Publicidade
Classificados
21

Últimos Anúncios

Óleo vegetal
Óleo vegetal

Divinópolis - MG

Preço: R$ 1,80 / Unidade

FOX 5 LITROS
FOX 5 LITROS

São José do Rio Preto - SP

Preço: R$ 700,00 / Litro

Armadilhas adesivas Amarelas
Armadilhas adesivas Amarelas

Belo Horizonte - MG

Preço: R$ 26,00 / Pacote

ÓLEO DE NEEM
ÓLEO DE NEEM

São José do Rio Preto - SP

Preço: R$ 44,00 / Litro

ÓLEO DE NEEM
ÓLEO DE NEEM

São José do Rio Preto - SP

Preço: R$ 44,00 / Litro

Ver Defensivos Agrícolas por estado.
Sessão patrocinada por

Preço: R$ 1,45

Piedade/SP

Extrato Pirolenhoso

Extrato Pirolenhoso extraindo do cozimento do forno  de carvão vegetal. Estamos extraindo bruto,e puro e decantado,carvão vegetal. (Matéria Prima lenha de Eucalipto)100%Eucalipto. Temos uma produção de 4 á 5 mil litros por mês. 
...

Preço: R$ 46.000,00

São Paulo/SP

Pulverizador / Vaporizador Drone

DRONE PULVERIZADOR / VAPORIZADOR:TANQUE de 06L a 20L = R$ 46.000,00 (média)BICOS ELETROSTÁTICOS;DEMONSTRAÇÃO;ASSISTÊNCIA TÉCNICA;MANUTENÇÃO;TREINAMENTO;SERVIÇOS DE PULVERIZAÇÃO TERCEIRIZADO (mensal contínuo e avulso). TETECÇÃO DE ÁREA CONTAMINADA (com drone de imagem e Telemetria) e "CATAÇÃO" (aplicação somente na área infestada).
...

Preço: R$ 1,00

Paulínia/SP

Óleo BPF A1 / Limpeza de Tanques e Destinação de Resíduos Oleosos

Prezado(a), Nossa empresa é especializada na distribuição de Óleo Tipo BPF entre outros óleos combustíveis utilizados em caldeiras ou fornos. Nos localizamos em Paulínia-SP, cidade rica no segmento de refino e petróleo, oferecemos o melhor custo benefício, trabalhando somente com produtos de qualidade e procedência comprovada. Maximize a produtividade de sua indústria de forma acessível e segura!  Nossos Produtos:Óleo BPF 1A;Óleo BPF Premium;Óleo Fino APF.Soluções Ambientais para Indústrias. Executamos limpeza em tanques,caldeiras, galerias e dutos, remoção e destinação de resíduos, gerados em processos indústrias ( Borras e resíduos oleosos como Diesel, BPF, insumos e produtos fora de especificação ). Aplicamos técnicas para tratamento e correta destinação final. ·        Hidrojateamentode Alta e Ultra Pressão.·        Limpezas de tanques.·        Remoção e Destinação de Resíduos Oleosos.·        Limpeza de Evaporadores.·        Limpeza de trocadores de Calor.·        Tratamento de água residual oriundas das lavagens.·        Possuímos todas as Documentações Ambientais. Nossa Missão:  Oferecer aos nossos clientes atendimento eficaz de acordo com suas necessidades; produtos de qualidade e procedência comprovada, projetos de redução de custo, a fim de maximizar sua lucratividade, tornando-o mais competitivo em seu mercado de atuação. 
...

Preço: R$ 75,00

Maués/AM

Oleo Andiroba

Dispoemos de oleo esencial de Andiroba, para pronta entrega, tamben entregamos documentaçao completa para exportaçao y amostras. Preço FOB Manaus (Para cantidades malhores, consultar preço)Entregamos cualquer cantidade a partir de 1kg. e tambe tambores de 180kg 
...

Preço: R$ 65,00

Manaus/AM

Oleo Balsamo Copaiba

Nos somos coletores e processadores de óleo / bálsamo de copaíba, tipo mari-mari, decantado e filtrado, sem misturas o aditivos, em nossa factoria de Maués-Manaus-AM (Se facilitan amostras e informaçao)Nós fornecemos todos os documentos necessários também para exportação. Podemos atender programas ao longo do ano e os montantes de tambores de 180n kg Inox.
...

Preço: R$ 54,00

Barretos/SP

ÓLEO DE NEEM PURO (DIRETO DA FÁBRICA)

O QUE É ÓLEO DE NEEM???Neem é um produto orgânico que substitui os agrotóxicos. Ele é usado nos Estados Unidos, Austrália, América Central e no Brasil.Ele atinge mais de 420 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragasÓLEO DE NIM EMULSIONADO (CONCENTRADO - 1800 PPM)INSETICIDA DE AMPLO EXPECTRO DE AÇÃO CONTRA PULGÕES, COCHONILHAS, TRIPS, MOSCAS BRANCAS, ÁCAROS E NA PREVENÇÃO DE FUNGOS EM DIVERSAS CULTURAS. PRODUTO DE ALTO PADRÃO. MATA O INSETO ADULTO, SECA OS OVOS E NINFAS DO INSETO IMPEDINDO QUE O INSETO DE REPRODUZA• Controle da metamorfose das diversas fases de vida dos insetos (Larvas, Pupa e adultos). • Repelente de larvas e insetos adultos. • Impede a comunicação sexual dos insetos • Esteriliza insetos adultos • Envenena larvas e ovos .• Inibe a alimentação dos insetos • Bloqueio da muda de larvas para ninfas • Bloqueio da habilidade de deglutir, isso é redução da mobilidade intestinal dos insetos • Não contamina os inimigos naturais das pragas .• Não polui o meio ambiente e nem traz riscos à saúde dos seres humanos.MAIOR CONCENTRAÇÃO DO MERCADO !!!!PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. ATENÇÃO: CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES NANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR). (GESSO AGRÍCOLA LIQUIDO, POTÁSSIO 34,00% ,SILICIO 96%, SUPER FISH, N-P-K LIQUIDO, NITROZINCO, NITROENXOFRE, FLOWER Ca 10,00% MG 5,00% B 2,00%,) "IMPORTANTE"" OS PREÇOS PODEM VARIAR PARA MENOS OU PARA MAIS DE ACORDO COM O VOLUME" 
...

Preço: R$ 44,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM ORGÂNICO - 2200 PPM - FRETE GRÁTIS

FRETE GRÁTIS - O MELHOR CUSTO BENEFICIO DO BRASIL. CONHEÇA NOSSA LINHA COMPLETA ACESSANDO NOSSO SITE!OPHICINA AGRÍCOLAO que é Oleo de Neem?É uma substância orgânica que substitui os agrotóxicos. Ele é usado nos Estados Unidos,Austrália, América Central e no Brasil. Inseticida de forte controle de ação contra pulgão, cochonilha, trips, mosca branca, ácaros rajados e na proteção de fungos em diversos cultivos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas. INSETOS CONTROLÁVEIS Mosca branca, mosca da fruta, mosca minadoraPulgões, tripes e cochonilhasLagartas (mais de 113 tipos de lagartas)Ácaros (branco, rajado e vermelho)GrafolitaPsilidioBENEFÍCIOSControle da metamorfose das diversas fases de vida dos insetos (Larvas, Pupa e adultos)Repelente de larvas e insetos adultosImpede a comunicação sexual dos insetosEsteriliza insetos adultosEnvenena larvas e ovosInibe a alimentação dos insetosBloqueio da muda de larvas para ninfasNão contamina os inimigos naturais das pragasNão polui o meio ambiente e nem traz riscos à saúde dos seres humanosPode ser utilizado em pastagens, grãos, hortifrutis e demais culturas! Verduras e LegumesFrutasReceba nossa Tabela de Preços e Prospectos Informativos! Trabalhamos também com Calcário Liquido, Esterco Liquido, Ureia Liquida, e toda linha de adubação foliar. ENTREGA SEM CUSTO ADICIONAL DE FRETE. Qualidade é nosso FORTE!OPHICINA AGRÍCOLA
...

Preço: R$ 44,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM PURO - DIRETO DA INDÚSTRIA

FRETE GRÁTIS - O MELHOR CUSTO BENEFICIO DO BRASIL. CONHEÇA NOSSA LINHA COMPLETA ACESSANDO NOSSO SITE!OPHICINA AGRÍCOLAO que é Oleo de Neem?É uma substância orgânica que substitui os agrotóxicos. Ele é usado nos Estados Unidos,Austrália, América Central e no Brasil. Inseticida de forte controle de ação contra pulgão, cochonilha, trips, mosca branca, ácaros rajados e na proteção de fungos em diversos cultivos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas. INSETOS CONTROLÁVEIS Mosca branca, mosca da fruta, mosca minadoraPulgões, tripes e cochonilhasLagartas (mais de 113 tipos de lagartas)Ácaros (branco, rajado e vermelho)GrafolitaPsilidioBENEFÍCIOSControle da metamorfose das diversas fases de vida dos insetos (Larvas, Pupa e adultos)Repelente de larvas e insetos adultosImpede a comunicação sexual dos insetosEsteriliza insetos adultosEnvenena larvas e ovosInibe a alimentação dos insetosBloqueio da muda de larvas para ninfasNão contamina os inimigos naturais das pragasNão polui o meio ambiente e nem traz riscos à saúde dos seres humanosPode ser utilizado em pastagens, grãos, hortifrutis e demais culturas! Verduras e LegumesFrutasReceba nossa Tabela de Preços e Prospectos Informativos! Trabalhamos também com Calcário Liquido, Esterco Liquido, Ureia Liquida, e toda linha de adubação foliar. ENTREGA SEM CUSTO ADICIONAL DE FRETE. Qualidade é nosso FORTE!OPHICINA AGRÍCOLA
...

Preço: R$ 44,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM PURO - PROMOÇÃO INICIO DE ANO FRETE GRÁTIS

FRETE GRÁTIS - O MELHOR CUSTO BENEFICIO DO BRASIL. CONHEÇA NOSSA LINHA COMPLETA ACESSANDO NOSSO SITE!OPHICINA AGRÍCOLA O que é Oleo de Neem?É uma substância orgânica que substitui os agrotóxicos. Ele é usado nos Estados Unidos,Austrália, América Central e no Brasil. Inseticida de forte controle de ação contra pulgão, cochonilha, trips, mosca branca, ácaros rajados e na proteção de fungos em diversos cultivos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas. INSETOS CONTROLÁVEIS Mosca branca, mosca da fruta, mosca minadoraPulgões, tripes e cochonilhasLagartas (mais de 113 tipos de lagartas)Ácaros (branco, rajado e vermelho)GrafolitaPsilidioBENEFÍCIOSControle da metamorfose das diversas fases de vida dos insetos (Larvas, Pupa e adultos)Repelente de larvas e insetos adultosImpede a comunicação sexual dos insetosEsteriliza insetos adultosEnvenena larvas e ovosInibe a alimentação dos insetosBloqueio da muda de larvas para ninfasNão contamina os inimigos naturais das pragasNão polui o meio ambiente e nem traz riscos à saúde dos seres humanosPode ser utilizado em pastagens, grãos, hortifrutis e demais culturas! Verduras e LegumesFrutasReceba nossa Tabela de Preços e Prospectos Informativos! Trabalhamos também com Calcário Liquido, Esterco Liquido, Ureia Liquida, e toda linha de adubação foliar. ENTREGA SEM CUSTO ADICIONAL DE FRETE. Qualidade é nosso FORTE!OPHICINA AGRÍCOLA
...

Preço: R$ 44,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM - INSETICIDA ORGÂNICO

INSETICIDA NATURAL EXTRAIDO DA SEMENTE DO NEEM. FRETE GRATUITO. FRETE GRÁTIS - O MELHOR CUSTO BENEFICIO DO BRASIL. CONHEÇA NOSSA LINHA COMPLETA ACESSANDO NOSSO SITE!OPHICINA AGRÍCOLAO que é Oleo de Neem?É uma substância orgânica que substitui os agrotóxicos. Ele é usado nos Estados Unidos,Austrália, América Central e no Brasil. Inseticida de forte controle de ação contra pulgão, cochonilha, trips, mosca branca, ácaros rajados e na proteção de fungos em diversos cultivos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas. INSETOS CONTROLÁVEIS Mosca branca, mosca da fruta, mosca minadoraPulgões, tripes e cochonilhasLagartas (mais de 113 tipos de lagartas)Ácaros (branco, rajado e vermelho)GrafolitaPsilidioBENEFÍCIOSControle da metamorfose das diversas fases de vida dos insetos (Larvas, Pupa e adultos)Repelente de larvas e insetos adultosImpede a comunicação sexual dos insetosEsteriliza insetos adultosEnvenena larvas e ovosInibe a alimentação dos insetosBloqueio da muda de larvas para ninfasNão contamina os inimigos naturais das pragasNão polui o meio ambiente e nem traz riscos à saúde dos seres humanosPode ser utilizado em pastagens, grãos, hortifrutis e demais culturas! Verduras e LegumesFrutasReceba nossa Tabela de Preços e Prospectos Informativos! Trabalhamos também com Calcário Liquido, Esterco Liquido, Ureia Liquida, e toda linha de adubação foliar. ENTREGA SEM CUSTO ADICIONAL DE FRETE. Qualidade é nosso FORTE!OPHICINA AGRÍCOLA
...

Preço: R$ 50,00

Araçariguama/SP

ADJUVANTE ESPALHANTE ADESIVO DE ALTO RENDIMENTO AGRINOR MULTFIX EMULSION

O Agrinor Multfix Emulsion é um adjuvante multifuncional com propriedades de espalhante adesivo aniônico de ultima geração, produzido com matérias prima de alta qualidade que atua na formação de clorofila e no melhor desenvolvimento das plantas. Reduz o pH das misturas e evita a formação de espuma nós tanques de pulverização.Benefícios:Melhora a distribuição dos defensivos agrícolas e fertilizantes foliares através da quebra da tensão superficial da gota e formação de uma película uniforme na superfície foliar permitindo:- Maior adesão e absorção foliar dos princípios ativos dos produtos aplicados reduzindo perdas por lavagem pelas chuvas;- Maior penetração dos fungicidas e inseticidas sistêmicos;- Aumenta a performance agronômica dos defensivos agrícolas e dos fertilizantes foliares contribuindo para a preservação do meio ambiente.- Redução de custo com desperdício de insumos principalmente em aplicações sobre pressão ou com condições ambientes adversas.  - Anti-espumante;Informações sobre o produto:Recomendação de uso: Utilizado para diversas culturasAplicação Terrestre: Dose Ideal: 40 a 40 ml / 100 Litros de águaAplicação Aéreas: Dose Ideal: 80 a 100 ml / 100 Litros de águaNatureza Física: LíquidoComposição: Lauril éter sulfato de sódio, tensoativos aniônicos, sulfato de zinco, sulfato de manganês, polímeros e água.Embalagem: Frasco de 1 Litros e Bombonas de 5, 20 e 50 LitrosPARA MAIS INFORMAÇÕES ENTRE EM CONTATO CONOSCO.CANAL DE COMPRAS DIRETO COM O FABRICANTE !DISTRIBUIÇÃO PARA TODO BRASIL !
...

