Exportação/Importação na cidade de Marabá no Pará

Foram encontrados 16 anúncios de Exportação/Importação na cidade de Marabá no Pará.

Clique no menu ao lado para consultar Exportação/Importação em outra região.
Pará
X
Marabá
X

Venda de Nióbio (Columbite)

R$ 21.000,00

Marabá/PA
Venda de NIÓBIO (Columbite)Teor: 55% (Nb2o5 + Ta2o5)Preço de Venda FOB U$$21.000,00 a ton.Capacidade 500 toneladas mêsPorto de Barcarena - PAMinério de Nióbio

Preço: R$ 21.000,00

Marabá/PA

manganes

R$ 370,00

Marabá/PA
Manganes de alto teor

Preço: R$ 370,00

Marabá/PA

Venda de manganês

R$ 250,00

Marabá/PA
Tenho disponibilidade de Mn 46% - 48% para exportação. Interessados entrar em contato.

Preço: R$ 250,00

Marabá/PA

Manganês - teor 46% >

R$ 210,00

Marabá/PA
Manganês com teor de 42% - 48%Spot ou contratoMercado interno ou internacional Preço varia de acordo com local de entrega do produto e também teor do mesmo.Temos:Nióbio com teor mí...

Preço: R$ 210,00

Marabá/PA

Manganês

R$ 195,00

Marabá/PA
Temos manganês com teor de 42% 44% 46% 48% a cima para mais detalhes entre em contato, aguardo

Preço: R$ 195,00

Marabá/PA

Minério de Manganês - Alto teor

R$ 360,00

Marabá/PA
Reais compradores:Temos minério de manganês de elevado teor (46% - 50%), material já britado e sem impurezas. Com documentação, retirada próximo a mina (cerca de 600 km do porto de...

Preço: R$ 360,00

Marabá/PA

manganes teor 50

R$ 300,00

Marabá/PA
vendo manganes britado teor 50, entrega na mina ou no porto de Barcarena. atendemos contrato de alta producao.

Preço: R$ 300,00

Marabá/PA

Minerio manganês

R$ 500,00

Marabá/PA
Minerio de manganês Compro e vendo minerio Trabalhamos de acordo com a necessidade e perfil de cada cliente Minerio de baixa e alta já britadoTeor de 27 a 55%Interessados em compra...

Preço: R$ 500,00

Marabá/PA

Manganes de alto teor

R$ 990,00

Marabá/PA
Manganes de  alta qualidade.Teor acima de 50% Valor anunciado colocado na região central de MG. 

Preço: R$ 990,00

Marabá/PA

Minerio de Manganês Mn teor 42 a 48%. Minerio de Cobre Cu 9 a 30 pontos.

R$ 250,00

Marabá/PA
VENDO MINÉRIO DE MANGANÊS Mn Mn 43 a 48%  a pronta entrega.MINÉRIO DE COBRE CuConcentrado de Cobre, Refinado Teor 10 a 29 pontos Gratonove quatro, nove, oito, um, um, seis, quatro,...

Preço: R$ 250,00

Marabá/PA

Manganês

R$ 350,00

Marabá/PA
Procuro compradores para contrato mensal , deixe seu contato , pode ser no britador ou em barcarena a entrega 

Preço: R$ 350,00

Marabá/PA

Manganês

R$ 220,00

Marabá/PA
Temos manganês 46 a 48%Trabalho com vários tipos de minérios em grandes demandas.AU/ Balxita / Alexandritas / Ferro

Preço: R$ 220,00

Marabá/PA

Briquete tipo exportação

R$ 0,02

Marabá/PA
Temos briquete, atendemos especificação que o cliente precisar para exportação

Preço: R$ 0,02

Marabá/PA

Minério de Manganes a Venda.

R$ 0,01

Marabá/PA
TEOR 38 ^ 42% SEM GU e COM GU (COM NOTA FISCAL)Granulometria: 6, 3 a 75 mmFOB /MINA OU PORTO (Entregue no Armazém no Porto)VILA DO CONDE/BARCARENA

Preço: R$ 0,01

Marabá/PA

Manganês

R$ 220,00

Marabá/PA
Manganes teor acima de 46% Entregue em qualquer área portuária,  com documento de legalização 100%.Fechamos contrato de 10.000 até  50.000 toneladas .

