Publicidade

 Outros por estado


Outros na cidade de Mogi das Cruzes em São Paulo

Foram encontrados 3 anúncios de Outros na cidade de Mogi das Cruzes em São Paulo.

Clique no menu ao lado para consultar Outros em outra região.
São Paulo
X
Mogi das Cruzes
X

Serviços para Moinhos

Serviços:Realizamos todos os serviçospara recuperação de rolos e avaliação, tais como:  - Retífica;- RetíficaLocal (técnico vai até o local para a manutenção preventiva);- Raiação ...

Preço: R$ 0,00

Mogi das Cruzes/SP

CJB Usinagem em geral e manutenção em geral (torno, fresa e soldas

Apresentamos a CJB Usinagem.Entramos no mercado com o objetivo de prestar serviços de qualidade, na medida da necessidade dos nossos clientes, trabalhamos com materiais de qualidad...

Preço: R$ 0,00

Mogi das Cruzes/SP

Coleta e destinação final de resíduos perigosos e não perigosos

A Global Soluções Ambientais está amparada com toda documentação legal inerente a sua atividade:LTPP - Licença para Transporte Produtos PerigososCadastro na CETESBCadastro no IBAMA...

Preço: R$ 1,00

Mogi das Cruzes/SP
Anterior
Página 1 de 1
Proxima

Relação de preços de anúncios de vendedores de Outros em Mogi das Cruzes/SP

Detalhes sobre a cidade de Mogi das Cruzes

Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa este topônimo deveria ser grafado Moji pois prescreve-se o uso da letra "j" para a grafia de palavras de origem tupi-guarani. O nome vem do tupi M'Boiji (ou M'Boîj), Rio das Cobras (referindo-se ao Tietê, o qual em seu alto curso cruza o município). Ao longo dos anos, a grafia M'Boijy foi alterada para Boigy, depois para Mogy, Mogi e finalmente para Moji.

Na ortografia da língua portuguesa, prescreve-se o uso da letra "j" para palavras de origem tupi-guarani. Assim, tanto o dicionário Houaiss como o IBGE usam a grafia Moji. Historicamente, no entanto, o uso mais comum, apoiado pela administração pública e pela imprensa é Mogi para o nome da cidade. Dois outros municípios que usam o nome de Mogi são Mogi Guaçu e Mogi Mirim.

Entretanto, por se tratar de topônimo com tradição histórica secular e uso consagrado pelos brasileiros, a grafia com "G" é a correta, assim como "Sergipe", de acordo com a norma ortográfica vigente em sua Base XI.

Base XI - Nomes Próprios: regras do Formulário para aportuguesamentos e nomes próprios. Ressalva ao direito de manter a grafia original dos nomes próprios de pessoas e empresas. Exceção feita aos topônimos de tradição histórica, tais como "Bahia".


História
Obra de Debret mostrando soldados oriundos da cidade em combate.

Mogi das Cruzes começou como um povoado, por volta de 1560, servindo como um ponto de repouso aos bandeirantes e exploradores indo e vindo de São Paulo, entre eles Brás Cubas. Gaspar Vaz Guedes foi responsável pela abertura da primeira estrada entre à Capital e Mogi, iniciando o povoado, posteriormente elevado à "Vila", com o nome "Vila de Sant'Ana de Mogi Mirim".[5] O fato foi oficializado em 1º de setembro de 1611. Em 13 de março de 1865 foi elevada à cidade, e em 14 de Abril de 1874 à comarca.

Mogi das Cruzes acolhe colônias de todos os cantos do mundo, com destaque especial para a colonização japonesa, com uma grande quantidade de japoneses e seus descendentes (aproximadamente 8% segundo a prefeitura), que já estão em sua terceira geração no município. Além disso, o município possui uma considerável população nordestina, sendo que a maioria veio para Capital e depois mudaram-se para Mogi das Cruzes em busca de qualidade de vida.[6][7]

Mais detalhes sobre Mogi das Cruzes

Consulte abaixo as categorias de produtos agrícolas divididas por estado