Preço: R$ 89,90

Mercês de Água Limpa (São Tiago)/MG

FUNGO TRICHODERMA | 1 LITRO

FUNGO TRICHODERMA | ADUBO ORGÂNICO E CONTROLE BIOLÓGICO1 LitroConcentração:Fungo Trichoderma - 35%Veículo (Turfa Líquida) - 65%Este fungo, como tantos outros organismos benéficos comumente encontrados na natureza, tem um papel fundamental na ciclagem de nutrientes e na nutrição de plantas. Estas características, associadas à sua capacidade de colonizar bem o sistema radicular e proteger as plantas contra vários patógenos, têm permitido que ele se torne uma das principais estratégias na atualidade para o manejo de doenças de diversas culturas economicamente importantes. Não deixando de mencionar que o aumento da utilização de Trichoderma tem contribuído para a redução do uso de agrotóxicos e, por consequência, dos danos causados por eles à saúde humana e ambiental. Portanto, contribuindo para que a produção agrícola nacional seja cada vez mais saudável e sustentável.9 MOTIVOS PARA UTILIZAR O FUNGO EM SUA PLANTAÇÃO:1. Ciclagem de nutrientesTem papel fundamental na nutrição e vigor da planta, gerando nutrientes2. Proteção contra doençasCapacidade de colonizar bem o sistema radicular e proteger as plantas contra vários patógenos3. Combate às pragasÉ uma das principais estratégias na atualidade para o manejo de doenças como a Verticillium em tomate e outras culturas economicamente importantes4. Menos agrotóxicosComo combate pragas e doenças, contribui para a redução do uso de agrotóxicos e, por consequência, dos danos causados por eles à saúde humana e ambiental6. SustentabilidadePor reduzir químicos, polui menos e gera uma fazenda sustentável7. VersatilidadePode ser pulverizado na soja, no algodão, em morangos, tomates e batatas8. Sem resíduosPor ser um controle natural, o trichoderma não deixa resíduos nos alimentos9. Sementes mais saudáveisPode ser utilizado no tratamento de sementes, evitando que doenças atinjam as plantas nesse estágioMODO DE DILUIÇÃO:Diluir 100 mL para cada 20 litros de água.
...

Preço: R$ 250,00

Mercês de Água Limpa (São Tiago)/MG

Fungo Beauveria Bassiana Controle Biológico De Pragas - 1 L

FUNGO BEAUVERIA BASSIANA | CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS DAS CULTURASControle Biológico da broca-do-café, moleque-da-bananeira, gorgulho do eucalipto, bicudo da cana-de-açúcar, percevejos, mosca branca, acaros, cochonilha, cupins, pulgão, vaquinhas e outros...FRASCO DE 1 LITRO O fungo Beauveria Bassiana é um inseticida microbiológico Indicado para controle de insetos pragas em diversas culturas. O fungo proporciona efeito de supressão da população de diversos grupos de insetos. Contribui para o manejo de resistência e para redução no uso dos defensivos químicos. O produto é ideal para o manejo integrado de pragas, promovendo uma agricultura mais sustentável, preservando os inimigos naturais e o equilíbrio do ecossistema. Dentre as interações entre microrganismos e insetos, o parasitismo é amplamente explorado no controle de pragas na agricultura. Caracteriza-se pela obrigatoriedade da presença do microrganismo, desencadeando um processo de doença e levando o inseto à morte. O fungo Beauveria bassiana ocorre no ambiente de forma natural infectando insetos de diversas famílias e gêneros, como a broca-do-café, o moleque-da-bananeira, gorgulho do eucalipto, bicudo da cana-de-açúcar, percevejos, mosca branca, larvas de lepidópteros e ácaros.O fungo é um inseticida biológico de contato. A aplicação deve proporcionar o contato direto entre os insetos alvos e o produto. Após o contato os conídios do fungo germinam na superfície do inseto, penetrando no tegumento e colonizando internamente o hospedeiro. Durante o processo de infecção ocorre a liberação de toxinas no interior do inseto, mudando seus hábitos e levando a praga à morte. Os insetos colonizados pelo fungo tornam-se duros e cobertos por uma camada pulverulenta de conídios, a qual pode mostrar-se em tons de branco. Todo o processo ocorre entre 6 a 12 dias, após a aplicação.Diluição: 250 ml para 250 litros de água
...

Preço: R$ 64,99

Mercês de Água Limpa (São Tiago)/MG

Nematicida Microbiologico | 1 Litro

NEMATICIDA MICROBIOLOGICO1 litroOs nematóides causam grandes prejuízos na agricultura chegando até a inviabilizar os cultivos dentro de áreas infestadas. Seu controle é muito difícil por seus hábitos, potencial de sobrevivência no solo e grande variabilidade de espécies. Portanto, não podemos pensar em práticas isoladas de controle, mas sim no Manejo Integrado, na busca do melhor equilíbrio entre os nematóides e a produção agrícola.O controle biológico assume um papel importante no manejo integrado de nematoides!Nosso produto se trata de controle biológico com dois fungos que são:POCHONIA CHLAMYDOSPORIAPAECILOMYCES LILACINUSModo de usar em culturas ja implantadas: Diluição de 200 ml para cada20 litros de água, e pulverizar o solo de modo geralEM viveiros: Diluir 100 ml, para cada 20 litros de água, e pulverizar as mudas.Validade: 2 anos
...

Preço: R$ 250,00

Mercês de Água Limpa (São Tiago)/MG

Fungo Metarhizium Anisopliae 95% | Inseticida Biológico 1kg

Fungo Metarhizium AnisopliaePureza: 95%1 KgCONTROLE BIOLÓGICO DE:- CUPINS- CIGARRINHAS DAS PASTAGENS- FORMIGAS- BARATAS- BROCA DE ARVORECLASSE: Ecológico, Bio-inseticidaO fungo Metarhizium anisopliae, é um dos mais eficazes controladores biológicos das diversas espécies de insetos e das cigarrinhas que ocorrem na agricultura, principalmente na cana de açúcar e em pastagens. O fungo produz estruturas chamadas conídios e quando essesconídios entram em contato com o tegumento da ninfa passam a se alimentar dela, penetram na suacutícula colonizando os órgãos internos do hospedeiro, que para de se alimentare morre. O PRODUTOGrupo: inseticida microbiológicoIngrediente ativo: conídios do fungo Metarhizium anisopliaeFormulação: Pó Molhável (WP)Indicação: todas as culturasBENEFÍCIOS• Ideal para o Manejo Integrado de Pragas (MIP)• Indicado para manejo de resistência de insetos-praga a inseticidas químicos• Preserva os inimigos naturais das pragas• Fácil associação com outros métodos de controle, como o uso de Cotesia flavipes, Trichogramma galloi e defensivos químicos• Não é tóxico ao meio-ambiente, à saúde humana e aos animaisMECANISMO DE AÇÃOParasitismo:• Conídios do fungo germinam na superfície do inseto-praga, penetrando em seu tegumento e colonizando-o internamente• A liberação de toxinas no interior do inseto reduz sua mobilidade até a morte• Os insetos colonizados pelo fungo tornam-se duro e cobertos por uma camada pulverulenta de conídios, visível a olho nu em tons de verde• Todo o processo ocorre em até 12 dias após a aplicação, dependendo das condições climáticasÉPOCA DE CONTROLE:O ano todo, imediatamente após a detecção da presença da praga. Lembre-se: Quanto mais cedo iniciar o controle, menor é o dano na Planta.
...

Preço: R$ 24,00

Goiânia/GO

TORDON SUPERPROMOÇAO OPORTUNIDADE LIMPE SUA PASTAGEM COM O MENOR CUSTO DO BRASIL

Valor do balde de 20 litros Total R$ 480.00 .Valor promocional.A vista.GeralNome Técnico: PicloranRegistro no Ministério: 358709Empresa Registrante: Dow AgroSciencesComposiçãoIngrediente AtivoGrupo Químico2,4-D 402 g/LÁcido ariloxialcanóicoPicloram-trietanolamina 103.6 g/LÁcido piridinocarboxílicoClassificaçãoClasse Agronômica: HerbicidaToxicológica: I - Extremamente tóxicaAmbiental: III - Produto perigosoInflamabilidade: Não inflamávelCorrosividade: Não corrosivoFormulação: Concentrado Solúvel (SL)Modo de Ação: Seletivo, SistêmicoIndicações de UsoEucaliptoDosagemCaldaIntervaloÉpocaAplicTerrestreAéreaAplicSegNão classificado (Não classificado)3 a 7 %200 a 250 mL de calda/toco-Única.Não determinado.ErradicaçãoPastagensDosagemCaldaIntervaloÉpocaAplicTerrestreAéreaAplicSegAmor de cunhã (Solanum rugosum)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoAngélica (Randia armata)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoAroeirinha (Schinus terebinthifolius)4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoArranha gato (Acacia plumosa)4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoAssa peixe (Vernonia polyanthes)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoAssa peixe (Vernonia polyanthes)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoAssa peixe roxo (Vernonia westiniana)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoAssa peixe roxo (Vernonia westiniana)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoAssa peixe roxo (Vernonia westiniana)5 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoBeldroega (Portulaca oleracea)1 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoCaruru comum (Amaranthus viridis)1 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoCheirosa (Hyptis suaveolens)1 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoEspinheiro, angiquinho (Acacia paniculata)4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoEspinho agulha (Barnadesia rosea)4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoFedegoso (Senna occidentalis)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoGervão branco (Croton glandulosus)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoGuanxuma (Sida rhombifolia)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoGuanxuma (Sida rhombifolia)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoGuanxuma (Sidastrum micranthum)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoGuanxuma (Sidastrum paniculatum)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoJacarandá de espinho (Machaerium aculeatum)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoJoá bravo (Solanum aculeatissimum)4 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoLeiteiro (Peschiera fuchsiaefolia)4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoLobeira (Solanum lycocarpum)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoLobeira (Solanum lycocarpum)4 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoLobeira (Solanum lycocarpum)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoLosna branca (Parthenium hysterophorus)1 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoMalva branca (Sida cordifolia)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoMalva branca (Waltheria indica)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoMaria Mole (Senecio brasiliensis)3 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoPata de vaca (Bauhinia divaricata)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoPoaia (Spermacoce verticillata)6 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoPoaia do campo (Spermacoce alata)2 L p.c./ha100 a 400 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Época quente, plantas infestantes em pleno desenvolvimento vegetativoUnha de vaca (Bauhinia variegata)3 a 4 %200 a 400 L de calda/ha-Única.Não determinado.Qualquer época do anoEmbalagemBag in box (Jerry box) plástica 1, 4, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 50 L Balde metálico/plástico 1, 4, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 50 L Bombona plástica 4, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 50, 250 L Frasco metálico/plástico 0,5, 1, 4 L IBC (intermediate Bulk Container) plástico com revestimento metálico 1000 L Isocontainer metálico/plástico 10000, 15000, 16000, 17000, 18000, 19000, 20000, 21000, 22000, 23000, 24000, 25000, 26000, 30000, 32000, 35000, 36000, 40000, 50000, 60000, 70000, 80000, 90000, 100000, 23 toneladas e a granel Isotanque metálico/plástico 18000, 20000, 23000, 24000, 25000, 26000, 30000, 32000, 35000, 36000 L Lata metálica 5 L Mini bulk metálico/plástico 420, 1000 L Tambor aço 50, 200 L Tambor metálico/plástico 50, 100, 200, 250 L Tamborete aço 5 L Tamborete metálico/plástico 200 LTecnologia de Aplicação1. INSTRUÇÕES DE USO: 1.1. Culturas Indicadas: Tordon* é um herbicida recomendado para o controle de dicotiledôneas indesejáveis de porte arbóreo, arbustivo e subarbustivo em pastagens e para a erradicação de touças de eucalipto na reforma de áreas florestais. 1.2.Plantas Daninhas Controladas e Doses Recomendadas: a. Pastagens: 1.2.1.Aplicação Foliar Tratorizada: (Vide Indicação de uso/Dose) Obs.: Utilizar as doses mais altas para plantas com roçadas anteriores, que são mais resistentes ao produto. Obs.: Volumes totais inferiores a 50 L/ha exigem calibração e equipamentos do avião que possam produzir gotas de grande diâmetro. b. Erradicação de Eucalipto: Aplicar de 3,0 a 7,0% (misturar de 3,0 a 7,0 L do produto em 97,0 a 93,0 L de água), aplicando-se 200 a 250 mL por touça. 1.3. Início, Número e Épocas ou Intervalos das Aplicações: a. Pastagem: Para pulverização foliar de qualquer tipo: Uma só aplicação, em época quente, com boa pluviosidade, onde as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. Para tratamento de tocos e anéis: Uma só aplicação, em qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse respeitar a época indicada anteriormente. Obs.: Para repasse por via foliar, esperar que a rebrota atinja uma superfície foliar equilibrada o suficiente, para absorver uma quantidade de produto que atinja todo o seu sistema radicular.Para rebrota de tocos é preferível refazer o corte e reaplicar o produto, em lugar de aplicar nas poucas folhas de rebrota. Isso porque essa área foliar de rebrota é insuficiente para absorver a quantidade de herbicida necessário. b. Erradicação de Eucalipto: Uma só aplicação em qualquer época do ano. 1.4. Modo de Aplicação e Informações Sobre os Equipamentos da Aplicação: a. Pastagens: Aplicação aérea: -Aplicação foliar em área total: Esse tratamento deve ser feito por avião quando as áreas forem extensas e as pastagens infestadas densamente por plantas daninhas de pequeno, médio e grande porte. Aplicar o produto molhando bem e uniformemente toda a folhagem da planta. -Tipo de equipamento: Aéreo, usando-se barras com bicos com uma angulação de 45º para trás com referência à corda da asa. -Volume de aplicação: 30 a 50 L/ha. -Altura do vôo:Para áreas sem obstáculos: "paliteiros" (remanescente da derrubada, árvores secas, etc.) cerca de 15 m sobre a vegetação a controlar;Para áreas com obstáculos: "paliteiros" impedindo o vôo uniforme a baixa altura, cerca de 40 m sobre a vegetação a controlar. -Largura da faixa de deposição:Para aviões: 18 a 20 m dependendo da altura de vôo. No caso de 40 m de altura de vôo, a faixa total poderá atingir 20 m, porém consideram-se 18 m de faixa útil;Para helicópteros: seguir as recomendações anteriores, porém com as larguras de faixa de 15 a 18 metros. -Tamanho e densidade de gotas na deposição sobre a vegetação: 200 a 400 micrometros com 6 a 18 gotas/cm2 variando com o tamanho da gota.-Condições Climáticas: Aplicar de outubro a março (no período chuvoso) de acordo com os seguintes limites meteorológicos: -Vento: 0 a 6 km/h - controlado por anemômetro. -Umidade relativa > 50% controlados por termohigrômetro -Temperatura < 30ºC -Tipos de bicos: bicos cônicos com orifícios de D8 a D12 sem core, variando com o tamanho desejado de gota e altura de vôo. -Pressão: 20 psi na barra. -Agitação do produto: na preparação da calda é realizada com moto bomba e no avião através do retorno. Prevenção de Deriva: -Para evitar efeitos indesejáveis, observar os limites meteorológicos definidos acima, e mais: -efetuar levantamento prévio de espécies sensíveis ao produto nas áreas próximas; -nunca fazer a aplicação aérea a menos de 2000 metros de plantas ou culturas sensíveis. -controlar permanentemente o sentido do vento: deverá soprar da cultura sensível para a área da aplicação. Interromper o serviço se houver mudança nessa direção. -Nas aplicações aéreas, a Dow AgroSciences Industrial Ltda. está à disposição para oferecer orientação e assistência técnica. Aplicação Terrestre - Trator com Barra •Barra de 18 bicos - separação de 50 cm entre bicos. •Bicos em leque, pontas 80.05, 80.06 e 80.08, malha 50. •Pressão: 20 a 45 lb/pol2. •Vazão: 200 - 400 L/ha. •Velocidade do trator: 6 a 8 km/h. •Tamanho da gota (grande): 500 a 600 ?m •Densidade da gota: 100 - 150/cm2. Aplicação Terrestre - Trator com Turbina de Fluxo de Ar •Largura de faixa: 12 a 15 m. •Vazão: 150 - 200 L/ha. •Velocidade do trator: 3ª marcha reduzida ou 1ª simples. •Tamanho da gota: 100 - 200 ?m. •Densidade de gota: 50 a 100/cm2. b. Erradicação de Eucalipto: Aplicar o produto no toco, logo após o corte das árvores ou no máximo até 24 horas após essa operação. Utilizar pulverizador tratorizado. Aplicar na superfície do corte até o ponto de escorrimento. Nota: Sobre outros equipamentos, providenciar uma boa cobertura de pulverização nas plantas. 1.5. Intervalo de segurança: Não determinado devido à modalidade de emprego. 1.6. Intervalo de reentrada de pessoas nas culturas e áreas tratadas: Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação. 1.7. Limitações de Uso: Fitotoxicidade para as Culturas Indicadas: •Não é fitotóxico às culturas indicadas dentro das doses e usos recomendados. Outras Restrições a Serem Observadas: •Culturas sensíveis: são sensíveis a esse herbicida as culturas dicotiledôneas como algodão, tomate, batata, feijão, soja, café, eucalipto, hortaliças, flores e outras espécies úteis sensíveis tal como a cultura de arroz. •Caso o Tordon* seja usado controle de invasoras em área total, o plantio de espécies susceptíveis ao produto nessas áreas só deverá ser feito 2 a 3 anos após a última aplicação do produto. •No caso de pastagens tratadas em área total, deve-se permitir que o capim se recupere, antes do pasto ser aberto ao gado. Dessa forma, a partir do início da aplicação, o pasto deve ser vedado ao gado pelo tempo necessário até a sua recuperação. Essa medida evita que os animais comam plantas tóxicas que possivelmente existam na pastagem e se tornam mais atrativas após aplicação do produto. •Evitar que o produto atinja, diretamente ou por deriva, as espécies úteis susceptíves ao herbicida. As aplicações por pulverização, tanto aéreas quanto por pulverizações costais ou manuais, só deverão ser feitas quando não houver perigo de atingir as espécies acima mencionadas. •Não utilizar para aplicação de outros produtos em culturas sensíveis, o equipamento que foi usado para a aplicação do Tordon*. •Não utilizar esterco de curral de animais que tenham pastado em área tratada com o produto, imediatamente após o tratamento em área total para adubar plantas ou culturas úteis sensíveis ao produto.Precauções quanto à Saúde Humana(De acordo com as recomendações aprovadas pelo Órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA / MS).Precauções quanto ao Meio Ambiente(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA / MMA).Manejo IntegradoSempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes sejam implementados.Manejo de ResistênciaO uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas daninhas resistentes a esse mecanismo de ação. Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas, deverão ser aplicados, alternadamente, herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Os herbicidas deverão estar registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos, recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos, consulte um Engenheiro Agrônomo. 
...