Preço: R$ 220,00

Marabá/PA

Minério de Manganes

R$ 0,01

Marabá/PA
TEMOS O MELHOR MINÉRIO DE MANGANÊS,CLORETO E SULFATO PARA A SUA EMPRESA,ENTRE EM  CONTATO.

Preço: R$ 0,01

Marabá/PA
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Exportação/Importação em Marabá/PA

Detalhes sobre a cidade de Marabá Etimologia

A etimologia da palavra “Marabá” é de um termo indígena - como tantas outras que conhecemos por denominar rios, povoações, relevos e cidades do Estado do Pará - e significa filho do prisioneiro ou estrangeiro ou ainda, fruto da índia com o branco.

Um poema escrito por Gonçalves Dias inspirou Francisco Coelho, que denominou o seu armazém de aviamento, situado na confluência dos rios Tocantins/Itacaiúnas. O armazém, na verdade um grande barracão, servia aos pioneiros de todo tipo de secos e molhados. Lá, segundo a tradição, Coelho comprava o caucho coletado, andiroba, copaíba, frutos da mata, caças diversas e, nos fundos mantinha um animado cabaré, com a venda de bebibas e mulheres que ele mesmo mandava vir do extremo leste da amazonia.

HistoricoPovoamento

O povoamento da bacia do Itacaiúnas tem na formação do município um papel importante, porque apesar dessa região ter sido explorada pelos portugueses ainda no século XVI, permaneceu sem ocupação definitiva durante quase 300 anos. Somente a partir de 1892 é que, de fato, o espaço foi ocupado por colonizadores. Os primeiros a participarem da formação do povoado de Marabá em 1892 foram chefes políticos foragidos de guerrilhas que tinham como palco o norte de Goiás, mais precisamente a cidade de Boa Vista. O pioneiro Carlos Gomes Leitão, acompanhado de seus familiares e auxiliares de trabalho, deslocou-se para o sudeste do Pará, estabelecendo seu primeiro acampamento em localidade situada em terras margeadas pela confluência dos rios Tocantins e Itacaiúnas. Fixando-se em definitivo, depois de um ano de observações, na margem esquerda do Tocantins, cerca de 10 km rio abaixo do outro acampamento, em local a que denominou Burgo. Do ponto em que se instalara começou a abrir caminho mata a dentro a procura de campos naturais que servissem para criação de bovinos. Em uma dessas incursões, um de seus trabalhadores desferiu um tiro casual em certa árvore ate então desconhecida, cujo tiro fê-la derramar em abundancia um liquido leitoso, que, certo tempo após tocar o solo, coagulou-se espontaneamente.

Em 1894, o imigrante goiano segue para a capital da província para ter reunião com o então presidente do Grão-Pará, José Paes de Carvalho, a quem solicitou colaboração, visto a necessidade de se colonizar o Sul da província, tendo sido contemplado com 6 contos de reis em dinheiro e estoque de medicamentos que seriam particularmente empregados no combate à malária e outras doenças tropicais. Conseguido seu intento de ajuda e por terem os testes do leite vegetal endurecido comprovado que se tratara de legítima borracha de caucho, Leitão, de volta ao Burgo, difundiu a informação a todos da pequena colônia. No ano seguinte começavam a chegar as primeiras levas de pessoal para extração do caucho. O Maranhense e comerciante Francisco Coelho da Silva teria sido um dos primeiros a estabelecer-se no local, entre os rios Tocantins e Itacaiúnas. O objetivo era negociar com os extratores de Caucho, que passando pela foz do rio Itacaiúnas, subiam o rio Tocantins. Os registros atribuem a Francisco Coelho o nome da cidade. Ele teria instalado no local uma casa comercial -casa Marabá- cujo nome era uma homenagem ao poeta Gonçalves Dias

Mais detalhes sobre Marabá

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado