um alqueire de terra onde foi erguida uma capela em honra a Nossa Senhora de Nazaré.

Em 1916, a sede do distrito de Santana do José Pedro - atual município de São José do Mantimento, conforme lei Estadual N. 556, de 30 de agosto de 1911 - foi transferida para a povoação do Lajinha do Chalé. A redução do nome para Lajinha deu-se em 1929. Passou `a município em 1938, desmembrando-se de Ipanema.

Curiosidade

Lajinha possui três datas comemorativas. Sabe por quê?
- A emancipação política do Município se deu em 17 de dezembro de 1938 por decreto do Governo do Estado de Minas Gerais. Portando, 17 de dezembro é a data oficial do aniversário da cidade.
- Para as comemorações da emancipação, foi nomeada uma comissão responsável para organizar os festeijos. A comissão, por sua vez, publicou um panfleto convidando a população para a festa de emncipação da cidade que se realizaria no dia 1º de janeiro de 1939. Passado algum tempo foi criado e oficializado o Brasão de armas do Município e nele foi grafado a data de 1º de janeiro de 1939, data da festa, quando na relidade deveria ter sido 17 de dezembro de 1938, data da emancipação.
Para a próxima festa da cidade, os organizadores contaram com o imprevisto das chuvas que aconteceram na região no período de dezembro a maio do ano seguinte, e então somente conseguiram realizar as festividades no mês de junho, no dia 22, e desde então os Lajinhenses teem conhecimento de que o aniversário de Lajinha é 22 de junho. - Em razão desse fato, a geração atual desconhece a data real do aniversário da cidade que é 17 de dezembro de 1938.

Geografia

Sua população estimada em 2009 era de 17.678 habitantes.

Economia

A economia da cidade é baseada na agricultura (cultivo de café) e no comércio. A exposição agrícola municipal é uma festa tradicional da cidade, para a qual vêm artistas nacionalmente consagrados.

Administração

Prefeito atual:Sebastião Moreira Bastos.

Hospitalidade e turismo

Lajinha é uma cidade pequena mas agradável, de um povo humilde e hospitaleiro. Serve como refúgio de pessoas, para passarem o tempo, por perto de lajinha se encontra a Prata (Distrito) e o Córrego Rico (povoado). A cidade conta com grandes fortalezas de rocha como cercanias naturais que podem ser exploradas como turismo ecológico. No centro da cidade encontra-se a o Santuário de N. S. Aparecida instalado sobre a "Pedra da Baleia". O Santuário é visitado anualmente, no mês de Outubro, por cerca de 5.000 pessoas de diversas partes da região, em uma verdadeira romaria em homenagem à padroeira do Brasil. O marco da cidade é a "Pedra Torta" que com sua beleza pode ser vista de vários pontos da cidade.



Quem nasce em Lajinha é lajinhense


Fonte: Wikipedia

Produtos Rurais à venda em Lajinha

Aeronaves Colheitadeiras/Colhedoras Fazendas/Imóveis Rurais Medicamentos Sementes
Alimentos em Geral CPT Fertilizantes Agrícolas Mudas/Ramas Serviços
Alimentos para Nutrição Animal Defensivos Agrícolas Implementos Ônibus Shopping MF Rural
Animais Diversos Instalações Rurais Peças/Aditivos/Acessórios Tratores Agrícolas
Caminhões Embalagens Máquinas Pesadas Pneus Utensílios Agropecuários
Carrocerias/Furgões Exportação/Importação Máquinas/Equipamentos Procuro/Compro/Troco Veículos