Preço: R$ 21,50

Goiânia/GO

PAMPA HERBICIDA PARA PASTAGEM. PAMPA MESMA FORMULAÇAO DO TORDON ESPETACULAR CONTROLE PARA PASTAGEM

herbicida para pastagem semelhante ao tordon mesma formula.valor do balde 430.00 de 20 litros.Indicações de UsoPastagensDosagemCaldaIntervaloÉpocaAplicTerrestreAéreaAplicSegAguapé (Eichornia crassipes)3 a 5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteAmendoim bravo (Euphorbia heterophylla)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteAmor de cunhã (Solanum rugosum)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteArranha gato (Acacia plumosa)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteAssa peixe (Vernonia polyanthes)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteCambarazinho (Eupatorium laevigatum)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteCapixingui (Croton floribundus)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteCarqueja (Baccharis trimera)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteErva de bicho (Polygonum punctatum)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteGuanxuma (Sida rhombifolia)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteJoá bravo (Solanum sisymbriifolium)3 a 5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteJurubeba (Solanum paniculatum)3 a 5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteLeiteiro (Peschiera fuchsiaefolia)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteLobeira (Solanum lycocarpum)3 a 5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteMaria Mole (Senecio brasiliensis)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteMio mio (Baccharis coridifolia)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormentePicão preto (Bidens pilosa)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteSamambaia (Pteridium aquilinum)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteTôjo (Ulex europaeus)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteTranchagem (Plantago major)3,5 L p.c./ha100 a 700 L de calda/ha30 a 50 L de calda/ha (aéreo)Única.Não determinado.Para pulverização foliar de qualquer tipo: Época quente, com boa pluviosidade, em que as plantas a serem combatidas estejam em intenso processo vegetativo. Isto ocorre normalmente de outubro a março. No norte do Pará e no Amazonas a ocorrência de chuvas é menor entre maio e agosto, o que torna essa época mais favorável às aplicações aéreas. | • Para tratamento de tocos e anéis: qualquer época do ano. Deve-se fazer um tratamento e fazer um repasse em caso de rebrota. Para o repasse, respeitar a época indicada anteriormenteEmbalagem
...

Preço: R$ 28,00

São José do Rio Preto/SP

NUTRISIL - FUNGICIDA NATURAL Á BASE DE SILÍCIO

CORRIGE A ACIDEZ DO SOLO, FÁCIL APLICAÇÃO E ARMAZENAMENTO. Direto da Fábrica para todo Brasil.                                          INDÚSTRIA E COMÉRCIO.                   OBS: FRETE ESPECIAL NA COMPRA IGUAL OU SUPERIORÁ 100 LITROS. (Para quantidade menor, consulte-nos).                   17,51% Ca 6,02% Mg - Produto com altaconcentração de Cálcio e Magnésio, combinação perfeita em um único produto.Muitos produtores usam o produto denominando-o de calcário liquido.                                                       é um fluído de alta concentração nanoparticulado, fonte de CÁLCIO e MAGNÉSIO, capaz de neutralizar o efeitofitotóxico do alumínio, atingindo níveis de profundidades que podem chegar até25 cm abaixo da superfície de forma regular e uniforme, o que garante um melhorefeito de calagem com um baixo custo operacional.                                                                                                       Alguns dos Benefícios:                                                                                   Fornecimento de Ca e Mg Aumenta saturação de base                  Aumenta o pH                           Reduz o Al3+, Mn2+, Fe3+ em excesso Aumenta a disponibilidade de N, P, K, Mg, S, Mo Melhora a atividade bacteriana                                                              Aumenta a CTC do solo                                       Diminui a fixação do P                           Aumenta eficiência dos fertilizantes                          Aumenta a produtividade das culturas Dispersãoregular e uniforme            Redução de custo com transporte Redução de custo com armazenamento Redução de custo operacional                                                                                                          ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A FAZER SOBRE O PRODUTO:                              1. FAZER ANÁLISE DE SOLO, PARA AVALIAR AQUANTIDADE NECESSÁRIA.                                              2. APLICA-SE DE 05 a 08 LITROS POR HECTARE.                                                                        3. FAZER A PRÉ-DILUIÇÃO ANTES DE COLOCAR OPRODUTO NO PULVERIZADOR OU PARA FAZER APLICAÇÃO                     4. NÃO NECESSITA INCORPORAÇÃO, APENAS AIRRIGAÇÃO OU CHUVA DE NO MÍNIMO 30 MM               5. FAZ A CORREÇÃO DO PH, AUMENTA A CONCENTRAÇÃODE CA E MG NO SOLO E AUMENTA O V% QUE É PRIMORDIAL PARA TODAS CULTURAS                                                  6. A APLICAÇÃO PODE SER FEITA COM PULVERIZADORCOSTAL, TRATORIZADO, FERTIRRIGAÇÃO, GOTEJAMENTO, PIVÔ CENTRAL, ETC. 7. HÁ NECESSIDADE DE AGITAÇÃO CONSTANTE NOTANQUE DE PULVERIZAÇÃO                     8. PODE SER APLICADO EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO,INCLUSIVE SOBRE A CULTURA PLANTADA                                 9.O PRODUTO É COMPOSTO DE BASES FORTES COM NANOPARTÍCULAS                 10.NÃO É TÓXICO, PORÉM RECOMENDAMOS PRECAUÇÕESNO MANUSEIO E ARMAZENAMENTO.                                                                  SEGUE ABAIXO A CONTA DO TAMANHO DE PARTÍCULAS.1 mm = 1.000.000 nanômetros 0,3 mm = 300.000 nanômetros 0,002 mm é o tamanho das partículas ativas dosolo ou 2.000 nanômetros       Tamanho da partícula do Ca: 409 nanômetros(0,0004 mm) Tamanho da partícula do Mg: 100 nanômetros(0,0001 mm)                     PERGUNTAS FREQUENTES 1= QUANTOS LITROS DEVO USAR ? Resposta: Isso vai depender de uma análise de solo, a indicação média é usar de 05L a 08L/ Hect. 2= DEVO DILUIR EM QUANTOS LITROS DE CALDA? Resposta: Vai variar de região para região (levando-se em conta diferentes tipos detemperatura). A média é de 250 a 300L. de calda por ha. 3= QUAL PERÍODO DEVO APLICÁ-LO? Resposta: Até 30 dias antes do plantio. PRECISA SER INCORPORADO? Resposta: Não. A CORREÇÃO OCORRE SOMENTE NA SUPERFICIÁRIO? Resposta: Não, ela chega até a 25cm. abaixo da superfície. POSSO MISTURÁ-LO COM OUTROS PRODUTOS? Resposta: Não. CAUSA FITOXIDADE? Resposta: Não. CORRÓI MAQUINÁRIOS? Resposta: Não. (não contém amônia). ELEMINA A MICROFAUNA DO SOLO?    Resposta: Não. (auxilia na multiplicação de organismos vivos). DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSOS TÉCNICOS ENTRARÃOEM CONTATO PARA MELHOR ATENDÊ-LO. 
...

Preço: R$ 65,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM PURO - INSETICIDA NATURAL (com a maior Concentração do Mercado)

Inseticida Orgânico,Neem Puro, Certificado pela APAN.                                                                                                 O único com produção CERTIFICADA PELA IMO Control         ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.      DESCRIÇÃO:               ÓLEO DE NEEM (Azadirachta Indica) emulsionadoformulado para o controle de insetos, ácaros, carrapatos, pulgas, pulgões,moscas, etc.                                   Ação repelente: A mínima presença do princípioativo do Óleo de Neem (Azadirachtina) repele os insetos nas plantas, animais eambientes.                                                                                                      Controle hormonal: Devido a semelhança daAsadirachtina com o hormônio da ecdise (processo que permite o inseto trocar oexoesqueleto e assim poder crescer), a transformação é perturbada ao ponto que,em altas concentrações, pode até ser impedida causando a morte do inseto. Aocontrário dos inseticidas químicos, atua no sistema hormonal do inseto, sobre osistema nervoso ou até no sistema digestivo. Na presença do nim, o inseto deixade se alimentar, é repelido ou acaba morrendo por problemas que ocorrerão nametamorfose da larva e pupa.                                                                                                                Vantagens do Óleo de Neem: - Mundialmente aprovado para uso na agriculturae pecuária orgânica. - Não tóxico para o homem e animais domésticos. - Totalmente biodegradável sendo eliminado nomeio ambiente em poucos dias. - Usado no controle de mais de 418 tipos deinsetos.                 - Nematicida, reduz a população de nematóidesfitófagos.                - Bactericida, inibe o crescimento de algumasespécies de bactérias. UTILIZAÇÃO                                                                                                                                                                                     Neem é um produto orgânico que substitui osagrotóxicos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas einsetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas.Como utilizar o Neem: Oprodutor deve usar como preventivo, curativo e também como repelente.Os insetose larvas que foram banhados pelo neem, ele não conseguirão, desenvolver-se enem se reproduzir.                                   Assim eles não se alimentarão das plantas, e osque se alimentarem vão se contaminar, vindo a secar. Pelo fato do produto serorgânico, a planta absorve o neem, tornando-se parte da planta. O produto vai eliminar todos os tipos de insetose doenças, sem estar prejudicando o meio ambiente, e nem quem estiver aplicandoo produto.                                                                                    SOJA: Ele controla percevejo verde, moscabranca, lagarta, grilo, besouro, gafanhotos.                    CAFÉ: Bicho mineiro, broca, cigarrilha,lagartos, ferrugem e outros.                         TOMATE: Muchadeira, lagarta de solo, lagartarosca, vaquinha, pulgão, traça dos crucioferox, percevejo de tomate, percevejoverde – branca, mosca branca, mosca minadora, teça da barata, lagarta dosfrutos, ácaros, tripse, fungos, fusário, bichomineiro.                          BATATA: Pulgão, vaquinha, lagartas, moscabranca, muchadeira, burrinho, traça, cochonilha, besouros, trips e requeima.                                                                 UVA: Antracnose, míldio, mosca branca,cochinilha, pérola. MORANGO: Mosca branca, bactérias.                             AMENDOIM: Lagarto elasmo, lagarta rosca,percevejo castanho, cupim, larva do besouro, trips, cigarrinha.                                  BANANA: Mozaico, moleque de bananeira, pragas emgerais.       FUMO: Vira a cabeça, oidio, míldio, antracnose,mofo azul, bacteriana (1 l para 100).                                                          FLORES: Ácaros, trips, pinta preta, fungos (1 lpara 300)                                                                MANDIOCA: Cochonilhas, mosca branca, ferrugem,atraquinose, bactérias (erinúcleos ou mandruvá). ORQUÍDEA: Antracnose, ácaros, oidio, míldio,mozaico, bactérias.      CITROS: Trips, ácaros, conchonilha, pulgões,fungos, antracnose, lagartas, ferrugem, citros, minadoras de citros, fusarium. PIMENTA: Fuzarium, pulgões. MILHO: Lagarta do cartucho, lagarta doscapinzais, lagarta dos espigais, percevejo castanho. MAMÃO: Trips, ácaros, pulgões. HORTALIÇAS: Pulgões, lagartas em geral, moscabranca, ácaros, oidio, fungos.       FEIJÃO: Ferrugem do feijoeiro, lagartas,cigarrinhas, mosca branca, ácaros, pulgões, trips, percevejos, lagartas do cartucho,vaquinha. ALGODÃO: Broca, lagartas-rosada, bicudo, pulgão,ácaro.Doenças: Ramulose e amucha do fusarium, mematóide. TRIGO: Lagarta dos milharais ou cartucho,curuquerêdos, capinzais (lagarta de 4 cm), lagartas do trigo, broca das hastes(moléstias). ARROZ: Solo, culpim, percevejo castanho,elasmopolpus, bicho-bolo, pulgão, gorgulho, traça dos cereais, lagarta do solo. CEREAIS: Percevejo do arroz, lagarta doscapinzais, lagarta do cartucho, lagarta rosca, besouro, maripozinha, lagarta dafolha, lagarta do cacho. ANIMAIS: Controla e acaba com o ciclo deParasitas externos, como: carrapato, moscas, sarnas e piolhos (até 90 dias). Dosagem 300 ml a 1000 ml para cada 100 litros de água. Preventivo e Curativo, respectivamente. NEEM NO CONTROLE DE CARRAPATOS DE CÃES E GATOS. DOSES E MANEIRA DE UTILIZAR CARRAPATOS: Os resultados de pesquisas apontampara a maior eficiência do óleo de neem quando comparado ao extrato alcoólicoou aquoso. Emestudo utilizando óleo emulsificado no controle de Rhipiceephalus sanguineous(Deore M.D.: Effects of emulsified neem oil on ticks & flies in dogs. National Conv. Vet. Pharm. India 1995)mostrou-se diferenças importantes na dose letal para carrapatos em fêmeasingurgitadas (16%), machos (8%) e larvas(1%) e no número de dias requerido paraa mortalidade de fêmeas ingurgitadas (9 dias), machos (3 dias) e larvas (24horas). Utilize a dosagem indicada pelo fabricante eprocure produtos de origem orgânica. SARNAS: utiliza-se sobre a forma de pasta emconcentrações de 10 a 20%, cobrindo a área afetada. Os efeitos aparecem já àpartir do 4º. dia de utilização. MOSCAS: aplicação do óleo a 0,6% (6 ml/litro deágua) no solo. Nas dermatites por picadas de moscas, em cães,misture 1:5 óleo de neem em vaselina e passe nas orelhas PARTICULARIDADES DO NEEM A azadiractina apresenta efeito residual por 3-7dias, deve-se aplicá-la 1 vez por semana, tanto no ambiente quanto no animal. As aplicações devem ser feitas no final datarde, pois a atividade da azadiractina pode ser reduzida a aproximadamente 60%após a exposição à luz solar por 4 horas. No animal, ele permanece sobre a superfíciematando os insetos por contato. Portanto, após o banho deve ser aplicadonovamente. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO),DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES ORGÂNICOSEM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR). 
...

Preço: R$ 28,00

São José do Rio Preto/SP

FUNGICIDA NATURAL - PROTEGE A PLANTA CONTRA TODOS TIPOS DE FUNGOS

EXCELENTE EFICÁCIA CONTRA TODOS OS FUNGOS, VANTAGEM DE NÃO SER SELETIVO.FUNGICIDA NATURAL TEM NOME = NUTRISIL - SILICATOPURO COM 100% NATURAL, Nutri e Protege a Planta.                      _FRETE ESPECIAL NA COMPRA IGUAL OU SUPERIOR Á 25quilos. (Para quantidade menor, consulte-nos).                                                                       ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.                                      FUNGICIDA ORGÂNICO INDICAÇÃO COMBATE AS DOENÇAS FUNGICAS DAS PLANTAS,COMOOIDIO,MIODIO,FUSÁRIUM,PINTA PRETA,ANTRACNOSE,PODRIDÃO,MURCHADEIRA E FUNGOS, EAGE COMO UM CURATIVO NAS FERIDAS DOS FRUTOS E GALHOS APÓS A COLHEITA.                                                                                 É UM EXCELENTE SUBSTITUTO DO COBRE,MASTOTALMENTE ORGÂNICO,PODE SER MISTURADO COM PRODUTOS QUIMICOS AUMENTANDO APOTENCIALIZAÇÃO DA APLICAÇÃO.                                                                      O silício e um composto natural ,extraído derochas fossilizadas,algas marinhas e corais,que tem 94.58% de pureza. Aumenta a resistência da parede celular daplanta e reduz a perca de água por transpiração,causada pelo stress hídrico e ageada,aumentando assim o processo metabólico da planta,deixando as folhas maisrígidas e eretas,ele forma uma blindagem na cutícula foliar da planta,deixandos folhas mais grossas,deixando a lavoura mais resistente a proliferação defungos e ataque de pragas e insetos,aumentando a resistência a doenças fungicase nematóides (oilde, míodio, fusárium, pinta preta,antracnose,podridão,muchadeira)ele também atua como curativo ou seja tem uma ação cicatrizante nas feridas dosfrutos e dos galhos após colheita.                                                                                                   Com a aplicação do silício é possível, aumentara resistência ao acamento por causa do teor de lignina no colmo, aumentando assima rigidez desse colmo e dos galhos,suportando cachos maiores e mais pesados. Naparte foliar, ele melhora a absorção dos nutrientes,devido a concentração decálcio,magnésio,ferro e fósforo,desenvolvendo o crescimento vegetativo dessaplanta e a floração.                                                                                   Composição Química                                                                                        Sio2 ..... 94,6 Al2o3 ... 3,38 Tio2 ..... 0,21                   Fe2o ... 0,23 Cao ..... 0,42 Mgo ..... 0,44 Na2o ... 0,18 K2o ..... 0,11        ph ........ 6/8 Mno ..... 0,01 P2o6 ... 0,01                                                                         INDICAÇÕES DE CONTROLE DE DOENÇAS E FUNGOS EMALGUMAS CULTURAS:                                                          CAFÉ - phoma do café, olho pardo, mancha docafé, mancha vermelha, mela,ferrugem, mancha da alternária,oidio, e outradoenças.                                                          CITRUS - leprose,pinta preta, mancha marrom,ramo amarelo, ferrugem, verrugose,nelanose, gomose, amarelinha e outras.                                      GOIABA- ferrugem,atracnose,verrugose, secabacteriana e outras.                     MORANGO- oidio,atracnose,podridão,mofo cinzento,mancha das folhas, crestamento das folhas, mancha angular, e outras. UVA- mildio, antracnose, oidio, ferrugem,podridão, requeima, das folhas e outras.                                               PRINCIPIO ATIVO:                                   sílica neutra ph do produto: 6 a 8 umidade:0,90%.      Isento de metais pesados e tóxicos, tais como,chumbo, mercúrio e cádmio.                       Não tóxico, por isso, não tem prazo de carênciaquando pulverizado sobre plantas destinadas ao consumo.                  MODO DE UTILIZAÇÃO:             >>> Para aumentar a resistência dasplantas às doenças e pragas: geral:200 gr/100l. hortaliças e morangos: 02 gr por litro d água(semanalmente). legumes: 2 gr p litro d água (cada 15 dias).                         café: 4 aplicações_primeira pos colheita,noinicio da brotação e as demais ,no intervalo de 45 a 60 dias(200 gr por hectareaté completar 2 kg/hectare.). Tipos de café conilon,arabico,e catuai(vermelho)        frutas: 30 gr para cada 20 lts d agua ou seja 30gr por bomba de 20 lts,aplicação de 45 a 60 dias(200 g/hectare até completar2kg/hectare) soja ,milho ,feijão,tomate,berinjela,pimentãoalgodão,arroz e milho: 3 aplicações. Primeira: 300 gr por hectare,com 4 pares defolhas Segunda: 300 gr por hectare na pré florada Terceira: 300 gr por hectare pós florada.            citrus: 4 aplicações anuais_4kg por bomba/2000lts d agua. Da pra fazer de 250 a 300 pés de laranja com umabomba. MOMENTO DE PULVERIZAÇÃO:       Quando as plantas estão em estado vegetativo combrotações,flores e frutos verdes. A ideia é aplicar em folhas jovens para que ascelulas formem camada de proteção a entrada de fungos e alimentação de insetos. O silicio é pouco móvel na planta,destaforma,mesmo a planta absorvendo pelas raizes,o silicio tem dificuldades emalcançar as folhas,brotos,e frutos,daí a necessidade de pulverizaçõesfrequentes. Pode ser misturado com outros micronutrientesfoliares,inseticidas e outros produtos quimicos e biológicos.              IMPORTANTE: Fazer pré diluição e coar antes de colocar notanque do pulverizador,pois pode haver alguns grânulos maiores que poderãoentupir os bicos do pulverizador. (Fazendo isso, não terá problema). Não altera o ph da calda ,e os outros produtos aela adicionados. Promove a resistência fisica,por promover oespessamento das folhas e a casca de frutos,e sistêmico por estimular aprodução de fenóis e fitoalexinas responsaveis na resposta da planta e ataquesde doenças e pragas,aumentando a resistencia da planta e diminunuindo a expressãoda doença. BENEFÍCIOS: Veja no site da Embrapa trabalhos e pesquisasfeitas sobre o Silício. Os benefícios da adição ao solo de cinzasvegetais e esterco de animais para aumentar a produtividade é de conhecimentodos agricultores há milênios. Esses e uma infinidade de outros produtosprocessados pelo homem, na forma de fertilizantes e corretivos da acidez dosolo, são fontes dos nutrientes vegetais, ou seja, elementos mineraisconsiderados essenciais para as plantas crescerem e completarem o ciclo devida, desempenhando inúmeras funções vitais dentro do metabolismo vegetal. A falta ou excesso de um ou mais destes mineraisinfluencia não só o crescimento e a produtividade, mas também pode afetar aresistência ou a tolerância da planta a doenças e pragas. A resistência édeterminada basicamente pela habilidade do hospedeiro em limitar a penetração,desenvolvimento e/ou reprodução do agente invasor. Por outro lado, a tolerânciaé caracterizada pela habilidade da planta em manter o seu crescimento de modosatisfatório, apesar da infecção ou do ataque da praga. Mesmo sendogeneticamente controladas, a resistência e a tolerância são bastanteinfluenciadas por fatores ambientais. Dentre estes, destacamos a nutriçãomineral da planta, cuja fertilidade do solo pode ser manipulada por meio daadubação e correção da acidez.        Aumenta o crescimento e a produtividade Aumenta a força mecânica do colmo e aresistência ao acamamento Favorece a penetração da luz no dossel da plantapor manter as folhas mais eretas, promovendo assim a fotossíntese Aumenta a atividade radicular, promovendo aabsorção de água e nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio, eo poder de oxidação das raízes Aumenta a resistência a pragas e doenças Neutraliza o alumínio tóxico do solo, bem comodiminui a toxidez causada pelo manganês e outros metais pesados Em gramíneas diminui a transpiração excessiva,aumentando a resistência a veranicos Promove a formação de nódulos em leguminosas Aumenta a proteção contra temperaturas extremase ao estresse salino Aumenta a massa individual das sementes e afertilidade dos grãos de pólen Aumenta a produção de carboidratos e açúcares Não se pode negar o fato do silício ser umcomponente majoritário dos vegetais, e dos papéis importantes que desempenha navida das plantas. A inclusão da adubação silicatada no manejo do solo podesignificar um maior retorno econômico para o agricultor.           1) A retirada de silício do solo pelas plantas edestas do campo, por meio das colheitas, sem a devida reposição do elemento.Como as cultivares modernas têm um potencial de extração de nutrientes cada vezmaior, principalmente em função da maior produtividade, intensifica-se aexportação ou saída de silício de nossos solos 2) Solos carentes em silício disponível para asplantas. Os solos naturalmente pobres em nutrientes, geralmente são pobrestambém em silício. A correção do solo com calcário e a adubação convencionalnão aumentam os níveis de silício necessários para o crescimento pleno esaudável da planta. Convém salientar que solos arenosos normalmente possuemníveis baixos de silício na forma assimilável pelas plantas 3) Uso crescente de defensivos que diminuem apopulação de microrganismos do solo que atuam como solubilizadores de silicatos 4) Menor consumo de fibras pela população, ondese concentra uma grande parte do silício nos alimentos. Ademais, o ser humanoestá geneticamente condicionado a consumir níveis de silício bem mais elevadosque os atuais, pois a sua dieta tem sido rica em fibras há milhares de anos.Atualmente, porém, o maior consumo de alimentos processados e mais pobres emfibras, particularmente em países mais desenvolvidos, contribui para a menoringestão de silício. Uma fonte importante de silício é a água que apopulação consome, cujos níveis do elemento variam, principalmente, com a suaorigem geológica. Com o advento do tratamento da água com sulfato de alumíniopara agregar partículas no processo da floculação, os teores de silício ficaramainda mais baixos. Considerando os benefícios proporcionados pelanutrição balanceada, o agricultor deve considerar daqui para frente autilização de fertilizantes sólidos ou líquidos (adubação foliar) silicatadosno manejo nutricional e fitossanitário da sua lavoura. É uma tecnologiarelativamente nova no Brasil, sendo que o uso do silício como adubo já estáregulamentado em legislação pertinente. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO),DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE PRODUTOS ORGÂNICOS ENANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR). 
...

Preço: R$ 65,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM PURO INSETICIDA ORGANICO

Inseticida Orgânico, Neem Puro, Certificado pela APAN.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         O único CERTIFICADO PELA IMO Control                              ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.                                                                                                                                                                                                                                   DESCRIÇÃO:                                                                                                                                             ÓLEO DE NEEM (Azadirachta Indica) emulsionado formulado para o controle de insetos, ácaros, carrapatos, pulgas, pulgões, moscas, etc.                                                                                                Ação repelente: A mínima presença do princípio ativo do Óleo de Neem (Azadirachtina) repele os insetos nas plantas, animais e ambientes.                                            Controle hormonal: Devido a semelhança da Asadirachtina com o hormônio da ecdise (processo que permite o inseto trocar o exoesqueleto e assim poder crescer), a transformação é perturbada ao ponto que, em altas concentrações, pode até ser impedida causando a morte do inseto. Ao contrário dos inseticidas químicos, atua no sistema hormonal do inseto, sobre o sistema nervoso ou até no sistema digestivo. Na presença do nim, o inseto deixa de se alimentar, é repelido ou acaba morrendo por problemas que ocorrerão na metamorfose da larva e pupa.                                                                      Vantagens do Óleo de Neem: - Mundialmente aprovado para uso na agricultura e pecuária orgânica. - Não tóxico para o homem e animais domésticos. - Totalmente biodegradável sendo eliminado no meio ambiente em poucos dias. - Usado no controle de mais de 418 tipos de insetos. - Nematicida, reduz a população de nematóides fitófagos.                - Bactericida, inibe o crescimento de algumas espécies de bactérias. UTILIZAÇÃO                                                                                                                                                                                                Neem é um produto orgânico que substitui os agrotóxicos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas e insetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas.Como utilizar o Neem: O produtor deve usar como preventivo, curativo e também como repelente.Os insetos e larvas que foram banhados pelo neem, ele não conseguirão, desenvolver-se e nem se reproduzir. Assim eles não se alimentarão das plantas, e os que se alimentarem vão se contaminar, vindo a secar. Pelo fato do produto ser orgânico, a planta absorve o neem, tornando-se parte da planta. O produto vai eliminar todos os tipos de insetos e doenças, sem estar prejudicando o meio ambiente, e nem quem estiver aplicando o produto.                                   SOJA: Ele controla percevejo verde, mosca branca, lagarta, grilo, besouro, gafanhotos. CAFÉ: Bicho mineiro, broca, cigarrilha, lagartos, ferrugem e outros.                    TOMATE: Muchadeira, lagarta de solo, lagarta rosca, vaquinha, pulgão, traça dos crucioferox, percevejo de tomate, percevejo verde – branca, mosca branca, mosca minadora, teça da barata, lagarta dos frutos, ácaros, tripse, fungos, fusário, bichomineiro.                                                     BATATA: Pulgão, vaquinha, lagartas, mosca branca, muchadeira, burrinho, traça, cochonilha, besouros, trips e requeima.                                                                                        UVA: Antracnose, míldio, mosca branca, cochinilha, pérola.               MORANGO: Mosca branca, bactérias.                  AMENDOIM: Lagarto elasmo, lagarta rosca, percevejo castanho, cupim, larva do besouro, trips, cigarrinha.                                                                                                                                  BANANA: Mozaico, moleque de bananeira, pragas em gerais. FUMO: Vira a cabeça, oidio, míldio, antracnose, mofo azul, bacteriana (1 l para 100).         FLORES: Ácaros, trips, pinta preta, fungos (1 l para 300)                                    MANDIOCA: Cochonilhas, mosca branca, ferrugem, atraquinose, bactérias (erinúcleos ou mandruvá).                       ORQUÍDEA: Antracnose, ácaros, oidio, míldio, mozaico, bactérias.             CITROS: Trips, ácaros, conchonilha, pulgões, fungos, antracnose, lagartas, ferrugem, citros, minadoras de citros, fusarium.                              PIMENTA: Fuzarium, pulgões.         MILHO: Lagarta do cartucho, lagarta dos capinzais, lagarta dos espigais, percevejo castanho. MAMÃO: Trips, ácaros, pulgões. HORTALIÇAS: Pulgões, lagartas em geral, mosca branca, ácaros, oidio, fungos. FEIJÃO: Ferrugem do feijoeiro, lagartas, cigarrinhas, mosca branca, ácaros, pulgões, trips, percevejos, lagartas do cartucho, vaquinha.          ALGODÃO: Broca, lagartas-rosada, bicudo, pulgão, ácaro.Doenças: Ramulose e amucha do fusarium, mematóide.                     TRIGO: Lagarta dos milharais ou cartucho, curuquerêdos, capinzais (lagarta de 4 cm), lagartas do trigo, broca das hastes (moléstias). ARROZ: Solo, culpim, percevejo castanho, elasmopolpus, bicho-bolo, pulgão, gorgulho, traça dos cereais, lagarta do solo. CEREAIS: Percevejo do arroz, lagarta dos capinzais, lagarta do cartucho, lagarta rosca, besouro, maripozinha, lagarta da folha, lagarta do cacho. ANIMAIS: Controla e acaba com o ciclo de Parasitas externos, como: carrapato, moscas, sarnas e piolhos (até 90 dias). Dosagem 300 ml a 1000 ml para cada 100 litros de água. Preventivo e Curativo, respectivamente. NEEM NO CONTROLE DE CARRAPATOS DE CÃES E GATOS.          DOSES E MANEIRA DE UTILIZAR CARRAPATOS: Os resultados de pesquisas apontam para a maior eficiência do óleo de neem quando comparado ao extrato alcoólico ou aquoso. Em estudo utilizando óleo emulsificado no controle de Rhipiceephalus sanguineous (Deore M.D.: Effects of emulsified neem oil on ticks & flies in dogs. National Conv. Vet. Pharm. India 1995) mostrou-se diferenças importantes na dose letal para carrapatos em fêmeas ingurgitadas (16%), machos (8%) e larvas(1%) e no número de dias requerido para a mortalidade de fêmeas ingurgitadas (9 dias), machos (3 dias) e larvas (24 horas). Utilize a dosagem indicada pelo fabricante e procure produtos de origem orgânica. SARNAS: utiliza-se sobre a forma de pasta em concentrações de 10 a 20%, cobrindo a área afetada. Os efeitos aparecem já à partir do 4º. dia de utilização. MOSCAS: aplicação do óleo a 0,6% (6 ml/litro de água) no solo. Nas dermatites por picadas de moscas, em cães, misture 1:5 óleo de neem em vaselina e passe nas orelhas PARTICULARIDADES DO NEEM A azadiractina apresenta efeito residual por 3-7 dias, deve-se aplicá-la 1 vez por semana, tanto no ambiente quanto no animal. As aplicações devem ser feitas no final da tarde, pois a atividade da azadiractina pode ser reduzida a aproximadamente 60% após a exposição à luz solar por 4 horas. No animal, ele permanece sobre a superfície matando os insetos por contato. Portanto, após o banho deve ser aplicado novamente.      PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES ORGÂNICOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR).  
...

Preço: R$ 28,00

São José do Rio Preto/SP

SILICIO NUTRISIL FUNGICIDA TOTALMENTE ORGANICO

EXCELENTE EFICÁCIA CONTRA TODOS OS FUNGOS, VANTAGEM DE NÃO SER SELETIVO                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 FUNGICIDA NATURAL TEM NOME = NUTRISIL - SILICATO PURO COM 100% NATURAL, Nutri e Protege a Planta.                                          _FRETE ESPECIAL NA COMPRA IGUAL OU SUPERIOR Á 25 quilos. (Para quantidade menor, consulte-nos).          ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.                                                                                                                                                                          FUNGICIDA ORGÂNICO                                 INDICAÇÃO                                                         COMBATE AS DOENÇAS FUNGICAS DAS PLANTAS,COMO OIDIO,MIODIO,FUSÁRIUM,PINTA PRETA,ANTRACNOSE,PODRIDÃO,MURCHADEIRA E FUNGOS, E AGE COMO UM CURATIVO NAS FERIDAS DOS FRUTOS E GALHOS APÓS A COLHEITA.                                                                                   É UM EXCELENTE SUBSTITUTO DO COBRE,MAS TOTALMENTE ORGÂNICO,PODE SER MISTURADO COM PRODUTOS QUIMICOS AUMENTANDO A POTENCIALIZAÇÃO DA APLICAÇÃO. O silício e um composto natural ,extraído de rochas fossilizadas,algas marinhas e corais,que tem 94.58% de pureza. Aumenta a resistência da parede celular da planta e reduz a perca de água por transpiração,causada pelo stress hídrico e a geada,aumentando assim o processo metabólico da planta,deixando as folhas mais rígidas e eretas,ele forma uma blindagem na cutícula foliar da planta,deixando s folhas mais grossas,deixando a lavoura mais resistente a proliferação de fungos e ataque de pragas e insetos,aumentando a resistência a doenças fungicas e nematóides (oilde, míodio, fusárium, pinta preta,antracnose,podridão,muchadeira) ele também atua como curativo ou seja tem uma ação cicatrizante nas feridas dos frutos e dos galhos após colheita.                              Com a aplicação do silício é possível, aumentar a resistência ao acamento por causa do teor de lignina no colmo, aumentando assim a rigidez desse colmo e dos galhos,suportando cachos maiores e mais pesados. Na parte foliar, ele melhora a absorção dos nutrientes,devido a concentração de cálcio,magnésio,ferro e fósforo,desenvolvendo o crescimento vegetativo dessa planta e a floração.                                                                                                                                                 Composição Química                                                                              Sio2 ..... 94,6 Al2o3 ... 3,38 Tio2 ..... 0,21             Fe2o ... 0,23                   Cao ..... 0,42                Mgo ..... 0,44 Na2o ... 0,18 K2o ..... 0,11 ph ........ 6/8 Mno ..... 0,01 P2o6 ... 0,01                                                                  INDICAÇÕES DE CONTROLE DE DOENÇAS E FUNGOS EM ALGUMAS CULTURAS:                                       CAFÉ - phoma do café, olho pardo, mancha do café, mancha vermelha, mela,ferrugem, mancha da alternária,oidio, e outra doenças.                                       CITRUS - leprose,pinta preta, mancha marrom, ramo amarelo, ferrugem, verrugose,nelanose, gomose, amarelinha e outras.            GOIABA- ferrugem,atracnose,verrugose, seca bacteriana e outras.         MORANGO- oidio,atracnose,podridão,mofo cinzento, mancha das folhas, crestamento das folhas, mancha angular, e outras.        UVA- mildio, antracnose, oidio, ferrugem, podridão, requeima, das folhas e outras.                                                                                                 PRINCIPIO ATIVO: sílica neutra ph do produto: 6 a 8 umidade: 0,90%. Isento de metais pesados e tóxicos, tais como, chumbo, mercúrio e cádmio. Não tóxico, por isso, não tem prazo de carência quando pulverizado sobre plantas destinadas ao consumo.        MODO DE UTILIZAÇÃO: >>> Para aumentar a resistência das plantas às doenças e pragas: geral:200 gr/100l.         hortaliças e morangos: 02 gr por litro d água (semanalmente). legumes: 2 gr p litro d água (cada 15 dias). café: 4 aplicações_primeira pos colheita,no inicio da brotação e as demais ,no intervalo de 45 a 60 dias(200 gr por hectare até completar 2 kg/hectare.). Tipos de café conilon,arabico,e catuai(vermelho) frutas: 30 gr para cada 20 lts d agua ou seja 30 gr por bomba de 20 lts,aplicação de 45 a 60 dias(200 g/hectare até completar 2kg/hectare)             soja ,milho ,feijão,tomate,berinjela,pimentão algodão,arroz e milho: 3 aplicações. Primeira: 300 gr por hectare,com 4 pares de folhas      Segunda: 300 gr por hectare na pré florada Terceira: 300 gr por hectare pós florada. citrus: 4 aplicações anuais_4kg por bomba/2000 lts d agua. Da pra fazer de 250 a 300 pés de laranja com uma bomba. MOMENTO DE PULVERIZAÇÃO:                        Quando as plantas estão em estado vegetativo com brotações,flores e frutos verdes. A ideia é aplicar em folhas jovens para que as celulas formem camada de proteção a entrada de fungos e alimentação de insetos. O silicio é pouco móvel na planta,desta forma,mesmo a planta absorvendo pelas raizes,o silicio tem dificuldades em alcançar as folhas,brotos,e frutos,daí a necessidade de pulverizações frequentes. Pode ser misturado com outros micronutrientes foliares,inseticidas e outros produtos quimicos e biológicos. IMPORTANTE: Fazer pré diluição e coar antes de colocar no tanque do pulverizador,pois pode haver alguns grânulos maiores que poderão entupir os bicos do pulverizador. (Fazendo isso, não terá problema). Não altera o ph da calda ,e os outros produtos a ela adicionados. Promove a resistência fisica,por promover o espessamento das folhas e a casca de frutos,e sistêmico por estimular a produção de fenóis e fitoalexinas responsaveis na resposta da planta e ataques de doenças e pragas,aumentando a resistencia da planta e diminunuindo a expressão da doença. BENEFÍCIOS:                Veja no site da Embrapa trabalhos e pesquisas feitas sobre o Silício. Os benefícios da adição ao solo de cinzas vegetais e esterco de animais para aumentar a produtividade é de conhecimento dos agricultores há milênios. Esses e uma infinidade de outros produtos processados pelo homem, na forma de fertilizantes e corretivos da acidez do solo, são fontes dos nutrientes vegetais, ou seja, elementos minerais considerados essenciais para as plantas crescerem e completarem o ciclo de vida, desempenhando inúmeras funções vitais dentro do metabolismo vegetal. A falta ou excesso de um ou mais destes minerais influencia não só o crescimento e a produtividade, mas também pode afetar a resistência ou a tolerância da planta a doenças e pragas. A resistência é determinada basicamente pela habilidade do hospedeiro em limitar a penetração, desenvolvimento e/ou reprodução do agente invasor. Por outro lado, a tolerância é caracterizada pela habilidade da planta em manter o seu crescimento de modo satisfatório, apesar da infecção ou do ataque da praga. Mesmo sendo geneticamente controladas, a resistência e a tolerância são bastante influenciadas por fatores ambientais. Dentre estes, destacamos a nutrição mineral da planta, cuja fertilidade do solo pode ser manipulada por meio da adubação e correção da acidez. Aumenta o crescimento e a produtividade Aumenta a força mecânica do colmo e a resistência ao acamamento Favorece a penetração da luz no dossel da planta por manter as folhas mais eretas, promovendo assim a fotossíntese Aumenta a atividade radicular, promovendo a absorção de água e nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio, e o poder de oxidação das raízes Aumenta a resistência a pragas e doenças Neutraliza o alumínio tóxico do solo, bem como diminui a toxidez causada pelo manganês e outros metais pesados Em gramíneas diminui a transpiração excessiva, aumentando a resistência a veranicos Promove a formação de nódulos em leguminosas Aumenta a proteção contra temperaturas extremas e ao estresse salino Aumenta a massa individual das sementes e a fertilidade dos grãos de pólen Aumenta a produção de carboidratos e açúcares Não se pode negar o fato do silício ser um componente majoritário dos vegetais, e dos papéis importantes que desempenha na vida das plantas. A inclusão da adubação silicatada no manejo do solo pode significar um maior retorno econômico para o agricultor. 1) A retirada de silício do solo pelas plantas e destas do campo, por meio das colheitas, sem a devida reposição do elemento. Como as cultivares modernas têm um potencial de extração de nutrientes cada vez maior, principalmente em função da maior produtividade, intensifica-se a exportação ou saída de silício de nossos solos 2) Solos carentes em silício disponível para as plantas. Os solos naturalmente pobres em nutrientes, geralmente são pobres também em silício. A correção do solo com calcário e a adubação convencional não aumentam os níveis de silício necessários para o crescimento pleno e saudável da planta. Convém salientar que solos arenosos normalmente possuem níveis baixos de silício na forma assimilável pelas plantas 3) Uso crescente de defensivos que diminuem a população de microrganismos do solo que atuam como solubilizadores de silicatos 4) Menor consumo de fibras pela população, onde se concentra uma grande parte do silício nos alimentos. Ademais, o ser humano está geneticamente condicionado a consumir níveis de silício bem mais elevados que os atuais, pois a sua dieta tem sido rica em fibras há milhares de anos. Atualmente, porém, o maior consumo de alimentos processados e mais pobres em fibras, particularmente em países mais desenvolvidos, contribui para a menor ingestão de silício. Uma fonte importante de silício é a água que a população consome, cujos níveis do elemento variam, principalmente, com a sua origem geológica. Com o advento do tratamento da água com sulfato de alumínio para agregar partículas no processo da floculação, os teores de silício ficaram ainda mais baixos. Considerando os benefícios proporcionados pela nutrição balanceada, o agricultor deve considerar daqui para frente a utilização de fertilizantes sólidos ou líquidos (adubação foliar) silicatados no manejo nutricional e fitossanitário da sua lavoura. É uma tecnologia relativamente nova no Brasil, sendo que o uso do silício como adubo já está regulamentado em legislação pertinente.             PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE PRODUTOS ORGÂNICOS E NANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR).                
...

Preço: R$ 28,00

São José do Rio Preto/SP

NUTRISIL FUNGICIDA ORGÂNICO Á BASE DE SILÍCIO

EXCELENTE EFICÁCIA CONTRA TODOS OS FUNGOS, VANTAGEM DE NÃO SER SELETIVO                                                                                                                                                                                                                                                                                                    FUNGICIDA NATURAL TEM NOME = NUTRISIL - SILICATO PURO COM 100% NATURAL, Nutri e Protege a Planta.                        _FRETE ESPECIAL NA COMPRA IGUAL OU SUPERIOR Á 25 quilos. (Para quantidade menor, consulte-nos).                      ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.                                                                                                                                     FUNGICIDA ORGÂNICO                                                                               INDICAÇÃO COMBATE AS DOENÇAS FUNGICAS DAS PLANTAS,COMO OIDIO,MIODIO,FUSÁRIUM,PINTA PRETA,ANTRACNOSE,PODRIDÃO,MURCHADEIRA E FUNGOS, E AGE COMO UM CURATIVO NAS FERIDAS DOS FRUTOS E GALHOS APÓS A COLHEITA. É UM EXCELENTE SUBSTITUTO DO COBRE,MAS TOTALMENTE ORGÂNICO,PODE SER MISTURADO COM PRODUTOS QUIMICOS AUMENTANDO A POTENCIALIZAÇÃO DA APLICAÇÃO.             O silício e um composto natural ,extraído de rochas fossilizadas,algas marinhas e corais,que tem 94.58% de pureza. Aumenta a resistência da parede celular da planta e reduz a perca de água por transpiração,causada pelo stress hídrico e a geada,aumentando assim o processo metabólico da planta,deixando as folhas mais rígidas e eretas,ele forma uma blindagem na cutícula foliar da planta,deixando s folhas mais grossas,deixando a lavoura mais resistente a proliferação de fungos e ataque de pragas e insetos,aumentando a resistência a doenças fungicas e nematóides (oilde, míodio, fusárium, pinta preta,antracnose,podridão,muchadeira) ele também atua como curativo ou seja tem uma ação cicatrizante nas feridas dos frutos e dos galhos após colheita.                                                      Com a aplicação do silício é possível, aumentar a resistência ao acamento por causa do teor de lignina no colmo, aumentando assim a rigidez desse colmo e dos galhos,suportando cachos maiores e mais pesados. Na parte foliar, ele melhora a absorção dos nutrientes,devido a concentração de cálcio,magnésio,ferro e fósforo,desenvolvendo o crescimento vegetativo dessa planta e a floração.                                                                                                       Composição Química                                                                                                        Sio2 ..... 94,6                             Al2o3 ... 3,38                    Tio2 ..... 0,21               Fe2o ... 0,23 Cao ..... 0,42             Mgo ..... 0,44 Na2o ... 0,18              K2o ..... 0,11           ph ........ 6/8 Mno ..... 0,01 P2o6 ... 0,01                     INDICAÇÕES DE CONTROLE DE DOENÇAS E FUNGOS EM ALGUMAS CULTURAS:                                                                                                     CAFÉ - phoma do café, olho pardo, mancha do café, mancha vermelha, mela,ferrugem, mancha da alternária,oidio, e outra doenças. CITRUS - leprose,pinta preta, mancha marrom, ramo amarelo, ferrugem, verrugose,nelanose, gomose, amarelinha e outras.                                     GOIABA- ferrugem,atracnose,verrugose, seca bacteriana e outras. MORANGO- oidio,atracnose,podridão,mofo cinzento, mancha das folhas, crestamento das folhas, mancha angular, e outras.                       UVA- mildio, antracnose, oidio, ferrugem, podridão, requeima, das folhas e outras.                                                                       PRINCIPIO ATIVO:                    sílica neutra ph do produto: 6 a 8 umidade: 0,90%. Isento de metais pesados e tóxicos, tais como, chumbo, mercúrio e cádmio. Não tóxico, por isso, não tem prazo de carência quando pulverizado sobre plantas destinadas ao consumo. MODO DE UTILIZAÇÃO: >>> Para aumentar a resistência das plantas às doenças e pragas: geral:200 gr/100l.              hortaliças e morangos: 02 gr por litro d água (semanalmente). legumes: 2 gr p litro d água (cada 15 dias). café: 4 aplicações_primeira pos colheita,no inicio da brotação e as demais ,no intervalo de 45 a 60 dias(200 gr por hectare até completar 2 kg/hectare.). Tipos de café conilon,arabico,e catuai(vermelho) frutas: 30 gr para cada 20 lts d agua ou seja 30 gr por bomba de 20 lts,aplicação de 45 a 60 dias(200 g/hectare até completar 2kg/hectare)                soja ,milho ,feijão,tomate,berinjela,pimentão algodão,arroz e milho: 3 aplicações. Primeira: 300 gr por hectare,com 4 pares de folhas Segunda: 300 gr por hectare na pré florada Terceira: 300 gr por hectare pós florada. citrus: 4 aplicações anuais_4kg por bomba/2000 lts d agua. Da pra fazer de 250 a 300 pés de laranja com uma bomba. MOMENTO DE PULVERIZAÇÃO: Quando as plantas estão em estado vegetativo com brotações,flores e frutos verdes. A ideia é aplicar em folhas jovens para que as celulas formem camada de proteção a entrada de fungos e alimentação de insetos. O silicio é pouco móvel na planta,desta forma,mesmo a planta absorvendo pelas raizes,o silicio tem dificuldades em alcançar as folhas,brotos,e frutos,daí a necessidade de pulverizações frequentes. Pode ser misturado com outros micronutrientes foliares,inseticidas e outros produtos quimicos e biológicos. IMPORTANTE:        Fazer pré diluição e coar antes de colocar no tanque do pulverizador,pois pode haver alguns grânulos maiores que poderão entupir os bicos do pulverizador. (Fazendo isso, não terá problema). Não altera o ph da calda ,e os outros produtos a ela adicionados. Promove a resistência fisica,por promover o espessamento das folhas e a casca de frutos,e sistêmico por estimular a produção de fenóis e fitoalexinas responsaveis na resposta da planta e ataques de doenças e pragas,aumentando a resistencia da planta e diminunuindo a expressão da doença. BENEFÍCIOS: Veja no site da Embrapa trabalhos e pesquisas feitas sobre o Silício. Os benefícios da adição ao solo de cinzas vegetais e esterco de animais para aumentar a produtividade é de conhecimento dos agricultores há milênios. Esses e uma infinidade de outros produtos processados pelo homem, na forma de fertilizantes e corretivos da acidez do solo, são fontes dos nutrientes vegetais, ou seja, elementos minerais considerados essenciais para as plantas crescerem e completarem o ciclo de vida, desempenhando inúmeras funções vitais dentro do metabolismo vegetal. A falta ou excesso de um ou mais destes minerais influencia não só o crescimento e a produtividade, mas também pode afetar a resistência ou a tolerância da planta a doenças e pragas. A resistência é determinada basicamente pela habilidade do hospedeiro em limitar a penetração, desenvolvimento e/ou reprodução do agente invasor. Por outro lado, a tolerância é caracterizada pela habilidade da planta em manter o seu crescimento de modo satisfatório, apesar da infecção ou do ataque da praga. Mesmo sendo geneticamente controladas, a resistência e a tolerância são bastante influenciadas por fatores ambientais. Dentre estes, destacamos a nutrição mineral da planta, cuja fertilidade do solo pode ser manipulada por meio da adubação e correção da acidez. Aumenta o crescimento e a produtividade Aumenta a força mecânica do colmo e a resistência ao acamamento Favorece a penetração da luz no dossel da planta por manter as folhas mais eretas, promovendo assim a fotossíntese Aumenta a atividade radicular, promovendo a absorção de água e nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio, e o poder de oxidação das raízes Aumenta a resistência a pragas e doenças Neutraliza o alumínio tóxico do solo, bem como diminui a toxidez causada pelo manganês e outros metais pesados Em gramíneas diminui a transpiração excessiva, aumentando a resistência a veranicos Promove a formação de nódulos em leguminosas Aumenta a proteção contra temperaturas extremas e ao estresse salino Aumenta a massa individual das sementes e a fertilidade dos grãos de pólen Aumenta a produção de carboidratos e açúcares Não se pode negar o fato do silício ser um componente majoritário dos vegetais, e dos papéis importantes que desempenha na vida das plantas. A inclusão da adubação silicatada no manejo do solo pode significar um maior retorno econômico para o agricultor. 1) A retirada de silício do solo pelas plantas e destas do campo, por meio das colheitas, sem a devida reposição do elemento. Como as cultivares modernas têm um potencial de extração de nutrientes cada vez maior, principalmente em função da maior produtividade, intensifica-se a exportação ou saída de silício de nossos solos 2) Solos carentes em silício disponível para as plantas. Os solos naturalmente pobres em nutrientes, geralmente são pobres também em silício. A correção do solo com calcário e a adubação convencional não aumentam os níveis de silício necessários para o crescimento pleno e saudável da planta. Convém salientar que solos arenosos normalmente possuem níveis baixos de silício na forma assimilável pelas plantas 3) Uso crescente de defensivos que diminuem a população de microrganismos do solo que atuam como solubilizadores de silicatos 4) Menor consumo de fibras pela população, onde se concentra uma grande parte do silício nos alimentos. Ademais, o ser humano está geneticamente condicionado a consumir níveis de silício bem mais elevados que os atuais, pois a sua dieta tem sido rica em fibras há milhares de anos. Atualmente, porém, o maior consumo de alimentos processados e mais pobres em fibras, particularmente em países mais desenvolvidos, contribui para a menor ingestão de silício. Uma fonte importante de silício é a água que a população consome, cujos níveis do elemento variam, principalmente, com a sua origem geológica. Com o advento do tratamento da água com sulfato de alumínio para agregar partículas no processo da floculação, os teores de silício ficaram ainda mais baixos. Considerando os benefícios proporcionados pela nutrição balanceada, o agricultor deve considerar daqui para frente a utilização de fertilizantes sólidos ou líquidos (adubação foliar) silicatados no manejo nutricional e fitossanitário da sua lavoura. É uma tecnologia relativamente nova no Brasil, sendo que o uso do silício como adubo já está regulamentado em legislação pertinente. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE PRODUTOS ORGÂNICOS E NANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR).
...

Preço: R$ 35,00

São José do Rio Preto/SP

TORTA DE NEEM ALTA CONCENTRAÇÃO

VERMÍFUGO DE COCHO ORGÂNICO, SEM CARRAPATO, SEM MOSCA DO CHIFRE, SEM BERNE E VERME.                                                                                                                                                                                                                                   TORTA DE NEEM - NO TRATAMENTO ENDO/ECTO PARASITÁRIOS EM BOVINOS , BUBALINOS E CAPRINOS                                                                                                                                                                                                                                                                                                 Torta de Neen é um produto natural usado controle de parasitas em bovinos, ovinos e suínos. Por este motivo, não há necessidade de uso de EPI e permite o consumo do leite e da carne durante o tratamento. Sendo aplicado na alimentação animal, propicia também grande facilidade de manejo e um tratamento extremamente prático, seguro e barato. INDICAÇÃO                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         PECUÁRIA NO TRATAMENTO ENDO/ECTO PARASITÁRIOS EM BOVINOS , BUBALINOS E CAPRINOS               Não deixa resíduos no leite e na carne sendo usado em qualquer período produtivo.                                       MODO DE AÇÃO                                              A partir do 16° dia de uso ininterrupto a TORTA DE NEEM. já começa a fazer seu efeito repelente. Ao ser ingerido o Neem é assimilado pela via sanguínea, do sangue para as secreções da pele. sendo eliminado pelo suor formando um escudo protetor, no couro do animal, impedindo reinfestação. com uma semana usando a torta de neem,a mosca de chifre desaparece da propriedade. Melhor produto pra mosca,carrapato e verminose gastro intestinal e pumonar, em relação custo beneficio.                                              INDICAÇÃO DE USO 250 g de TORTA DE NEEM para 25 Kg de sal mineralizado 2Kg de TORTA DE NEEM por tonelada de ração. APRESENTAÇÃO Caixas com 5 , 10 ,20,50 e 100 kg          COMPOSIÇÃO       Nitrogênio ............. 3.6 Fósforo .................. 0.268 Potássio ................ 1.4 Cálcio ..................... 0.58 Magnésio ............... 0.36 SODIO .................... 0.026 ZINCO .................... 56 COBRE .................. 98 FERRO .................. 160 MANGANÊS .......... 24 U ............................. 31.75 M.O ......................... 28.80 PH .......................... 5.0                                                                   AGRICULTURA Ao eliminar os NEMATÓIDES do solo, a principal praga das plantas é eliminada. Os nematódeos sugam líquidos das raízes a tal ponto que elas se tornam incapazes de suprir a planta com nutrientes. As plantas ficam com uma aparência doentia, param de crescer e podem eventualmente vir a morrer, apesar de estarem recebendo nutrientes adequados, água e cuidados. Por outro lado, ao promover o aumento na população de minhocas a TORTA DE NEEM ajuda a manter o solo solto de tal forma que a água e os nutrientes possam ser absorvidos pelas raízes com mais facilidade. As minhocas também enriquecem o solo ao criarem prontamente nutrientes absorvíveis, já que se alimentam de vegetais em decomposição. A TORTA DE NEEM também reduz o índice de nitrificação do solo ao eliminar as bactérias nitrificantes tais como nitrosomonas e as nitrobacteriáceas. Isto reduz a necessidade da aplicação de nutrientes externos. Alguns estudos mostraram que misturando-se a TORTA DE NEEM com aplicações de esterco regularmente pode praticamente dobrar a produção da colheita em comparação com o uso apenas do esterco. RECOMENDAÇÃO DE USO EM MUDAS: 1 KG DE TORTA PARA CADA 100 KG DE SUBSTRATO. NO CAMPO: 40 GRAMAS POR METRO QUADRADO PLANTADO. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES NANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR).             
...

Preço: R$ 55,00

São José do Rio Preto/SP

ÓLEO DE NEEM PURO (com a maior Concentração do Mercado)

Inseticida Orgânico,Neem Puro, Certificado pela APAN.                                                  O único CERTIFICADO PELA IMO Control   ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.        DESCRIÇÃO:                       ÓLEO DE NEEM (Azadirachta Indica) emulsionadoformulado para o controle de insetos, ácaros, carrapatos, pulgas, pulgões,moscas, etc.                          Ação repelente: A mínima presença do princípioativo do Óleo de Neem (Azadirachtina) repele os insetos nas plantas, animais eambientes.          Controle hormonal: Devido a semelhança daAsadirachtina com o hormônio da ecdise (processo que permite o inseto trocar oexoesqueleto e assim poder crescer), a transformação é perturbada ao ponto que,em altas concentrações, pode até ser impedida causando a morte do inseto. Aocontrário dos inseticidas químicos, atua no sistema hormonal do inseto, sobre osistema nervoso ou até no sistema digestivo. Na presença do nim, o inseto deixade se alimentar, é repelido ou acaba morrendo por problemas que ocorrerão nametamorfose da larva e pupa.                                                                                                 Vantagens do Óleo de Neem: - Mundialmente aprovado para uso na agriculturae pecuária orgânica. - Não tóxico para o homem e animais domésticos. - Totalmente biodegradável sendo eliminado nomeio ambiente em poucos dias. - Usado no controle de mais de 418 tipos deinsetos.                                                            - Nematicida, reduz a população de nematóidesfitófagos.                - Bactericida, inibe o crescimento de algumasespécies de bactérias. UTILIZAÇÃO                                                                                                Neem é um produto orgânico que substitui osagrotóxicos. Ele atinge mais de 418 tipos de pragas einsetos. No Brasil, existe 105 espécies de pragas.Como utilizar o Neem: Oprodutor deve usar como preventivo, curativo e também como repelente.Os insetose larvas que foram banhados pelo neem, ele não conseguirão, desenvolver-se enem se reproduzir.                     Assim eles não se alimentarão das plantas, e osque se alimentarem vão se contaminar, vindo a secar. Pelo fato do produto serorgânico, a planta absorve o neem, tornando-se parte da planta. O produto vai eliminar todos os tipos de insetose doenças, sem estar prejudicando o meio ambiente, e nem quem estiver aplicandoo produto.                                             SOJA: Ele controla percevejo verde, moscabranca, lagarta, grilo, besouro, gafanhotos.                                                                CAFÉ: Bicho mineiro, broca, cigarrilha,lagartos, ferrugem e outros.                                                                               TOMATE: Muchadeira, lagarta de solo, lagartarosca, vaquinha, pulgão, traça dos crucioferox, percevejo de tomate, percevejoverde – branca, mosca branca, mosca minadora, teça da barata, lagarta dosfrutos, ácaros, tripse, fungos, fusário, bichomineiro.                                                             BATATA: Pulgão, vaquinha, lagartas, moscabranca, muchadeira, burrinho, traça, cochonilha, besouros, trips e requeima.                              UVA: Antracnose, míldio, mosca branca,cochinilha, pérola.                                                     MORANGO: Mosca branca, bactérias. AMENDOIM: Lagarto elasmo, lagarta rosca,percevejo castanho, cupim, larva do besouro, trips, cigarrinha.            BANANA: Mozaico, moleque de bananeira, pragas emgerais. FUMO: Vira a cabeça, oidio, míldio, antracnose,mofo azul, bacteriana (1 l para 100).            FLORES: Ácaros, trips, pinta preta, fungos (1 lpara 300) MANDIOCA: Cochonilhas, mosca branca, ferrugem,atraquinose, bactérias (erinúcleos ou mandruvá).                                     ORQUÍDEA: Antracnose, ácaros, oidio, míldio,mozaico, bactérias. CITROS: Trips, ácaros, conchonilha, pulgões,fungos, antracnose, lagartas, ferrugem, citros, minadoras de citros, fusarium.         PIMENTA: Fuzarium, pulgões. MILHO: Lagarta do cartucho, lagarta doscapinzais, lagarta dos espigais, percevejo castanho. MAMÃO: Trips, ácaros, pulgões.              HORTALIÇAS: Pulgões, lagartas em geral, moscabranca, ácaros, oidio, fungos. FEIJÃO: Ferrugem do feijoeiro, lagartas,cigarrinhas, mosca branca, ácaros, pulgões, trips, percevejos, lagartas do cartucho,vaquinha.                                       ALGODÃO: Broca, lagartas-rosada, bicudo, pulgão,ácaro.Doenças: Ramulose e amucha do fusarium, mematóide. TRIGO: Lagarta dos milharais ou cartucho,curuquerêdos, capinzais (lagarta de 4 cm), lagartas do trigo, broca das hastes(moléstias). ARROZ: Solo, culpim, percevejo castanho,elasmopolpus, bicho-bolo, pulgão, gorgulho, traça dos cereais, lagarta do solo. CEREAIS: Percevejo do arroz, lagarta doscapinzais, lagarta do cartucho, lagarta rosca, besouro, maripozinha, lagarta dafolha, lagarta do cacho. ANIMAIS: Controla e acaba com o ciclo deParasitas externos, como: carrapato, moscas, sarnas e piolhos (até 90 dias). Dosagem 300 ml a 1000 ml para cada 100 litros de água. Preventivo e Curativo, respectivamente. NEEM NO CONTROLE DE CARRAPATOS DE CÃES E GATOS. DOSES E MANEIRA DE UTILIZAR CARRAPATOS: Os resultados de pesquisas apontampara a maior eficiência do óleo de neem quando comparado ao extrato alcoólicoou aquoso. Emestudo utilizando óleo emulsificado no controle de Rhipiceephalus sanguineous(Deore M.D.: Effects of emulsified neem oil on ticks & flies in dogs. National Conv. Vet. Pharm. India 1995)mostrou-se diferenças importantes na dose letal para carrapatos em fêmeasingurgitadas (16%), machos (8%) e larvas(1%) e no número de dias requerido paraa mortalidade de fêmeas ingurgitadas (9 dias), machos (3 dias) e larvas (24horas). Utilize a dosagem indicada pelo fabricante eprocure produtos de origem orgânica. SARNAS: utiliza-se sobre a forma de pasta emconcentrações de 10 a 20%, cobrindo a área afetada. Os efeitos aparecem já àpartir do 4º. dia de utilização. MOSCAS: aplicação do óleo a 0,6% (6 ml/litro deágua) no solo. Nas dermatites por picadas de moscas, em cães,misture 1:5 óleo de neem em vaselina e passe nas orelhas PARTICULARIDADES DO NEEM A azadiractina apresenta efeito residual por 3-7dias, deve-se aplicá-la 1 vez por semana, tanto no ambiente quanto no animal. As aplicações devem ser feitas no final datarde, pois a atividade da azadiractina pode ser reduzida a aproximadamente 60%após a exposição à luz solar por 4 horas. No animal, ele permanece sobre a superfíciematando os insetos por contato. Portanto, após o banho deve ser aplicadonovamente. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO),DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES ORGÂNICOSEM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR). 
...

Preço: R$ 28,00

São José do Rio Preto/SP

FUNGICIDA ORGÂNICO SILICIO BUGRAM

EXCELENTE EFICÁCIACONTRA TODOS OS FUNGOS, VANTAGEM DE NÃO SER SELETIVO                    FUNGICIDA NATURAL TEM NOME = NUTRISIL - SILICATOPURO COM 100% NATURAL, Nutri e Protege a Planta.                                                            FRETE ESPECIAL NA COMPRA IGUAL OU SUPERIOR Á 25quilos. (Para quantidade menor, consulte-nos).         ACOMPANHAMENTO TÉCNICO PARA APLICAÇÕES.      FUNGICIDA ORGÂNICO       INDICAÇÃO                             COMBATE AS DOENÇAS FUNGICAS DAS PLANTAS,COMOOIDIO,MIODIO,FUSÁRIUM,PINTA PRETA,ANTRACNOSE,PODRIDÃO,MURCHADEIRA E FUNGOS, EAGE COMO UM CURATIVO NAS FERIDAS DOS FRUTOS E GALHOS APÓS A COLHEITA.                                                                                                          É UM EXCELENTE SUBSTITUTO DO COBRE,MASTOTALMENTE ORGÂNICO,PODE SER MISTURADO COM PRODUTOS QUIMICOS AUMENTANDO APOTENCIALIZAÇÃO DA APLICAÇÃO.                                                                                                    O silício e um composto natural ,extraído derochas fossilizadas,algas marinhas e corais,que tem 94.58% de pureza. Aumenta a resistência da parede celular daplanta e reduz a perca de água por transpiração,causada pelo stress hídrico e ageada,aumentando assim o processo metabólico da planta,deixando as folhas maisrígidas e eretas,ele forma uma blindagem na cutícula foliar da planta,deixandos folhas mais grossas,deixando a lavoura mais resistente a proliferação defungos e ataque de pragas e insetos,aumentando a resistência a doenças fungicase nematóides (oilde, míodio, fusárium, pinta preta,antracnose,podridão,muchadeira)ele também atua como curativo ou seja tem uma ação cicatrizante nas feridas dosfrutos e dos galhos após colheita.                                                        Com a aplicação do silício é possível, aumentar                        a resistência ao acamento por causa do teor de lignina no colmo, aumentando assima rigidez desse colmo e dos galhos,suportando cachos maiores e mais pesados. Naparte foliar, ele melhora a absorção dos nutrientes,devido a concentração decálcio,magnésio,ferro e fósforo,desenvolvendo o crescimento vegetativo dessaplanta e a floração.                                                                             Composição Química                                                                                               Sio2 ..... 94,6 Al2o3 ... 3,38 Tio2 ..... 0,21 Fe2o ... 0,23                      Cao ..... 0,42 Mgo ..... 0,44                 Na2o ... 0,18 K2o ..... 0,11 ph ........ 6/8 Mno ..... 0,01 P2o6 ... 0,01                                                                        INDICAÇÕES DE CONTROLE DE DOENÇAS E FUNGOS EMALGUMAS CULTURAS:                                 CAFÉ - phoma do café, olho pardo, mancha docafé, mancha vermelha, mela,ferrugem, mancha da alternária,oidio, e outradoenças.                                            CITRUS - leprose,pinta preta, mancha marrom,ramo amarelo, ferrugem, verrugose,nelanose, gomose, amarelinha e outras.                                   GOIABA- ferrugem,atracnose,verrugose, secabacteriana e outras.                          MORANGO- oidio,atracnose,podridão,mofo cinzento,mancha das folhas, crestamento das folhas, mancha angular, e outras.                                UVA- mildio, antracnose, oidio, ferrugem,podridão, requeima, das folhas e outras.                                                                      PRINCIPIO ATIVO:                   sílica neutra ph do produto: 6 a 8 umidade:0,90%.                                              Isento de metais pesados e tóxicos, tais como,chumbo, mercúrio e cádmio.        Não tóxico, por isso, não tem prazo de carênciaquando pulverizado sobre plantas destinadas ao consumo.                           MODO DE UTILIZAÇÃO:            >>> Para aumentar a resistência dasplantas às doenças e pragas: geral:200 gr/100l.          hortaliças e morangos: 02 gr por litro d água(semanalmente). legumes: 2 gr p litro d água (cada 15 dias).                      café: 4 aplicações_primeira pos colheita,noinicio da brotação e as demais ,no intervalo de 45 a 60 dias(200 gr por hectareaté completar 2 kg/hectare.). Tipos de café conilon,arabico,e catuai(vermelho) frutas: 30 gr para cada 20 lts d agua ou seja 30gr por bomba de 20 lts,aplicação de 45 a 60 dias(200 g/hectare até completar2kg/hectare)                        soja ,milho ,feijão,tomate,berinjela,pimentãoalgodão,arroz e milho: 3 aplicações. Primeira: 300 gr por hectare,com 4 pares defolhas Segunda: 300 gr por hectare na pré florada Terceira: 300 gr por hectare pós florada. citrus: 4 aplicações anuais_4kg por bomba/2000lts d agua. Da pra fazer de 250 a 300 pés de laranja com umabomba. MOMENTO DE PULVERIZAÇÃO: Quando as plantas estão em estado vegetativo combrotações,flores e frutos verdes. A ideia é aplicar em folhas jovens para que ascelulas formem camada de proteção a entrada de fungos e alimentação de insetos. O silicio é pouco móvel na planta,destaforma,mesmo a planta absorvendo pelas raizes,o silicio tem dificuldades emalcançar as folhas,brotos,e frutos,daí a necessidade de pulverizaçõesfrequentes. Pode ser misturado com outros micronutrientesfoliares,inseticidas e outros produtos quimicos e biológicos. IMPORTANTE: Fazer pré diluição e coar antes de colocar notanque do pulverizador,pois pode haver alguns grânulos maiores que poderãoentupir os bicos do pulverizador. (Fazendo isso, não terá problema). Não altera o ph da calda ,e os outros produtos aela adicionados. Promove a resistência fisica,por promover oespessamento das folhas e a casca de frutos,e sistêmico por estimular aprodução de fenóis e fitoalexinas responsaveis na resposta da planta e ataquesde doenças e pragas,aumentando a resistencia da planta e diminunuindo a expressãoda doença. BENEFÍCIOS: Veja no site da Embrapa trabalhos e pesquisasfeitas sobre o Silício. Os benefícios da adição ao solo de cinzasvegetais e esterco de animais para aumentar a produtividade é de conhecimentodos agricultores há milênios. Esses e uma infinidade de outros produtosprocessados pelo homem, na forma de fertilizantes e corretivos da acidez dosolo, são fontes dos nutrientes vegetais, ou seja, elementos mineraisconsiderados essenciais para as plantas crescerem e completarem o ciclo devida, desempenhando inúmeras funções vitais dentro do metabolismo vegetal. A falta ou excesso de um ou mais destes mineraisinfluencia não só o crescimento e a produtividade, mas também pode afetar aresistência ou a tolerância da planta a doenças e pragas. A resistência édeterminada basicamente pela habilidade do hospedeiro em limitar a penetração,desenvolvimento e/ou reprodução do agente invasor. Por outro lado, a tolerânciaé caracterizada pela habilidade da planta em manter o seu crescimento de modosatisfatório, apesar da infecção ou do ataque da praga. Mesmo sendogeneticamente controladas, a resistência e a tolerância são bastanteinfluenciadas por fatores ambientais. Dentre estes, destacamos a nutriçãomineral da planta, cuja fertilidade do solo pode ser manipulada por meio daadubação e correção da acidez. Aumenta o crescimento e a produtividade Aumenta a força mecânica do colmo e aresistência ao acamamento Favorece a penetração da luz no dossel da plantapor manter as folhas mais eretas, promovendo assim a fotossíntese Aumenta a atividade radicular, promovendo aabsorção de água e nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio, eo poder de oxidação das raízes Aumenta a resistência a pragas e doenças Neutraliza o alumínio tóxico do solo, bem comodiminui a toxidez causada pelo manganês e outros metais pesados Em gramíneas diminui a transpiração excessiva,aumentando a resistência a veranicos                          Promove a formação de nódulos em leguminosas Aumenta a proteção contra temperaturas extremase ao estresse salino Aumenta a massa individual das sementes e afertilidade dos grãos de pólen Aumenta a produção de carboidratos e açúcares Não se pode negar o fato do silício ser umcomponente majoritário dos vegetais, e dos papéis importantes que desempenha navida das plantas. A inclusão da adubação silicatada no manejo do solo podesignificar um maior retorno econômico para o agricultor. 1) A retirada de silício do solo pelas plantas edestas do campo, por meio das colheitas, sem a devida reposição do elemento.Como as cultivares modernas têm um potencial de extração de nutrientes cada vezmaior, principalmente em função da maior produtividade, intensifica-se aexportação ou saída de silício de nossos solos 2) Solos carentes em silício disponível para asplantas. Os solos naturalmente pobres em nutrientes, geralmente são pobrestambém em silício. A correção do solo com calcário e a adubação convencionalnão aumentam os níveis de silício necessários para o crescimento pleno esaudável da planta. Convém salientar que solos arenosos normalmente possuemníveis baixos de silício na forma assimilável pelas plantas 3) Uso crescente de defensivos que diminuem apopulação de microrganismos do solo que atuam como solubilizadores de silicatos 4) Menor consumo de fibras pela população, ondese concentra uma grande parte do silício nos alimentos. Ademais, o ser humanoestá geneticamente condicionado a consumir níveis de silício bem mais elevadosque os atuais, pois a sua dieta tem sido rica em fibras há milhares de anos.Atualmente, porém, o maior consumo de alimentos processados e mais pobres emfibras, particularmente em países mais desenvolvidos, contribui para a menoringestão de silício. Uma fonte importante de silício é a água que apopulação consome, cujos níveis do elemento variam, principalmente, com a suaorigem geológica. Com o advento do tratamento da água com sulfato de alumíniopara agregar partículas no processo da floculação, os teores de silício ficaramainda mais baixos. Considerando os benefícios proporcionados pelanutrição balanceada, o agricultor deve considerar daqui para frente autilização de fertilizantes sólidos ou líquidos (adubação foliar) silicatadosno manejo nutricional e fitossanitário da sua lavoura. É uma tecnologiarelativamente nova no Brasil, sendo que o uso do silício como adubo já estáregulamentado em legislação pertinente. PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO),DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO. CONFIRA NOSSA LINHA DE PRODUTOS ORGÂNICOS ENANOPARTICULADOS EM ( OUTROS ANÚNCIOS DO VENDEDOR).
...

Preço: R$ 35,00

São José do Rio Preto/SP

BACTERICIDA, NEMATICIDA E FUNGICIDA DE SOLO, TERRANEEM

ACABE DE UMA VEZ COM A NEMATOIDE, FUSARIUM, ANTRACNOSE, BACTÉRIA E FUNGOS DO SEU SOLO E AINDA ESTIMULE O ENRAIZAMENTO.PARA QUE SERVE?PARA CONTROLE DE DOENÇAS DE SOLO: EX :                                                   RHIZOCTONIAS, FUSARIUM, SCLEROTINIA, ANTRACNOSE, NEMATOIDES E SUPOSTO CONTROLE               DE HERNIA DAS CRUCÍFERAS.COMO APLICAR?NA FORMA DE CHORUME – DILUIR 1 KG DE Terra Neem  EM 10 LITROS DE ÁGUA E DEIXAR DE MOLHO POR 24HORAS, EM RECIPIENTE DE PLÁSTICO, TAMPADO.APÓS AS 24 HRS, COAR E DILUIR EM 90 LITROS DE ÁGUA, FORMANDO100 LITROS DE CALDA.APÓS O PREPARO DA ÁREA COM A ADUBAÇÃO RECOMENDADA OUHABITUAL, APLICAR ESSA CALDA SOBRE O SOLO, ENCHARCANDO BEM. EM CASO DE SEMEIO, REALIZAR A SEMEADURA 1 SEMANA DEPOIS DAAPLICAÇÃO – PORQUE QUEIMA A SEMENTE- EM CASO DE PLANTIO COM MUDAS, REALIZAR OPLANTIO 3 DIAS DEPOIS DA APLICAÇÃO DA CALDA.DESTA FORMA, TEMOS O CONTROLE DE DOENÇAS DE SOLO.  UTILIZAR A CALDA EM ATÉ 8 HRS DEPOIS DEPRONTA, DEPOIS DESSE TEMPO ELA VAI PERDENDO SUA EFICIÊNCIA.INTERVALO DE APLICAÇÕES E CONCENTRAÇÃO:  DEPENDE MUITO DA INFESTAÇÃO DA ÁREA.                                                                                                                                                      EM CASOS DE ALTA INFESTAÇÃO DO PATÓGENO NO SOLO, DIMINUIR OVOLUME DE ÁGUA ONDE SE DILUIRÁ O CHORUME, AO INVÉS DE 90 LITROS DIMINUIR PARA80-70 LITROS, DESSA FORMA TEMOS UMA CALDA MAIS CONCENTRADA O QUE AUMENTARÁ AEFICIÊNCIA IN LOCO DO PRODUTO.EM CASOS DE AÇÃO PREVENTIVA, ONDE QUEREMOS IMPEDIR QUE OPROBLEMA APAREÇA, UTILIZAR A INDICAÇÃO INICIAL, E APLICAR A CADA 45 DIAS EMCASOS DE PLANTAS DE CICLO MAIS LONGO, EX. MORANGO, CAFÉ, PIMENTÕES, ETC.EM CULTURAS DE CICLO CURTO, EX. ALFACES, REPOLHO, ETC, FAZER           DUAS APLICAÇÕES NO CICLO.                         PRODUÇÃO DE MUDAS  DE                                                           HORTALIÇAS               UTILIZAR  A DOSE DE 1,5 A 2 % DO PESO DO SUBSTRATO,MISTURAR AO SUBSTRATO E MONTAR AS BANDEJASDIMINUIR 1/3 DA DOSE DAS ADUBAÇÕES NITROGENADAS DEPOIS,DEVIDO AO N CARBONACEO PRESENTE NA TORTA, AS MUDAS SE DESENVOLVEM MAISRAPIDAMENTE DESDE A GERMINAÇÃO.   CASONÃO DIMINUA A DOSE DOS NITROGENADOS, OCORRERÁ O ESTIOLAMENTO DAS MUDAS, EPOSTERIOR TOMBAMENTO DAS MESMAS.NESTE CASO, AS MUDAS JÁ DESENVOLVERÃO AS SUBSTÂNCIAS ANTIOXIDANTES DESDE SUA GERMINAÇÃO, SENDO MAIS RESITENTES AS DOENÇAS DE VIVEIRODEPOIS, ALÉM DO SISTEMA RADICULAR MAIS DESENVOLVIDO, O QUE PROPORCIONARÁ UMMAIOR PEGAMENTO NO TRANSPLANTE NO CAMPO.ADUBAÇÃO DE BASE                     UTILIZAR A DOSE DE 20 GR/PLANTA NA ADUBAÇÃO DE BASE NESTE CONTEXTO, TEMOS UMA MAIOR PROTEÇÃO NA RIZOSFERA DARAIZ POR UM PERÍODO MAIS PROLONGADO, DIFERENTE DO USO NO CHORUME, ONDE TEMOS ORESULTADO IMEDIATO DA AÇÃO DA CALDA SOBRE OS PATOGENOS DO SOLO, NESTA FORMA DEAPLICAÇÃO, DEVIDO A DEMORA DA LIBERAÇÃO DAS SUBSTÂNCIAS CONTROLADORAS DE FUNGOSE BACTÉRIAS, POIS TAL LIBERAÇÃO DEPENDERÁ NESTE CASO DA UMIDADE E TEMPERATURA,TEMOS AÍ UM EFEITO MAIS PREVENTIVO QUE CURATIVO(CHORUME).REALIZAR COBERTURAS A CADA 2 MESES.SE FOR FRUTIFERAS USAR 100-200 GR/COVA.POTENCIALIZADOR DE ADUBOS NITROGENADOS – UREIA  E DEMAIS NITROGENADOS.UTILIZAR A DOSE DE 12,5 KG/há – 5% DA ADUBAÇÃO TOTAL.NESTE CONTEXTO, SUA FINALIDADE É A DE ELIMINAR AS BACTERIASNITRIFICADORAS DO SOLO, AUMENTADO A DISPONIBILIDADE DE N DO ADUBO.INCORPORAR AO ADUBO E APLICAR NO SOLO.SEMEAR EM SEGUIDA.Produto- 100% Orgânico                                                                    PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSO CORPO TÉCNICO ENTRARÁ EM CONTATO.
...

Preço: R$ 59,00

São José do Rio Preto/SP

ROTENONA DERRIS SOLUÇÃO

ROTENONA EM ALTA CONCENTRAÇÃO                                                                                                                               Apresenta-se na forma de emulsão totalmente solúvel em água. Age por Ingestão e inseticida de contato e repelente. Atua por contato, Ingestão e sistema nervoso do inseto, inibindo a Respiração celular impedindo o Seu e Desenvolvimento da Morte eventualmente causando Praga.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        RECOMENDAÇÕES DE USO:                                                  - Pulverização: diluir 80 ml da Rotenona concentrada em bomba com 20 litros de água. - Pulverize de maneira uniforme todas as partes da planta, particularmente o lado de baixo das folhas, a uma distância de 20 cm. - Na possibilidade de chuvas, evitar aplicação. - Recomenda-se aplicar nas horas de mínima insolação (ao entardecer).              - Evite aplicação contra o vento.                                 - Não misturar diretamente com ácidos.                                                                                                                                        CUIDADOS Utilize sempre óculos de segurança, máscaras e luvas durante a manipulação do produto e mantenha longe do alcance de crianças e animais.           PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS (SEM COMPROMISSO), DEIXE SEU CONTATO QUE NOSSOS AGRÔNOMOS ENTRARÃO EM CONTATO.                                                                                           CONFIRA NOSSA LINHA DE FERTILIZANTES NANOPARTICULADOS
...

Preço: R$ 1,50

Piedade/SP

EXTRATO PIROLENHOSO BRUTO DE EUCALIPTO

VENDO EXTRATO PIROLENHOSO BRUTO EXTRAÍDO DURANTE O PROCESSO DA QUEIMA DE CARVÃO DE EUCALIPTO.TENHO UMA MÉDIA DE 5.000 LITROS POR MÊS. ELES ESTÁ NO ESTADO BRUTO , COMO SAI DO PROCESSO DA QUEIMA DE CARVÃO Acima de 1.000 litros preço negociável.
...

Preço: R$ 520,00

Buritama/SP

Inseticida Regent 800wg

Regent 800 WG (1KG) original Basf.Produto lacrado com selo de segurança....(*TEMOS BARRICAS de 6 KGS*)Produto com garantia e Nota Fiscal. (Para compras de embalagens fechadas de 6 Quilos)TUDO COM NOTAS FISCAIS;.....Regent® 800 WG - é em formulação WG - granulado dispersível, recomendado para o controle de diversas espécies de formigas, aranhas, baratas, cupins etc...Principais benefícios: Retorno acima do investimento, rentabilidade garantida.Combate cupim, formigas, aranhas, baratas, e outras pragas de solo, etc. ( Mata todo tipo de invertebrados)DILUIÇÃO:1 GRAMA POR 1 LITRO DE ÁGUA, EX.: 20 Gramas = 20 LITROS DE ÁGUA, MISTURAR E UTILIZAR.
...
Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ... Última 

Produtos Agrícolas – Anuncie seus produtos rurais e agropecuários para milhões de clientes do setor. Seja visto por produtores rurais, pecuaristas, agricultores, criadores de gado, profissionais autônomos e empresários do ramo agropecuário.

Leilões de gado – Compre e venda gado nos leilões do site MF Rural. Leilão de gado bovino, ovino, caprino e equinos. Também leilão de máquinas agrícolas e tratores.

Serviços Agrícolas - Anuncie seus serviços rurais e agropecuários para milhões de clientes por apenas R$ 0,42 por dia.

Telefones Rurais - Consulte a Lista Telefônica Rural, relação com mais de 10 mil telefones agropecuários úteis pra você!

Informativos Agrícolas

Blog MF Rural
5/9/2018 23:31:03 - Agricultura -

COMO VENDER BEM ATRAVÉS DE ANÚNCIOS

27/7/2018 16:59:39 - Agronegócio -

FAZENDA FLORESTA RBB E LABORATÓRIO REPROLL

4/5/2018 22:20:08 - Agricultura -

Frutíferas em vasos. Como cultivar?

17/4/2018 18:06:17 - Agricultura -

Ora-pro-nóbis, a planta que salva

26/3/2018 14:31:15 - Agricultura -

DIA DO CACAU, O FRUTO DE OURO



Esta página contém Anúncios de Defensivos Agrícolas .

O MF Rural é um site de anúncios de compra e venda de produtos agrícolas para todo Brasil, com relação de ofertas de insumos ou produtos agropecuários de interesse do produtor rural. Podem ser encontrados(as) produtos rurais usados ou novos com preços, fotos, vídeos, disponibilidade, cidade, estado de localização, quantidade e outros.

O sistema MF Rural é diferente de sistemas de classificados onde os produtos simplesmente são apresentados com alguns dados e os interessados em comprar ou vender entram em contato para realizar negócio. No MF Rural o sistema é de Mercado Físico, logo, todos os anúncios devem estar com valor de venda e caso um comprador queira negociar a mercadoria, através de nosso portal, ele consegue os dados como nome, telefone, cidade e e-mail do vendedor anunciante. Assim o interessado comprador decide como irá fechar negócio, se vai pagar preço à vista, à prazo, em parcelas, financiado, como vai ser o transporte ou frete, quem vai pagar o valor do frete, se vai levar em transporte próprio, enfim, todos os detalhes de uma negociação normal com revenda, loja ou particular.

Os produtos são separados por categorias, mas também por marca, tamanho, modelo, localização, preço, região, novos ou usados, etc. Criamos também páginas onde as ofertas ficam separadas por estado, ou município do Brasil. Veja em anúncios de Defensivos Agrícolas

Muitas pessoas usam o MF Rural para pesquisar preços de Defensivos Agrícolas e conseguir fazer melhores negócios, adquirindo produtos mais baratos ao alcance de um clique. Essas pessoas procuram normalmente na internet pelos sites de busca onde encontrar, onde achar ofertas de algum produto, e fatalmente acabam caindo no site MF Rural, onde tem um grande número de anúncios bem diversificados. Muitas vezes encontram e conseguem adquirir produtos de qualidade, barato e com bom preço e condições que normalmente não encontrariam no comércio ou mercado local.

Portanto caso você pense algum dia, "quero vender" ou "quero comprar" produtos rurais, acesse sempre o site MF Rural, onde a comercialização ocorre entre os próprios negociantes e onde você pode encontrar muitas informações a respeito de mercado de anúncios de Defensivos Agrícolas , assim como algumas notícias da agricultura ou pecuária no Brasil. Com pouco trabalho você coloca toda sua produção à disposição de produtores rurais ou pessoas do Agronegócio de todo Brasil.

Na lavoura, no campo, na roça, na fazenda, no sítio, na chácara ou até mesmo em meio à sua plantação ou pastagem você consegue hoje acessar todas as ofertas rurais que estão no site MF Rural, através de um celular ou tablet conectado à Internet. Isso é cada vez mais tendência e o MF Rural coloca tudo isso disponível em seu próprio bolso. Também poderá encontrar Leilões de gado on-line, bovinos, equinos, ovinos, caprinos jumentos, e também Leilão de trator, máquinas e implementos agrícolas.

No MF Rural é muito fácil Comprar e Vender.